Início » Negócios » Evernote demite funcionários e levanta dúvidas quanto ao seu futuro

Evernote demite funcionários e levanta dúvidas quanto ao seu futuro

54 funcionários (15% do total) do Evernote foram demitidos recentemente; empresa nega problemas financeiros, mas fala em necessidade de ajustes

Emerson Alecrim Por

Não é de hoje que o Evernote tem se esforçado para manter a viabilidade do seu negócio, mas a situação parece só ter piorado nos últimos meses: recentemente, a companhia anunciou a demissão de 54 funcionários — 15% de sua força de trabalho — para conter custos. Um pouco antes do anúncio desse corte, vários executivos já tinham deixado os seus postos. Ao que tudo indica, a empresa vive uma “espiral da morte”.

Pelo menos foi essa a expressão que um funcionário cuja identidade não foi revelada usou para informar o TechCrunch da saída dos executivos, duas semanas atrás. O gatilho para essa crise, de acordo com a mesma pessoa, é a dificuldade que o Evernote tem tido para aumentar a sua base de usuários pagantes.

Evernote

O Evernote tem 225 milhões de usuários registrados em todo o mundo. A quantidade de contas pagas não foi informada pela companhia, mas a fonte ouvida pelo TechCrunch afirma que essa base se manteve estável durante os seis anos, ou seja, não cresceu de maneira significativa — se é que cresceu.

Esforços para isso não faltaram. Houve até uma medida mais drástica, digamos assim: em 2016, o Evernote limitou a modalidade gratuita (Basic) a dois dispositivos por conta. Quem quiser acessar a sua conta em mais dispositivos precisa assinar o plano Premium ou Business.

Os planos pagos oferecem uma quantidade considerável de recursos. O grande problema, provavelmente, é que o Evernote não é tão atrativo frente a outras plataformas. O Google Keep, por exemplo, tem menos funcionalidades, mas oferece uma quantidade suficiente de recursos para boa parte das pessoas e, bom, se integra ao ecossistema do Google (uma barra do serviço agora aparece na nova versão web do Gmail, só para dar um exemplo).

Chris O’ Neil, ex-Google que assumiu o cargo de CEO do Evernote em 2015, publicou uma nota no blog da empresa na tentativa de acalmar os ânimos. O executivo diz que o serviço vem crescendo, mas que precisa passar por ajustes porque parte de sua estratégia não vem funcionando como o esperado.

Evernote - tablet

“Essas mudanças são projetadas para criar equipes mais focadas no cliente e nos permitir entregar experiências de produtos em maior velocidade e qualidade”, diz um trecho do comunicado.

Em outra nota, este enviada a funcionários, Chris O’ Neil comunica as demissões e afirma que, apesar da necessidade de ajustes, o Evernote deve fechar o ano no azul. Essa é uma boa notícia. O problema é que ela não dissipa o clima de incerteza: nas entrelinhas, há o temor de o serviço não consiga aumentar ou mesmo manter a sua relevância nos próximos anos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Almirante Golfinho

Eu não disse isso... Eu disse que os custos operacionais do Evernote basicamente resumem-se a hospedagem... As funcionalidades em si como busca e organização são do programa...

Máxon

Não dá para substituir o evernote por um serviço de hospedagem,a organização e o sistema de pesquisa ainda é imbatível, mas também não sei falar o pq dos número de funcionário

Almirante Golfinho

Não entendi... eu tbm sou usuário, só não entendo como essa empresa tem tanto funcionário

Aleksandr Kopelevitch

Muito interessante ler seu ponto de vista. Isso mostra como as pessoas têm necessidades e métodos totalmente diferentes (daí a existência de tantas ferramentas).

Eu uso o evernote para anotar ideias, organizar a parte lógica dos projetos e guardar documentos importantes.

Para tarefas do dia-a-dia acabo usando o Wunderlist.

Anderson Olliveira

Gosto demais do Evernote, mas se.um tempo pra cá mudei para São Bear e utilizo bastante o Keep. Pena que o Keep Não anexa PDF,mas o Bear eu pago e pago com gostou. O Evernote ficou pesado e feio.

Máxon

Eu gosto muito do Evernote, mas entendo o que você está falando, eles pararam no tempo. Meu principal uso é para estudar, e sinto muito a falta da possibilidade de simplesmente mudar a cor do grifar, enquanto no Onenote posso escolher várias cores e se quiser também posso escolher o tamanho da ponta do marca-texto ou outras canetas, além do fundo da minha nota, sem contar com o fato que o app do pc é infinitamente mais amigável que o Evernote.

Estava pesquisando no fórum se havia alguma possibilidade do Evernote suportar LaTeX para não ter que depende de um outro serviço para gerar uma imagem e colar na nota, percebi que ficaria só nos meus sonhos, e hoje para completar, na última atualização do app para pc eles retiraram o botão de "sobrescrito"

Máxon

Longe do evernote ser apenas um serviço de hospedagem como alguns acham, quem usa no dia-a-dia sabem como ele facilita. Tenho um caderno para usar como um caderno de escola, separo as matérias por etiqueta e o sistema de busca super ajuda quando quero encontrar um assunto, pesquisando em pdf e imagens, incrivelmente rápido. O Web Clipper também é ótimo, sempre estou enviando artigos para ler depois.

Uma pena que pararam no tempo, e não desenvolvem nem funções básicas que outros apps já tem, espero que se recuperem, pois não quero migrar para o Onenote

Máxon

O evernote tem um sistema de pesquisa sensacional, incluindo dentro de PDF e imagem. É ótimo para montar um caderno digital, não troco por nenhum outro serviço

Almirante Golfinho

Não entendi

Davidson Gonçalves

O OneNote mantém os arquivos em offline no Windows 10, mas é preciso acesso-lo.

paulo yan

É melhor jair fazendo backup...

Gabriel

Ao meu ver, a ferramenta Scannable deles é a melhor de todos do gênero que testei. Sobre o serviço principal, estou engatinhando no OneNote e gostando bastante da nova fase da Microsoft com seu pacote Office.

Tiago Freitas

Uma vez cheguei a instalar o App no meu celular.
Mas na época, achei complicado demais para o que o App se propunha a fazer. E olha que não sou um cara preguiçoso.
Mas possa ser que eventualmente eu dê uma nova chance ao Evernote. Se ele não fechar até lá, é claro.

Fábio Valentim

Eu uso os dois Keep e Evernote (pago ainda por cima). Uso evernote para anotações mais complexas e organizar meus projetos e Keep para anotações mais rápidas do dia a dia mesmo. Eu vou de acordo com a maioria: se evernote acabar, migro pra One Note, infelizmente. Não sinto muito a vontade com One Note.

leoleonardo85

O Keep me atende muito bem também, não preciso muito mais do que ele oferece.

Exibir mais comentários