Início » Celular » Qual o melhor cartão de crédito pré-pago internacional?

Qual o melhor cartão de crédito pré-pago internacional?

Veja a lista com cartões pré-pago com baixas tarifas ou até mesmo gratuitos para você fazer compras internacionais

Por
47 semanas atrás

Não consegue ter um cartão de crédito mas ainda assim quer fazer compras internacionais? Nós selecionamos para você os melhores cartões de crédito pré-pagos na modalidade internacional, com baixas tarifas ou até mesmo sem taxas (grátis) dependendo do que você usar ou deixar de fazer. Nenhum listado aqui faz análise de crédito, a aprovação é automática.

Antes, vale comentar uma pequena contradição que pode surgir entre “cartão de crédito” e “pré-pago”: todos os cartões listados aqui precisam de algum depósito prévio, mas funcionam como cartão de crédito para compras internacionais. Você não terá uma fatura com vencimento, mas sim um saldo com a sua recarga para usar como quiser.

Qual o melhor cartão de crédito pré-pago e internacional?

1. MercadoPago (MasterCard)

Uma das melhores opções é o cartão do MercadoPago, da bandeira MasterCard que é válido para sites nacionais e internacionais. O cartão não tem mensalidade, anuidade ou fatura e nem cobra para recarga ou ativação; a única taxa é a de R$ 9,90 para saques nacionais ou internacionais.

Quem vende pelo MercadoLivre tem acesso ao saldo na hora. O único contra é se você precisa movimentar muito dinheiro: tanto os saques quanto os pagamentos são limitados a R$ 3 mil por dia, num limite compartilhado. Não é necessário ter uma conta bancária.

2. PagSeguro (MasterCard)

Outra boa opção é o cartão da PagSeguro, que também funciona como o do MercadoPago: ele não tem anuidade, tarifa de manutenção, não precisa de conta bancária e funciona com compras internacionais, tanto no exterior quanto em sites. A diferença em relação ao cartão azulzinho é que ele tem taxa de emissão de R$ 12,90 e cobra uma tarifa de saque mais barata, de R$ 7,50.

O cartão do PagSeguro legal também se você tiver um negócio e uma maquininha de cartão da PagSeguro, a Moderninha. Para empresas, eles oferecem o mesmo cartão, mas você recebe o dinheiro das suas vendas no próprio cartão em até 1 hora e não paga a taxa de emissão de R$ 12,90. Tanto nas empresas quanto para os consumidores, não é necessário ter uma conta bancária para usá-lo.

3. RecargaPay (MasterCard)

Lançado recentemente, o cartão pré-pago do RecargaPay parece ser uma boa opção. Ele retorna 1% do valor de todas as transações de volta para o cartão, 5% em todas as compras feitas no app do RecargaPay e 10% de volta nas recargas de celular, com cashback total máximo de R$ 100 por mês.

O cartão não tem taxa de manutenção ou de recarga, mas para ter o plástico físico você precisa ser cliente RecargaPay Prime, que custa R$ 9,99 por mês. Os saques custam R$ 5,90 para lotéricas, R$ 7,90 para caixas eletrônicos e se você precisar de uma segunda via, paga R$ 14,90 pela emissão.

Outras opções de cartão pré-pago e internacional

4. Acesso (MasterCard)

Também há o cartão Acesso, também da bandeira MasterCard. Colocamos ele nas últimas opções porque as tarifas são maiores em relação às outras alternativas, apesar dele oferecer os mesmos recursos:

  • tarifa de manutenção: R$ 5 (não é cobrada caso não haja saldo no cartão);
  • tarifa de recarga: R$ 2,50 (gratuita para recargas a partir de R$ 500)
  • tarifa de adesão: R$ 14,90 (grátis para o cartão virtual ou recargas a partir de R$ 100);
  • tarifa de saque: R$ 7,50 por saque;
  • tarifa de emissão de segunda via: R$ 9,90 por emissão;
  • tarifa de uso internacional: 5% sobre o valor da compra.

5. Brasil Você

Outro cartão que vale mencionar é o da Brasil Pré-Pagos. Existe o Cartão Virtual Digital, que funciona como cartão para compras digitais, mas não há um plástico para você usar fora da internet. Também há o Brasil Você, que é um cartão pré-pago, mas as tarifas não são tão vantajosas:

  • ativação do cartão: R$ 19,90;
  • carga mínima na aquisição: R$ 25,00;
  • mensalidade do cartão: R$ 3,00;
  • tarifa por recarga no boleto: R$ 3,00;
  • tarifa por recarga no débito: 1,99% do valor da carga;
  • saque nos caixas eletrônicos: R$ 7,00;
  • transferência para conta bancária: R$ 7,35;
  • taxa de substituição do cartão: R$ 25,00.

6. Bradesco DIN (Visa ou Elo)

Por fim, também tem o Bradesco DIN. Disponível tanto na bandeira Visa quanto na Elo, o cartão pré-pago do Bradesco funciona como as alternativas já mencionadas. Ele suporta saques e compras nacionais ou internacionais, mas o depósito na conta só pode ser feito por meio de uma conta Bradesco ou em algum ponto físico Bradesco Expresso (veja o mapa).

Colocamos ele por último porque a tabela de tarifas deles é menos vantajosa para a maioria dos consumidores. Olha só:

  • saque nacional: R$ 1,90;
  • saque internacional: R$ 20;
  • transferência para Bradesco DIN: R$ 0;
  • TED para Bradesco e outros bancos: R$ 5;
  • emissão do cartão: R$ 10;
  • manutenção de cartão: R$ 2,99;
  • reemissão de cartão: R$ 20.

Qual a sua escolha?

Atualizado pela última vez em 20 de setembro às 12h12. Após a assessoria do BPP entrar em contato com o Tecnoblog, incluímos a informação de que o cartão Brasil Você também funciona na modalidade crédito. Também atualizamos a lista com o lançamento do cartão pré-pago do RecargaPay.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.