Início » Brasil » Uber testa mostrar destino do passageiro ao motorista antes da corrida

Uber testa mostrar destino do passageiro ao motorista antes da corrida

Funcionalidade que mostra destino do passageiro ao motorista antes do início da corrida está sendo testada em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre

Por
34 semanas atrás

Nesta semana, o Uber começou a testar uma funcionalidade que há tempos é solicitada pelos motoristas do serviço: mostrar qual é o destino do passageiro antes do início da viagem. A função Próximo Destino, como vem sendo chamada, está sendo disponibilizada nas regiões de Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, inicialmente.

Aplicativo Uber

O Uber explica que muitos motoristas relatam à empresa que se sentem desconfortáveis em não saber antecipadamente o destino das corridas, daí a razão de testar a funcionalidade. Mas, pelo menos nesta fase inicial, as informações sobre localidade não são completas: as notificações informam apenas a região de destino do passageiro, não o endereço exato fornecido por ele.

Presumivelmente, a principal razão para motoristas solicitarem esse tipo de funcionalidade é a segurança: ao saber antecipadamente o destino do passageiro, o condutor descobrirá, antes da iniciar a viagem, se a solicitação é para uma região perigosa ou indesejada, e poderá tomar alguma decisão quanto a isso.

É claro que há outro lado nessa história: o do passageiro. A nova função pode fazer usuários de bairros considerados perigosos terem mais dificuldade para solicitar corridas — muita gente já enfrenta esse problema quando motoristas mandam mensagens perguntando sobre o destino. Também existe a preocupação de que a viagem seja recusada simplesmente por ser curta.

Uber - notificações de destino

Mas, de acordo com o Uber, as regras do serviço não mudam com a nova função. Assim, se um usuário se sentir prejudicado por um cancelamento, pode relatar o problema à empresa.

De todo modo, os testes devem ajudar o Uber a verificar se a nova função vai prejudicar a experiência dos usuários ou se precisará passar por ajustes antes de ser lançada oficialmente.

Por enquanto, a funcionalidade está disponível apenas para motoristas que usam smartphones Android. Testes em outras cidades além de Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre estão previstos para os próximos meses.

Mais sobre: