Início » Gadgets » Razer Sila é um roteador Wi-Fi caro que promete baixa latência para gamers

Razer Sila é um roteador Wi-Fi caro que promete baixa latência para gamers

Roteador wireless da Razer tem tecnologia mesh e priorização de tráfego para manter estabilidade do Wi-Fi nos jogos

Paulo Higa Por

A Razer entrou em mais um mercado: o de roteadores wireless. Nesta terça-feira (2), a empresa apresentou o Sila, um equipamento voltado para o público gamer que promete mais desempenho e confiabilidade na conexão, especialmente em jogos. Seguindo a cartilha da marca, ele é bem quadradão (e caro).

Razer Sila

A empresa destaca a tecnologia Razer FasTrack, que na verdade é um recurso de priorização de tráfego (QoS) otimizado para games. Ele identifica quando há consoles ligados à rede ou se você está em uma jogatina no PC, e pode reservar banda para essas aplicações. Assim, se alguém resolver assistir a uma série na Netflix ou fazer uma chamada no Wi-Fi, o desempenho da sua conexão não será prejudicado.

Também há o Multi-Channel ZeroWait DFS, que escaneia o local para descobrir canais mais livres, evitando interferências. A diferença é que o Sila pode se conectar a canais normalmente restritos (do 52 ao 144 na frequência de 5 GHz), o que se torna útil nos horários de pico em locais lotados de roteadores.

Por fim, o Sila suporta a tecnologia mesh, então pode agir como um roteador e repetidor, aumentando a área de cobertura do Wi-Fi e eliminando os buracos no sinal da sua casa. É possível integrar até três roteadores da Razer — mas dois deles já podem cobrir uma área de 560 metros quadrados, então você provavelmente não vai precisar de tudo isso.

Nas especificações técnicas, o roteador traz suporte para redes Wi-Fi 802.11ac, digo, Wi-Fi 5, nove antenas internas, quatro portas Gigabit Ethernet (uma WAN e três LAN), uma porta USB 2.0 e uma USB 3.0. As configurações de segurança, rede de visita e controle parental podem ser feitas por meio de um aplicativo para Android e iOS.

O Razer Sila já está sendo vendido nos Estados Unidos por US$ 249,99. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

paulo yan

Ah pronto, roteador gamer agora...

Trovalds

Vaporware...

avinicius

CDN não serve para aplicações sensíveis ao tempo (jogos, VoIP), só pioraria a situação.

avinicius

Não é preciso estar com a conexão sobrecarregada para ter problema de lag.
https://www.bufferbloat.net...

Guilherme Andrade

Será que suporta Razer Chroma? 🤔

Natthan Fruche Terzi

Simples, roteador para celulares e tablets, pc principal cabo.

Ed. Blake

Se o caso for um gargalo de consumo dentro da sua rede interna, sim. Agora se a sua rede está trabalhando com folga, não faz diferença se a rede da operadora não implementar QoS. Seu pacote vai chegar com prioridade até o roteador e daí pra frente, como disse, é terra de ninguém.

Ping é pacote ICMP e não tem prioridade, no caso de um gargalo, é o primeiro a ser atrasado e eventualmente descartado no roteador da operadora.

Um CDN do jogo dentro da rede da operadora e uma rede interna cabeada continua sendo a melhor forma de garantir uma boa latência e performance para o seu game.

Paçaro

250 dólares num roteador é uma fortuna.

avinicius

Um bom QoS faz diferença.

https://youtu.be/6erRRbaiAT0

Mickão

USD$250,00 por um fuckin' roteador. Prefiro investir no PC e ir pra conexão por Gigabit mesmo.

Ed. Blake

Um cabo Ethernet de R$3 o metro já dá conta e sobra.

Ed. Blake

O cabo conecta o dispositivo ao roteador. É uma alternativa mais barata para um roteador de U$250.

Ed. Blake

"Promete baixa latência para games" - mas só se o ping for do game para o roteador.
Daí pra frente, amigão, é terra de ninguém.

Anderson Silva

Sem RGB??? Passo :P

vegbrasil

Esse equipamento ficou parecendo uma versão noturna das Fortigates.

Exibir mais comentários