Início » Celular » SikurPhone roda Android seguro e é feito por empresa fundada no Brasil

SikurPhone roda Android seguro e é feito por empresa fundada no Brasil

SikurPhone XZ1 e XA2 são baseados no Sony Xperia XZ1 e XA2; ambos têm versões mais seguras do Android e WhatsApp

Felipe Ventura Por

A Sikur é uma empresa fundada em Curitiba que oferece smartphones com uma versão mais segura do Android. Seus novos aparelhos são o SikurPhone XZ1 e SikurPhone XA2, baseados em celulares Sony Xperia: eles têm apps selecionados, WhatsApp mais seguro e uma carteira de criptomoedas.

A versão adaptada do Android se chama SikurOS e possui várias camadas de segurança, segundo o Mobile Time. Ele bloqueia acesso root ao sistema, impede transferência de dados pela porta USB, e nem permite instalar apps por enquanto. (A loja de aplicativos da Sikur será lançada no fim do ano.)

SikurPhone XZ1

O SikurPhone vem com alguns aplicativos pré-instalados, incluindo o WhatsApp. Ele conta com algumas proteções adicionais: por exemplo, o backup das mensagens é feito na nuvem da Sikur, onde elas permanecem criptografadas. (O backup no Google Drive não é criptografado.)

O SikurOS possui apps para ligações telefônicas e mensagens criptografadas. A empresa também promete que, sesmo se o usuário estiver em uma rede Wi-Fi insegura, sua conexão estará protegida.

SikurPhone XZ1 e XA2 são baseados no Sony Xperia

O SikurPhone XZ1 tem o mesmo hardware do Sony Xperia XZ1, lançado no ano passado. Isso inclui tela Full-HD de 5,2 polegadas, processador Snapdragon 835, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento e bateria de 2.700 mAh.

SikurPhone XZ1

Por sua vez, o SikurPhone XA2 é baseado no Xperia XA2. Ele possui tela Full-HD de 5,2 polegadas, processador Snapdragon 630, 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento e bateria de 3.300 mAh.

A Sony trabalha com o programa Open Devices, para outras empresas criarem seu próprio software usando hardware Xperia. Alexandre Vasconcelos, diretor de operações da Sikur, diz ao Mashable: “já estamos conversando com outras fabricantes para portar o SikurOS a outros dispositivos”.

O SikurPhone XZ1 é vendido por US$ 850; enquanto o SikurPhone XA2 custa US$ 650. Cristiano Iop, CEO da Sikur, diz ao Mobile Time que já foram vendidas cerca de 2,5 mil unidades na pré-venda; ele espera chegar a 40 mil nos próximos doze meses. A maior demanda vem de executivos que precisam de comunicações mais seguras nos EUA, Europa e Oriente Médio.

A Sikur foi fundada em 2009 por ex-executivos do setor financeiro de Curitiba. Ela transferiu sua sede para Miami (EUA) em 2015, e é atualmente controlada por investidores alemães. A empresa já lançou o GranitePhone, e anunciou o primeiro SikurPhone este ano na feira MWC.

Com informações: Mobile Time, Mashable.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Freitas

Também achei bem esquisito o tal "WhatsApp mais seguro".

Tiago Freitas

Quando eu li: "Ela transferiu sua sede para Miami (EUA)..."
Automaticamente a palavra SEGURANÇA simplesmente sumiu da minha cabeça.
Eu realmente não consigo associar USA com privacidade.

richardsonvix

E sobre estar com apps pré instalados que podem ter falhas de segurança, mas não podem ser atualizados?
WhatsApp então, vive saindo coisa sobre melhorias e correções de erros.

E as atualizações de segurança que saem todo mês, garantidas por eles?

Vitor Hugo

ah, então é um Xperia com uma Custom ROM... saquei.

Rafael Lanna

Fora da realidade.
Guarda criptomoedas em um aparelho celular? Ok, legal... Aí vem um noia e pah... Ele nao vai ter acesso e vc tbm nao.
Nao tem loja de apps? Que bacana, obsolencia programada na cara dura.
Que história é essa de WhatsApp mais seguro? Se é WhatsApp não é seguro, se é seguro nao é WhatsApp (é telegram).

DeadPull
A Sikur foi fundada em 2009 por ex-executivos do setor financeiro de Curitiba. Ela transferiu sua sede para Miami (EUA) em 2015, e é atualmente controlada por investidores alemães.


Fundada no Brasil, controlada por alemães. E lá se foi a oportunidade de falar bem do HUEBR.

evefavretto

Ah tá, a Sony, que já não faz dinheiro com celular, vai gastar em R&D pra vender um celular diferente com software dos outros.

É um Xperia com software dos outros, tem até o logo Xperia.

evefavretto

Poder podem. Não me garante que vão. Não vi até agora uma evidência de que estão fazendo (nem de que não estão, por isso).

Maicon Bruisma

Na verdade é um Xperia com o SO mencionado, mas não deixa de ser um Xperia. Se eu pegar um XZ1 e meter uma Pixel Xperience ainda será um Xperia

Claro que mudaram, senao seria um Xperia com uma Skin do Sikur, e eu duvido que seja isso. Mas vou esperar algum review. De qualquer maneira BL desbloqueados sao proibidos desde o Android 5 se nao me engano..

evefavretto

E você acha que isso significa o quê, que, que pegaram os moldes de um Xperia e mudaram tudo dentro?
Fora que nem o artigo nem o site diz nada sobre até aonde a Sony permite a customização.

Joao

Ela pode fornecer uma chave diferente, flor. Ja fazem isso com as operadoras.

Só o HW é baseado nos Sonys...

evefavretto

Por que a Sony dificilmente vai dar as chaves dela pra assinar as imagens num aparelho com software de terceiros

e pq diabos vc acha que viria com o BL desbloqueado em um celular com enfase em segurança ?

Exibir mais comentários