Início » Aplicativos e Software » Microsoft muda ritmo de atualizações do Windows 10 após críticas

Microsoft muda ritmo de atualizações do Windows 10 após críticas

E se algum programa não funcionar após a atualização, um engenheiro da Microsoft ficará encarregado de resolver o problema

Por
1 ano atrás

A política de suporte para o Windows 10 está mudando, e empresas poderão passar mais tempo sem grandes atualizações. Normalmente, cada versão perde suporte 18 meses após ser lançada; esse prazo será expandido para 30 meses. Além disso, a Microsoft garante ajuda se algum programa parar de funcionar após um update.

As versões atuais do Windows 10 Enterprise e Education terão suporte por 30 meses a partir de seu lançamento. Isso inclui a Atualização de Aniversário (1607), Creators Update (1703), Fall Creators Update (1709) e April 2018 Update (1803).

Além disso, versões futuras do Windows 10 Enterprise e Education lançadas no segundo semestre terão suporte por 30 meses — isso inclui o October 2018 Update (1809). Por sua vez, futuras versões lançadas no primeiro semestre continuarão no ciclo de 18 meses.

Microsoft vai resolver problemas de compatibilidade

O Windows 10 recebe duas grandes atualizações por ano, o que pode ser muito rápido para algumas empresas. A Microsoft vem recebendo críticas sobre esses updates, por trazerem recursos pouco úteis, ou por causarem bugs com programas já instalados.

Por isso, ela também está apresentando o Desktop App Assure. Se algum programa deixar de funcionar direito após uma atualização do Windows 10 ou Office 365 ProPlus, um engenheiro da Microsoft ficará encarregado de resolver o problema.

Para isso, será necessário abrir um chamado no sistema FastTrack. “Nós te damos apoio na compatibilidade de aplicativos, e estamos empenhados em remover totalmente esse fator impeditivo”, escreve Jared Spataro, vice-presidente corporativo do Microsoft 365.

O Desktop App Assure será oferecido sem custo adicional para clientes do Windows 10 Enterprise e Education. Ele entrará em testes na América do Norte em outubro, e será lançado para o mundo inteiro até fevereiro de 2019.

E para quem tem o Windows 10 Home ou Pro? Nada muda por enquanto: cada versão continuará tendo suporte por 18 meses, e você não terá ajuda especializada da Microsoft.

Windows 7 terá suporte estendido pago até 2023

O Windows 7 terá suporte estendido até 14 de janeiro de 2020: ou seja, ele vai receber somente atualizações de segurança até essa data, sem novos recursos. A Microsoft sabe que algumas empresas “estão em um ponto diferente no processo de atualização”, e vai oferecer updates pagos até janeiro de 2023.

As Atualizações Estendidas de Segurança (ESU) para o Windows 7 estarão disponíveis para todos os clientes do Windows 7 Professional e Enterprise no Licenciamento por Volume. O Office 365 ProPlus também será suportado nessas versões do sistema até janeiro de 2023.

A Microsoft não revela o preço, mas diz que o Windows 7 ESU será cobrado por dispositivo e ficará mais caro a cada ano. As empresas receberão desconto se tiverem assinatura do Windows 10 Enterprise ou Windows 10 Education (para outros PCs em uso).

Com informações: Microsoft.