Início » Computador » Apple dificulta reparos por terceiros no iMac Pro e novo MacBook Pro

Apple dificulta reparos por terceiros no iMac Pro e novo MacBook Pro

Macs com chip Apple T2 exigem software proprietário da Apple para voltar a funcionar

Paulo Higa Por

Quem tem um iMac Pro ou um MacBook Pro de 2018 deverá enfrentar mais dificuldade no reparo da máquina. É que a Apple adotou um novo procedimento de manutenção que exige a execução de um software proprietário e exclusivo das autorizadas quando determinadas peças são substituídas. Na prática, a técnica impede a realização de consertos independentes ou por terceiros.

A mudança foi notada pelo Motherboard, que obteve acesso a documento interno enviado para os Centros de Serviço Autorizado Apple (AASP) no final de setembro. Segundo o veículo, o procedimento extra é necessário para todas as máquinas que possuem o chip Apple T2, responsável pelo sensor biométrico Touch ID e pela criptografia dos dados na memória flash em tempo real.

No caso do MacBook Pro de 2018, sempre que uma tela, placa lógica, Touch ID, teclado, trackpad ou carcaça for trocada, será necessário rodar uma ferramenta chamada Apple Service Toolkit 2 (AST 2). Nos iMacs Pro, o bloqueio de software entra em ação quando a memória flash ou a placa lógica é substituída. Se o AST 2 não for executado, o Mac fica com “um sistema inoperante e um reparo incompleto”, diz a Apple.

AST 2

Não há muitos detalhes do funcionamento do AST 2. Um documento da Apple informa que ele faz “verificações rápidas do estado do hardware e do software”, para se certificar de que componentes como tela, memória e o sistema de refrigeração estejam funcionando corretamente.

A empresa deixa claro que a ferramenta “está disponível apenas para pessoas trabalhando em centros de serviço autorizados da Apple”, o que acaba restringindo a troca de peças por conta própria. Além disso, o próprio AST 2 tem certos bloqueios: ele exige login e só funciona quando conectado a um servidor específico da Apple na internet, que registra reparos de Macs.

Não é a primeira vez que a Apple é acusada de dificultar reparos por terceiros. Em 2016, a empresa soltou uma atualização para o iOS 9.2 que inutilizava completamente iPhones que tiveram o botão Home trocado por assistências técnicas independentes. Mesmo depois de a Apple voltar atrás, o Touch ID não era restaurado; o usuário precisava pagar por um botão novo em um local autorizado.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jedielson Almeida

Pode concertar a vontade, aproveita e usa o GarageBand.

Jedielson Almeida

Já, já sai um software chinês pra barrar isso.

Keaton

Ainda acho que a FTC vai ficar feliz com isso...

No Brasil, o procon e o idec vão adorar. isso.

johndoe1981

Cadê o iGado pra defender a empresa?

Cristina Nascimento

Exato. Eu não comprei, pq não posso ficar sem meus 2 rins, rs..

Cristina Nascimento

É só mais uma "feature" exclusiva da maçã. Cada dia uma feature diferente pros aparelhinhos com uma maçã mordida nas costas..

Trovalds

Entendo em parte esse posicionamento. Alguns componentes são sensíveis e podem comprometer a segurança do equipamento.

Claro, assistências independentes e turma do DYI vai sair perdendo.

Rafael Moreira

Apesar do Mac dificilmente da pau, essa restrição por troca de peça fora do centro autorizado é besteira. As trocas já passaram a ser difícil com esses modelos retina que tem conexões como o SSD proprietário. Agora modelos desse ano os caras dificultam ainda mais. Possuo um Macbook Pro mid 2012 que permite fazer o upgrade, maquina esta um foguete, da pau em muito notebook novo de plastico no mercado. Posso ainda instalar até 16gb de RAM e dois SSD 500gb em RAID 0.

Zé das Covi
Zé das Covi

ou .... deixa eu concertar o equipamento que eu comprei, seria legal

RayJunior

Basta comprar equipamento de outra marca. Simples.

tuneman

ué?