Início » Celular » Custo de fabricação do iPhone XS Max é estimado em US$ 390

Custo de fabricação do iPhone XS Max é estimado em US$ 390

Componente mais caro é a tela OLED de 6,5 polegadas, que sai por US$ 120

Paulo Higa Por

A Apple quebrou um recorde ao lançar o iPhone mais caro da história: o iPhone XS Max começa em US$ 1.099 e chega a US$ 1.449 na versão com 512 GB de espaço. Mas quanto ele custa para ser fabricado? Como de costume, a IHS Markit já tratou de estimar o valor de cada peça do novo smartphone — e mostra que a margem de lucro da Apple provavelmente aumentou em relação à geração anterior.

Segundo a consultoria, o iPhone XS Max, que é vendido por US$ 1.099 nos Estados Unidos, tem seus componentes avaliados em US$ 390. Enquanto isso, o valor das peças do iPhone X de mesma capacidade, que foi lançado em 2017 por US$ 999, era de US$ 370. Ou seja, o preço ao consumidor aumentou mais que o custo do hardware.

A lista abaixo mostra os valores dos componentes do iPhone XS Max:

  • Tela OLED de 6,5 polegadas da Samsung: US$ 120
  • Câmeras frontal e traseira: US$ 37,60
  • Carcaça: US$ 71,50
  • Processador Apple A12: US$ 30
  • Modem 4G da Intel: US$ 17
  • Gerenciamento de energia: US$ 12,55
  • Chips de Bluetooth e Wi-Fi: US$ 7
  • 4 GB de RAM e 64 GB de memória da Micron e SanDisk: US$ 40,75
  • Chips de radiofrequência: US$ 15,50
  • Codecs de áudio e NFC: US$ 9,70
  • Módulo de câmera TrueDepth para o Face ID: US$ 13,50
  • Acelerômetro, barômetro, bússola e sensor de luminosidade: US$ 1,15
  • Bateria de 3.174 mAh da Samsung: US$ 6,50
  • Cabo Lightning, fone de ouvido, carregador e embalagem: US$ 7,25

Como sempre, é importante lembrar que esses valores não incluem os gastos com pesquisa e desenvolvimento, software, salários, publicidade ou impostos — trata-se apenas da soma da lista de materiais (Bill of Materials, ou BOM).

Chama a atenção o preço da tela: o painel OLED de 5,8 polegadas (2436×1125 pixels) do iPhone X tinha preço estimado em US$ 110, apenas 10 dólares a menos que o display de 6,5 polegadas (2688×1242 pixels) do iPhone XS Max, considerado o melhor disponível em um smartphone. De acordo com a IHS Markit, isso indica que houve uma queda no preço da tecnologia OLED — que a Apple não repassou aos usuários.

Houve aumento no custo das memórias, de US$ 33,45 para US$ 40,75, especialmente devido ao upgrade de 3 para 4 GB de RAM; e uma leve redução no preço do chipset de radiofrequência (4G), de US$ 18 para US$ 17, com a mudança da Qualcomm para a Intel. No entanto, alguns usuários relatam que estão tendo problemas com sinal de celular e Wi-Fi no novo aparelho.

O iPhone XS Max custa US$ 1.099 (64 GB), US$ 1.249 (256 GB) e US$ 1.449 (512 GB). Ainda não há previsão de lançamento ou preço no mercado brasileiro — mas é bastante provável que vejamos um smartphone com valor de cinco dígitos pela primeira vez por aqui.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Rodrigues

Verdade!

Peter Bishop

Acorda! Teve custo nenhum relevante porque não teve inovação tecnológica relevante

Route 364 Pub

apple é tipo a toyota, ou vice e versa, todo ano reajusta o preço, tanto que os iphone nao caem de preço, vc compra eles por 2500,00 (exemplo) e qndo vai vender é o mesmo preço ou perde no maximo uns 20%, diferente de outras marcas. Porem esse ultimo iphone chegou a 10000,00 rsrsrs, nunca terei

Route 364 Pub

pra nao durar muito, faz sentido rsrsrs

Mickão

Desculpe se eu feri seus sentimentos de fã boy, não foi minha intenção.

Mickão

Ai é uma conclusão sua, pois eu também não escrevi isso em nenhum lugar.

Gustave Dupré

Imagino que hoje, na Apple, o cenário é mais ou menos assim:
https://www.youtube.com/wat...

Gustave Dupré

Pessoalmente, sem base alguma, acho que é igual as grandes produções de hollywood, elas se pagam na primeira semana de venda, depois é só lucro. É até inocência achar que não, julgando pelo volume de vendas. Xiaomi consegue vender com margem extramente baixa e ainda ter lucros (pouco, mas tem), imagina a Apple?

Não é atoa que a Apple é a primeira empresa trilionária do mundo.

Mickão

A onde, no meu comentário, eu disse que estou reclamando de algo?

Mickão

"De acordo com a IHS Markit, isso indica que houve uma queda no preço da tecnologia OLED — que a Apple não repassou aos usuários."

USD$1.000.000.000.000

Mickão

É só ler toda a matéria.

zoiuduu .

TO muito mais impressionado pelo preço baratinho da bateria heheh

Guaip

Samsung não fornece mais peças para a Apple. O nome não aparece mais em nenhum componente. Toda engenharia e design de produto são próprios agora, produzidos em fábricas "terceirizadas" (que aí sim, podem ser Samsung, LG, Sharp, etc). Porém, não tem como saber onde foi fabricada cada uma pois, em teoria, são todas idênticas. Dependerá do custo de produção, disponibilidade, etc. Podem ser todas na Samsung hoje, todas na LG amanhã, e por aí vai. É mais um contrato de serviço do que fornecimento de componentes (diferente de memórias, modems, etc que são vendidos prontos). A Apple é conhecida por inclusive fornecer minerais para sua linha de produção.

O mesmo vale para baterias. As células são fabricadas em diversas fábricas (Sony, Samsung, algumas chinesas), mas também não são únicas ou específicas.

Enfim, não estou defendendo nem condenando a Apple, nem quero saber. Inclusive sou usuário da Samsung e se eventualmente tiver um iPhone, tomara que os componentes sejam fabricados nas fábricas da Samsung, especialmente no caso da tela, que gosto bastante das OLEDs deles (há quem não goste).

Reginaldo Ribeiro

Cabo Lightning, fone de ouvido, carregador e embalagem: US$ 7,25

São os mesmos Earpods que a Apple vende aqui no Brasil por $249 Temers ?

Eric Viana

Rapaz vc leu que a bateria de 6.5 dólares é Samsung? E que a tela nesse modelo avaliado é Samsung tbm? kkkkk

Exibir mais comentários