Início » Celular » Carrefour vai testar pagamento via smartphone em lojas no Brasil

Carrefour vai testar pagamento via smartphone em lojas no Brasil

Desta forma, o mercado permitirá que o cliente entre, pegue o produto e pague, sem passar pelo caixa

André Fogaça Por

Noël Prioux, presidente do Carrefour no Brasil, afirmou que vai iniciar os primeiros testes de uma nova opção de pagamento no mercado. De acordo com o executivo, a nova forma permitirá que o cliente pague pela compra diretamente pelo smartphone, dentro dos endereços da própria rede.

O serviço, que inicialmente será oferecido em quatro ou cinco lojas e é chamado de Scan & Go, funcionará num sistema que permite ao usuário escanear o código de barras do produto escolhido, pagar diretamente pelo celular e sair do local sem passar pelo caixa. Prioux não comentou quais seriam as lojas do Carrefour que trabalharão com este sistema, nem mesmo as cidades onde o teste será realizado.

A única informação sobre início desta operação é que ela acontecerá ainda neste ano e que, junto dela, a empresa francesa pretende incluir alguns restaurantes mais simples (como pizza e pães) dentro e fora dos locais onde o Carrefour está inserido.

O objetivo do novo modelo de operação, segundo o executivo, é de uma transformação digital da empresa. Porém, a possibilidade de restaurantes do próprio Carrefour ainda não é prioridade para o país.

Além dos caixas tradicionais e desta novidade, alguns poucos mercados do Brasil já utilizam o atendimento automático, onde o próprio consumidor passa as compras pela máquina registradora e faz o pagamento em dinheiro ou cartões de crédito e débito.

O próprio Carrefour pretende aumentar a rede de lojas que contam com o autoatendimento e chegar ao final do ano com 64 unidades prontas para o uso. Hoje, a rede francesa já utiliza este tipo de caixa em 12 endereços do Posto Carrefour e do Atacadão.

Com informações: Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Crock, o Dillo

no estilo amazon eua

Anderson

Meia dúzia eu tentei sei ser otimista kkkkk

Ronaldo Rodrigues

kkk

Roger "The Flood" Inacio

Concorrência ta ai pra isso. Cliente nenhum vai ser obrigado a comprar no Carrefour.

Eddy

Não precisa vivenciar para notar o atraso, mas com certeza faz a visão de qualquer expandir.
E não trata-se apenas de "meia dúzia" eu diria aí bem uns 50%.

Fabio Santos

Custo final empurrado pro cliente que acha lindo alguns avanços kkk

Trovalds

A Amazon tá tentando algo assim naquela rede de supermercados que ela comprou. MAS ainda tá bem longe de se tornar realidade. Tentaram algo também com RFID mas não vingou porque o custo é alto demais.

Trovalds

O pior é quando a "linda operadora" te dá uma encarada desconcertante e você não sabe se termina de passar a compra, se fala algo ou se simplesmente sai andando...

Vera Bellonia

Caixas de supermercado, frentista de posto, trocador de ônibus, porteiro entre outros cargos são hoje completamente desnecessários e só serverm pra encarecer produtos.

Anderson

Depois de usar um Walmart, rede CVS ou qualquer outro comercio na madrugada em New York em um caixa de auto atendimento, sem problemas e roubos, vc nota que estamos atrasados e culturalmente sem saber se estamos preparados para esse tipo de serviço, nossa criatividade e jeitinho para o mal assustam as empresas, por causa de meia dúzia o povo perde.

johndoe1981

Classe baixa e alta também, ninguém gosta de perder tempo passando os produtos um por um, seja o pobre ou o rico :)

Viniçious

classe média sofre

Jose Costa

Ninguém merece quando a gente tá com uma pressa e a atendente passa a compra lentamente, ou pior, ainda decide bater papo com outros funcionários. Deve ser fantástico poder fazer tudo no nosso próprio tempo, pagar rápido e ir embora!

Keaton

Deve ser mais divertido estar com pressa no auto caixa e o maldito produto não passar de jeito nenhum, como já acontece com os caixas normais. :V

johndoe1981

Tô procurando até hoje essa linda operadora de caixa aqui em Fortaleza kkkk

Exibir mais comentários