Início » Celular » Google expande lista e recomenda 52 smartphones Android para empresas

Google expande lista e recomenda 52 smartphones Android para empresas

Isso inclui 42 aparelhos da BlackBerry, Huawei, LG, Motorola, Nokia e Sony; a lista foi expandida com 10 smartphones resistentes

Felipe Ventura Por

O Google lançou este ano o programa Android Enterprise Recommended com celulares recomendados para empresas. Isso inclui 42 aparelhos da BlackBerry, Huawei, LG, Motorola, Nokia e Sony — curiosamente nada de Samsung. Agora, a lista foi expandida com 10 smartphones resistentes, de fabricantes que você provavelmente nem conhece.

A nova seleção do Google traz aparelhos da Datalogic, Honeywell, Point Mobile, Sonim e Zebra. Por que sugerir essas fabricantes? É que até 2022, o Android estará na “maioria dos dispositivos móveis robustos vendidos em todo o mundo, à medida que o Windows deixa esse mercado”, segundo a consultoria IDC.

As exigências do Google para dispositivos robustos

Os requisitos mínimos do Google são interessantes. Os aparelhos robustos devem rodar Nougat 7.0 ou superior; receber patches de segurança a cada 90 dias por 5 anos após o lançamento; e ganhar ao menos uma atualização de versão (do Nougat para o Oreo, por exemplo).

Isso não é tudo: o smartphone deverá ter proteção IP64 ou superior contra água e poeira, mais certificação MIL-STD-810G ou IEC 62-2-32 para suportar quedas repetidas de uma altura mínima de 1,2 m no concreto. Por dentro, eles precisam ter pelo menos 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento, e processador de 32 bits a 1,1 GHz.

Segundo o Google, essas especificações mínimas vão aumentar com o tempo: “a cada nova versão do Android, continuaremos a expandir esses requisitos rigorosos com base no feedback dos clientes, para que os dispositivos compatíveis atendam a exigências cada vez maiores a cada ano”.

Zebra TC51, Honeywell Dolphin CT60 e Point Mobile PM45

Estes são os 10 aparelhos robustos no programa Android Enterprise Recommended:

  • Zebra TC25, TC51, TC56, TC70x e TC75x
  • Honeywell Dolphin CT40, Dolphin CT60 e Dolphin CN80
  • Sonim XP8
  • Point Mobile PM45
  • Datalogic Memor 10 (lançamento em outubro)

O Google avisa que está trabalhando com outras fabricantes, como a Panasonic, para expandir esta lista nos próximos meses.

Google recomenda mais 42 dispositivos Android

E quanto aos aparelhos “não-robustos”, chamados de Dispositivos para Knowledge Workers? Aqui, o Google faz exigências mínimas diferentes: pelo menos 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, e processador de 64 bits a 1,4 GHz. Além disso, é preciso ter câmera traseira de 10 megapixels, câmera frontal de 2 MP, e bateria de 8 horas (em uso ativo).

Quanto ao software, o smartphone deve rodar Android 7.0 ou posterior; ser atualizado para a versão seguinte (Nougat para Oreo, Oreo para Pie etc.); e receber patches de segurança de 90 dias.

Huawei Mate 10 Pro, LG V30 e Moto Z2 Force

Esta é a lista dos 42 dispositivos para Knowledge Workers:

  • Aquaris X Pro
  • Aquaris X2
  • BlackBerry KEY2
  • BlackBerry KEYone
  • BlackBerry Motion
  • Google Pixel
  • Google Pixel 2
  • Google Pixel 2 XL
  • Google Pixel XL
  • HUAWEI Mate 10
  • HUAWEI Mate 10 Pro
  • HUAWEI MediaPad M5 10.8″
  • HUAWEI MediaPad M5 8.4″
  • HUAWEI P smart
  • HUAWEI P20
  • HUAWEI P20 Pro
  • HUAWEI P20 lite
  • LG G6
  • LG V30
  • Moto X4
  • Moto Z2 Force Edition
  • Moto Z3
  • Moto Z3 Play
  • Moto g6
  • Moto g6 plus
  • Nokia 3.1
  • Nokia 5.1
  • Nokia 5.1 Plus
  • Nokia 6.1
  • Nokia 6.1 Plus
  • Nokia 7 Plus
  • Nokia 8
  • Nokia 8 Sirocco
  • Sharp AQUOS sense SH-01K
  • Sonim XP8
  • Sony Xperia XA2
  • Sony Xperia XA2 Ultra
  • Sony Xperia XZ Premium
  • Sony Xperia XZ1
  • Sony Xperia XZ1 Compact
  • Sony Xperia XZ2
  • Sony Xperia XZ2 Compact

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celso

Está tipo a Motorola, em 2013.
O mais surpreendente é ver que o Nokia 1 poderá ser o único aparelho do programa Android Go que poderá receber uma atualização de versão, além do Nokia 2, que não é muito melhor que o outro, receber 2 atualizações do SO da Google.

Vejamos até quando a HMD irá sustentar esse status.

Celso

A BlackBerry é bem comprometida quando o assunto são patches mensais de segurança (embora a Sony até briga de igual pra igual com os aparelhos mais potentes dela).
Ela só dá os seus vacilos nas atualizações do Android, mesmo.
O BlackBerry Priv, por exemplo, tinha tudo pra receber o Android Nougat, mas ela o abandonou no Android Marshmallow mesmo.

Celso

3 anos, segundo a Google.
Curiosamente os aparelhos da Samsung das séries Galaxy S e Galaxy Note recebem patches de segurança de 30 em 30 dias (varia de região pra região, mas globalmente a politica é essa) e por 36 meses (que pode chegar a 40), e não são listados com o status Knowledge Workers.
Engraçado ver a LG com dois aparelhos na lista, já que ela não costumava cumprir com o prazo de 36 meses estipulados pela Google, enquanto a Samsung está fora.
Isso está me cheirando implicância da Google.

Clicker Bait

Pelo que entendi do texto, até a próxima versão. Tipo se ele tá no 7.0, tem que ir até o 8.0 e receber seus patches de segurança a cada 90 dias, só não sei se esses 90 dias são até o lançamento da próxima versão.

Trovalds

A Dra. Volkow alerta que essa pesquisa é bastante preliminar e não determina se a radiação de celulares interfere com a saúde humana, apenas afeta de alguma forma o cérebro, seja positiva ou negativamente. Ela também diz que que esse estudo prova a importância de se realizarem pesquisas mais longas e detalhadas na área, para que cheguemos a uma conclusão definitiva.

Eduardo Martins
Lord Cheetos

Nem toda a radiação é nociva, se não quer receber radiação de casa podera sair.

Alessandro

Agora que falou, realmente, a maçã tá em último, mas olhando para os números, as diferenças são bem pequenas

Paçaro

Tenho um 5T há meio ano e até agora ainda tenho todos os dentes e unhas. E apenas dois braços.

Felipe Silva

"Quanto ao software, o smartphone deve rodar Android 7.0 ou posterior; ser atualizado para a versão seguinte (Nougat para Oreo, Oreo para Pie etc.); e receber patches de segurança de 90 dias."

Não sei se faltou algo no texto ou se a google não definou, mas por quanto tempo esses celulares vão ter de receber patch de segurança? nos resistentes é 5 anos, e nos comuns?

Trovalds

Quando leio sobre "Android pra empresas" acabo me remetendo ao ecossistema do BlackBerry pro mercado corporativo. E daí descubro que na verdade é só umas frescuras mesmo.

Trovalds

E...? O dia que tiver um estudo concreto relacionando emissões com problemas de saúde isso aí vai começar a ter algum sentido. Por enquanto é tudo especulação e alarmismo.

E curiosamente a maioria dos aparelhos é de chinesas em ascensão que estão subindo em vendas no mercado.

ばか

A Nokia esta atropelando geral.

Eduardo Martins

só queria deixar isso aqui

https://uploads.disquscdn.c...

JeronimoPW

Samsung vai se lembrar disso.