Início » Brasil » Nikon encerra atividades no Brasil

Nikon encerra atividades no Brasil

Nikon havia deixado de comercializar câmeras e lentes no Brasil no fim de 2017; decisão mais recente fecha divisão de microscopia

Emerson Alecrim Por

Quem entrar no site brasileiro da Nikon vai se deparar com um aviso nada agradável: a companhia japonesa encerrou todas as suas atividades no Brasil. É a conclusão de um processo iniciado no fim de 2017, quando a Nikon deixou de vender câmeras, lentes e acessórios fotográficos no país.

O anúncio mais recente bota fim às operações da Nikon Instruments, que comercializava produtos de microscopia no Brasil. Equipamentos dessa divisão continuarão sendo oferecidos no país, o mesmo valendo para os serviços de assistência técnica, mas agora por meio da BioLab Brasil.

Nikon

Com relação a equipamentos fotográficos, a Nikon ressalta que reparos de produtos dentro do prazo de garantia continuarão sendo honrados. Para tanto, basta ao consumidor preencher este formulário. Já a assistência técnica de itens que estão fora da garantia será assumida pela unidade da companhia nos Estados Unidos.

A Nikon não deu detalhes sobre o que a levou a deixar o mercado brasileiro de vez. Sabe-se, porém, que a decisão tem relação com um plano global de reestruturação que a companhia iniciou em 2016 e que deverá ser concluído em 2019. A reestruturação é consequência, em grande parte, da perda de mercado que a companhia experimentou nos últimos anos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodrigo Siqueira

Ninguém é páreo para o nosso país!

Vinicius Vasques

Lá nos idos de 2010 comprei minha primeira DSLR Nikon para aprender um pouco mais sobre fotografia e acabei curtindo os produtos da marca. Hoje tenho um set básico de lentes, flash e 2 DSLRs . Tudo comprado em lojas de fotografia ou no exterior.

A Nikon não fez esforço nenhum para tentar se estabelecer no país, como Canon, Sony e Fuji tem feito. A loja "oficial" cobrava quase o dobro das revendas da própria marca, mesmo estas pagando todos os impostos de importação.

Dá para dizer que ela sai sem ter sido vista ... então não fará diferença nenhuma na prática.

Keaton

Nah, Brasil não é para consumidores high end. Intermediário no máximo.

Felipe Liʍa

ou retrato de uma empresa q esta quase falindo!

Felipe Liʍa

quem eh profissional, vai comprar as coisas la fora! sai muito mais barato!

Felipe Xavier

Não sei se esse argumento é muito válido não. A Canon por exemplo, há quase 1 ano que não é mais vantajoso pegar os produtos dela "por fora" da loja oficial. Até se acha itens no Mercado Livre por um preço menor, mas a garantia (geralmente de 2 anos) acaba compensando.

Gabriel Arruda

A Sony comprou a Minolta, que traballhou com a Leica em câmeras antigas...mas acho que é só isso mesmo a relação.

Eu vejo muitos reclamando da bateria da mirrorless, mas em relação ao viewfinder nunca achei ruim. Os novos tem resolução altíssima e boa taxa de atualização. Para condições adversas, tipo fotos noturnas, eu prefiro o eletrônico inclusive já que dá para arrumar exposição mais facilmente,

Osmar Tellos

A Sony comprou a Konica Minolta.

Trovalds

No caso é a generalização das mais antigas do mercado. Se coloca lado a lado em comparativos Nikon e Canon (as mais "populares", por assim dizer), a Nikon ganha em fotografia por uma margem pequena. Mas em filmagem aí a balança já pende bem pro lado da Canon. Claro, existem novos players no mercado que estão focando bastante na questão da filmagem (principalmente 4K) e a cada ano alguém está no top do mercado.

Trovalds

Bom, o que eu sei é que a Sony comprou uma dessas da fotografia e evoluiu a partir da tecnologia deles. Posso ter me enganado quanto a quem.

Em questão de mirrorless, de fato é uma tecnologia que veio pra ficar. Só que o viewfinder ótico é impossível de ser substituído, por mais que o eletrônico das mirrorless estejam evoluindo.

Thiago Moraes

Se as empresas grandes têm dificuldades para operar nessa republiqueta imagine as pequenas empresas.

Leonardo Varuzza

E a panasonic também, a lumix é uma das mais populares para filmagem para youtube.

Leonardo Varuzza

As coisas não são tão simples. A Canon tem o melhor sistema de foco em filmagem, mas para filmar em 4k a fuji está muito boa. A sony tem uma vantagem em câmeras mirrorless, mas eles não tem os 50 anos de experiência da canon e da nikon e muito fotógrafos reclamam da calibração de cor e da ergonomia das sony's.

Leonardo Varuzza

A nikon saiu porque não vale a pena vender coisas legalmente no Brasil, não tem como competir com o contrabando. O Brasil tem o imposto de importação mais alto do mundo, a desculpa é que brasileiro tem que consumir produto nacional, como se o mundo não fosse globalizado e algum paíse conseguisse produzir tudo que consome e o resultado é que você mata empregos no comércio para proteger os impostos abusivos que existem no país.

Leonardo Varuzza

Para filmagem hibrida, quando você tem uma pessoa fotografando e também fazendo filmes. Panavision não vende câmeras, ela só aluga e é bem caro. Fora Sony e Panasonic, tem também a BlackMagic, a Red a Arri.

Exibir mais comentários