Início » Negócios » Mercado Livre testa serviço Flex para entregas no mesmo dia

Mercado Livre testa serviço Flex para entregas no mesmo dia

Entrega no mesmo dia será testada em São Paulo; Mercado Pago lança pagamento via app em 12 mil lojas físicas

Felipe Ventura Por

Uma das desvantagens do comércio eletrônico é a espera em receber o produto. Isso vem melhorando: diversas lojas online têm prazo de até dois dias úteis; e o Mercado Livre está testando um serviço de entrega no mesmo dia. O Mercado Envios Flex será lançado em São Paulo com rastreamento de encomenda.

Leandro Bassoi, diretor do Mercado Envios, diz ao Estadão que os vendedores com envio Flex devem ganhar destaque no site. O serviço será lançado até o final do ano, ainda sem preço divulgado.

Mercado Livre/Divulgação

O cliente escolherá a entrega expressa no Mercado Livre, e o vendedor usará sua rede de transportadores para a entrega — seja via carro, moto, bicicleta ou a pé. Será possível fazer rastreamento do pacote usando uma etiqueta com QR code, acompanhando seu caminho até o destino.

“Temos empresas na China onde as entregas em até dois dias são 90% do total”, diz Bassoi. No Brasil, o Magazine Luiza tem a meta de entregar 50% de seus pedidos em até dois dias até o ano que vem (atualmente isso corresponde a 20% do total).

Pagamento em lojas físicas via aplicativo

Foto por Gerd Altmann/Pixabay

Neste final de semana, o Mercado Livre também anunciou uma solução de pagamento em lojas físicas, usando seu aplicativo para ler um QR code. Você pode pagar com seu saldo na conta do Mercado Pago, ou com o cartão de crédito cadastrado no perfil.

Para fazer isso, basta usar o aplicativo do Mercado Livre ou Mercado Pago para iOS e Android, e escanear um QR code fornecido pelo estabelecimento. 12 mil locais já aceitam essa forma de pagamento, incluindo os restaurantes da rede América em São Paulo, e algumas unidades da Pizza Hut em João Pessoa e Fortaleza.

A empresa não vai cobrar taxa de processamento até março de 2019. Essa tecnologia foi implementada há dois meses na Argentina, onde mais de 160 mil estabelecimentos já aderiram.

As novidades foram apresentadas no Mercado Livre Experience (MELIXP) neste sábado (1º).

Com informações: Agência Estado, Infomoney.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Denilson Marcelino

No caso você tá vinculando o mercadopago com o mercadolivre de forma meio equivocada... Quando você usa o mercadopago como gateway de pagamento, você não tem essa política de cancelamento. Agora, quando você compra pelo mercadolivre, a ação por sí só é uma compra online, e isso já valida os 7 dias de devolução. Independente da forma de entrega

Alexandre Roberto

em agosto diz uma conpra com entrega full....entregaram de sp no mt em 48 horas.....
pena q pedi um produto e mandaram outro....e me deu mais dor de cabeca ter q ir ate uma agencia do correios devolver o produto p ser reembolsado

Gustave Dupré

Você está certo, interpretei mal a lei. Pesquisando mais, notei que ignorei uma parte essencial do Art. 49 do código do consumidor "sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial" e segundo o Portal Educa "contratação de fornecimento" é "...a prestação periódica ou continuada. Sobreleva-se uma obrigação de dar, ao lado da obrigação de fazer." Quando efetuo o pagamento no ML, firmo um contrato com o vendedor e ele tem a obrigação de entregar, como vai ser a entrega? Não importa e sim como foi firmado o contrato e no caso, fora do estabelecimento comercial.

Acredito que o correto seria se a lei do arrependimento valesse somente pela entrega feitas pelos correios ou outro meio de entrega no qual o vendedor não tem contato direto com o comprador, porque nesse caso ele não pode voltar atras. Isso do ponto de vista do vendedor é o ideal. Mas, como consumidor, o melhor seria sempre haver a opção de se arrepender da compra, independente se a compra for online ou física como ocorre no EUA(só não sei se é por causa de alguma lei).

Muito obrigado pelo tempo que você perdeu me ajudando a entender essa diferença.

Zé das Covi

tem 1.3 bi de pessoas lá man, da pra fazer uma corrente humana e os caras irem jogando o pacote igual fazem com baldinhos pra apagar incêndio ...
China é muito diferente de qualquer coisa que existe, é ridículo comparar qualquer coisa que aconteça lá com qualquer disgraça de lugar que for .

brazlocateli

Como é feita uma compra? Pelo ato de escolher o produto e pagar.
Na sua hipótese já foi escolhido, podendo ou não ter sido pago e agora recebendo em mãos. Na loja você pode tocar antes de escolher, no online não, essa é a grande diferença e é onde a lei se aplica. E caso se encontre pessoalmente com o vendedor e não goste do produto já pode usar o direito de arrependimento ali mesmo.

Codigo é bom mas precisa ser interpretado e essa é sua dificuldade, por isso te indiquei procurar por um livro de direito, nele você encontra a explicação.

Renan Wisniewski

Isso mudou, hoje em dia já é possível ligar para o ML e ser atendido por um funcionário DE VERDADE. Vejam só que evolução...
Mas concordo que o ML ainda pode melhorar bastante. O problema é fazer alguma empresa crescer com lucro aqui no Brasil

Rafael Moreira

Tem muita transportadora que faz um bom serviço. Varias lojas online já adota isso dispensando o uso dos correios. Porem essas lojas tem centros de distribuições que facilita o processo. A transportada busca o pacote no armazém do lojista e leva para sua filial em outro estado, para depois realizar a entrega local até a casa do consumidor. O problema do mercado livre que tem vendedores de todos os cantos do Brasil. Mais SP e RJ nas capitais pelo menos já poderia adotar o envio através de transportadoras terceirizadas.

Gustave Dupré

Isso é um tanto ambíguo, passível de uma diferente interpretação nesse caso, pois quando você opta por retirar pessoalmente você pode tocar, cutucar, olhar por baixo, observar o funcionamento pleno e etc... Se não gostar não leva, vejamos, igual na loja, olha só que curioso.
Eu tenho um exemplar do código do consumir, obrigado pela dica, mas não ajuda muito, pois ele cria a mesma dúvida.

Kodos Otros

O que a ameaça da entrada total da Amazon no Brasil não faz, hein?

Guilherme Araujo

ahahaah acontece amigo, todos erramos

Mauro

Eu fiz uma compra há mais de um mês que foi retida pelo Correio por estar sem a nota fiscal. O sistema do MercadoLivre inventou que eu recebi o produto e agora estou brigando pra conseguir meu dinheiro de volta. Pelo menos nesse caso eu tenho o rastreamento dos Correios pra provar que não recebi. Imagina com um sistema 100% próprio: vai inventar esses eventos de entrega inexistentes e não teremos como dizer o contrário.
Vi aqui nos comentários vários vendedores comentando que o MercadoLivre é ruim pra eles... Eu como comprador digo que pra mim é ruim também. MercadoLivre é bom só pro próprio MercadoLivre.
Tentem um dia entrar em contato com alguém de lá e descobrirão que não há como. Não tem um Sac, nem por e-mail consegue-se contatar alguém.
Tomara que Amazon, Magazine Luiza e outras que respeitam um pouco mais o consumidor tomem o terreno dessa empresa.

brazlocateli

A característica do direito de arrependendo parte do fato de você comprar sem ver pessoalmente, sem poder tocar, cutucar, olhar por baixo, observar o funcionamento pleno e etc...
Se a entrega vai ser de avião, jatinho, taxi, bicicleta ou pessoalmente já é um outro ponto e não tem relação com a forma da venda.
Qualquer livro de direito que aborde o código de defesa do consumidor vai abordar esse tema com muito mais clareza, caso você queira fonte ou estudar melhor o assunto.

Paulo Manso

Eu particularmente das três vezes que comprei com entrega FULL todas foram entregues no dia seguinte hehe

Renan Alves

O mercado livre tinha tudo pra se tornar algo enorme, uso o termo tinha porque com a chegada da amazon é certeza que eles iram perder mercado.
O mercado livre deveria parar de ser um intermediário e começar a oferecer serviços, eles tinham que oferecer seguros para mercadoria no momento da venda, com isso passariam a ter dinheiro no caixa,

Renan Alves

Quando voce compra no mercado livre utilizando o mercado pago voce fica coberto por 15 dias, ou seja voce tem um prazo considerável pra reclamar, alguns dos golpes mais clichês do mercado livre é o vendedor dizer pra qualificar a compra ou pedir pra cancelar a reclamação, quando compra é bom ficar esperto com o vendedor, aqueles que são enrolados pra responder ou dar suporte tem 99% de chance de serem golpistas,
O mercado livre tem um modo que avaliar os tipos de perfis e inclusive consegue devolver os créditos dependendo do caso.

Exibir mais comentários