Início » Celular » Só dez países suportam o eSIM dos iPhones XS e XS Max

Só dez países suportam o eSIM dos iPhones XS e XS Max

eSIM é uma das características do iPhone XS e do iPhone XS Max, mas operadoras de apenas dez país suportam o padrão; Brasil não está entre eles

Emerson Alecrim Por

Os recém-anunciados iPhone XS e iPhone XS Max têm, entre as suas características, suporte a dual SIM. Mas há um sistema incomum aqui: os aparelhos trazem apenas um slot físico para o chip; o outro é um eSIM. O problema dessa abordagem é que este último padrão só é suportado amplamente em dez países.

iPhone XS

A Apple só abriu exceção para a China. O país até tem suporte a eSIM, mas em pouquíssimas cidades. A alta competitividade do segmento de smartphones no mercado chinês é o que deve ter levado a companhia a lançar a nova linha por lá com suporte a dois slots para cartão SIM.

Para o resto do mundo, o iPhone XS e o iPhone XS Max serão disponibilizados somente em um esquema que a Apple chama de DSDS (Dual SIM Dual Standby): trata-se da combinação de slot físico para o chip com um eSIM.

Basicamente, o eSIM é chip de celular que vem integrado ao smartphone. Mas, para funcionar, o eSIM precisa ser suportado pelas operadoras. O problema é que, atualmente, apenas redes móveis destes dez países têm o suporte à tecnologia reconhecido pela Apple: Alemanha, Áustria, Canadá, Croácia, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Reino Unido e República Tcheca.

iPhone XS e iPhone XS Max

Mesmo nesses países há limitações. Nos Estados Unidos, por exemplo, o eSIM é suportado amplamente apenas pela AT&T, T-Mobile e Verizon, o que significa que clientes da Sprint e outras operadoras menores precisarão migrar para uma das três mencionadas companhias se quiserem usufruir da tecnologia.

Outro exemplo vem da Espanha: somente a Vodafone suporta o padrão no país. Clientes de companhias como Movistar e Orange não têm essa opção. A lista de operadoras que suportam o eSIM está no site da Apple.

A expectativa é a de que, com a chegada do eSIM ao iPhone, o padrão passe a ser adotado mais rapidamente por outras fabricantes. Esse movimento deve pressionar as operadoras, no entanto, pode levar meses para a tecnologia ser largamente suportada por elas. Na prática, isso significa que, para a maioria dos usuários, o iPhone XS e o iPhone XS Max seguem sendo single SIM.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jorge Luis

ela criou um ecossistema para isso. e o mais importante na verdade é que existem muitas empresas e podemos escolher.

Alisson Pereira

A claro já não fornecesse esse serviço no Brasil? Ao menos tinha lidos noticias a tempos atras que eles estavam aplicando a tecnologia aqui por causa do apple watch 3 que saiu ano passado e usa essa mesma tecnologia de eSim

Cristina Nascimento

Torcendo aqui para q o eSim vire tendência no Brasil. Assim diminuiria drasticamente roubos de aparelhos.

Isaias Freitas

Quer dizer que esse eSim não pode ser removido... Penso que não faria muito sentido roubar um celular desse,mas por outo lado numa situação que o celular estraga não tem como usar a linha em outro...?

MJuliani

Pra isso é só ativar o PIN do SIM
Ajustes->Telefone->PIN do SIM->PIN do SIM
Toda vez que ligar o telefone ou colocar o chip vai pedir o PIN

Jhon

Também evita tirar o chip, colocar em outro celular e usá-lo pra receber códigos de login de serviços (por ex: código do facebook pra trocar a senha e invadir a conta da pessoa)

Keaton

Ah, ai sim.

Henry

um ícone do folclore brasileiro.

robsonc

O eSIM no caso de um Android com um Cerberus com root seria a solução perfeita pra roubos de celular. No iPhone também imagino que ajudaria muito. Espero que vire padrão nos próximos anos.

Fabio Alvez

Muito bom!! hahahaha

João Pedro Freitas

Não entendo muito dessa tecnologia mas realmente seria algo interessante.
Bem pensado.

Trovalds

Ahn... disso eu não sabia. Obrigado pelo esclarecimento.

Filipe Espósito

Mas você não precisa ir na operadora! Tanto para o iPad e o Apple Watch que já tem eSIM, você assina o plano pelo próprio aplicativo da operadora e se quiser cancela por lá também. O próprio artigo de suporte do iPhone Xs menciona que os planos podem ser contratados e cancelados quando o usuário quiser por meio do app da operadora.

Daniel de Braga

Hehehe, a Apple não criou a tendência, no máximo é uma tendência que a Apple pode disseminar mais facilmente.

David

Ele é um chip integrado ao aparelho. Não é removível.

Exibir mais comentários