Início » Gadgets » E-Ink com 32 mil cores começa a ser produzido, mas não para e-readers

E-Ink com 32 mil cores começa a ser produzido, mas não para e-readers

Nova tela está na quarta geração de displays E-Ink que conseguem reproduzir cores

André Fogaça Por

O E-Ink é uma maravilha tecnológica que faz telas de dispositivos parecerem papel de verdade - veja o Kindle, como exemplo. A tecnologia nasceu em preto e branco e brincando apenas com tons de cinza, mas hoje (28) foram entregues os primeiros modelos de telas que conseguem exibir até 32 mil cores diferentes.

A quantia, por maior que seja, ainda está longe do que consegue a TV da sua sala, que é capaz de trabalhar na casa das dezenas de milhões de cores. Porém, é um avanço para a tecnologia que tem como objetivo tornar um painel eletrônico visualmente idêntico ao que existe em papel de verdade.

Número de cores saltou

A nova tecnologia utilizada para esta quantidade de cores é chamada de Advanced Color ePaper, ou ACeP, e foi anunciada dois anos atrás. Sucessora de outras três telas coloridas e que são chamadas de Spectra, Prism e Triton, sendo a primeira com três pigmentos diferentes, indo até a Triston e suas 4.096 cores possíveis.

Tela feita com a tecnologia Advanced Color ePaper

Em sua versão mais recente, o display de E-Ink consegue trabalhar em resolução de 1600 x 2500 pixels em 150 pontos por polegada de densidade - a metade da densidade do que existe em revistas, por exemplo.

Calma que a notícia não é tão boa assim

A parte triste de tanta notícia boa é que a produção em massa deste tipo de tela será iniciada apenas no final deste ano. A notícia ainda pior do que a anterior é que não será no ano que vem que os Kindles contarão com um visual muito semelhante ao que revistas em quadrinhos entregam.

Cartazes feitos com telas ACeP

A tristeza vem de palavras do próprio diretor executivo da E-Ink, Johnson Lee, que comentou que leitores de e-books não estão no foco da empresa neste momento.

Se não estarão em leitores, certamente painéis e cartazes de locais bem tecnológicos serão feitos com E-Ink. Não custa nada sonhar em ler X-Men, com quase que todas as cores do gibi, na tela de um e-reader.

Com informações: Good E-Reader.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Souza

Kindles? Eu quero essa tecnologia para a tela do meu notebook.

Saulo Benigno

Qual seria a utilidade?

Gesonel o Mestre dos Disfarces

I see what you did there.

Catena's Beauty Atelier

É por isso que ainda não troquei meu tablet por um e-reader. Leio muitos quadrinhos

Vinícius Jorge

Não vejo porque trocar meu Paperwhite de 3 anos atras

Fagner Ribeiro

E-ink colorido. Aí eu vi vantagem. Se isso de concretizar comercialmente eu volto a comprar um Kindle.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Melhor gadget que comprei nos últimos anos, o que eu já li de livros pagando bem menos não está no mapa.

Fabiano Forte

Seguro que a Amazon já está de olho nisso... é esperar!

Felipe Liʍa

ele é bom e supre bem seu papel 🙏☺️

Felipe Fernandes

Tenho um Kindle 5 (a última versão sem touch) e não vejo porque trocar

robsonc

Dependendo da TV o custo de energia seria minimo comparado ao investimento numa tela grande com essa tecnologia nova, imagino eu. TVs hoje em dia consomem pouco. É só olhar pro aeroportos com mil TVs enfileiradas passando propaganda...

Matheus Alexandre

Mas o consumo de energia a longo prazo pode ser um fardo a mais...

Matheus Alexandre

Não existe tanta diferença entre os Kindles; quando lançarem uma versão com cores será revolucionário.

Gustave Dupré

Em alguns cinemas eles usam tvs para isso. Talvez seja mais barato.

Shopping Jd Sul

Gustave Dupré

Eles poderiam ter dado mais informações. Será que o consumo é similar ao anterior?

Exibir mais comentários