Início » Negócios » Microsoft licencia 60 mil patentes de graça para Linux e Android

Microsoft licencia 60 mil patentes de graça para Linux e Android

Microsoft se juntou à Open Invention Network (OIN) e cedeu 60 mil patentes para uso gratuito por Google, Red Hat e Canonical

Felipe Ventura Por

A Microsoft está realmente comprometida com o código aberto. Ela se juntou à Open Invention Network (OIN), um consórcio de 2.650 empresas — incluindo Google, Red Hat e Canonical — e cedeu suas 60 mil patentes para uso livre e gratuito pelos membros. Isso abrange tecnologias como Android, Linux e OpenStack.

Microsoft ama Linux

É uma mudança notável. Há dez anos, a Microsoft travava uma guerra silenciosa contra o Linux usando patentes relacionadas ao kernel. (No fim, elas foram compradas pela OIN.) Ela também é conhecida por cobrar royalties de fabricantes de Android, recebendo cerca de US$ 2 bilhões por ano.

Keith Bergelt, CEO da OIN, diz ao ZDNet que o portfólio cedido pela empresa “é tudo que a Microsoft tem, e abrange tudo relacionado a tecnologias mais antigas de código aberto, como Android, Linux e OpenStack; e novas tecnologias como LF Energy e HyperLedger”.

Boa notícia para Linux, e para o Android?

Isso é uma boa notícia para o Linux. Erich Andersen, diretor de propriedade intelectual, explica em blog oficial: “não é nenhum segredo que houve atrito no passado entre a Microsoft e a comunidade open-source sobre a questão das patentes”. Ele afirma que este é o próximo passo lógico, e que a empresa está “firmemente comprometida com o Linux e outros softwares de código aberto”.

No entanto, Andersen não menciona o Android nenhuma vez. Algumas fabricantes que pagam royalties para a Microsoft, como LG e HTC, fazem parte da OIN e podem usar as patentes livremente. No entanto, isso não inclui empresas como a Samsung, que chegou a pagar US$ 1 bilhão por ano para licenciar tecnologias usadas nos dispositivos Galaxy.

Scott Guthrie, líder da divisão Nuvem e Inteligência Artificial, diz ao ZDNet que a Microsoft passou por uma “mudança filosófica fundamental”. Ele lembra: “viemos de uma posição em que não éramos amigos do código aberto”. Agora, o objetivo é proteger projetos open-source de ações judiciais envolvendo propriedade intelectual.

A Microsoft faz parte da Linux Foundation desde 2016. Ela desenvolveu uma distribuição própria do Linux, chamada Azure Sphere OS, focada em internet das coisas. E o Windows 10 permite instalar praticamente qualquer distro, incluindo Ubuntu, Debian, SUSE e Kali.

Com informações: ZDNet.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wagner Silva

Com certeza não podemos nos esquivar de que os grandes estão fazendo a humanidade caminhar, de um lado Google e Microsoft do outro (Tesla&SpaceX) le-se Elon Musk e seus consórcios com projetos inovadores em AI e Learn Machine, eles impulsionam a raça humana.👏👏👏👏

Ricardo A. V. Bugim

Como o amigao ali falou, hj ta muito diferente de quando foi lançado. Tenho um monte de amigos e clientes que se surpreenderam quando viram, vale a visita novamente hehehe !!

Kodos Otros

É, fica bem melhor do que o padrão!

Gertrudes, a Lhama

Fui ver agora, e pelo jeito o do Manjaro já vem com o tema certo. Só mudei os ícones, ficou bem clean!
https://uploads.disquscdn.c...

Bruno Pitteli Gonçalves

É que pra mim o VS e top por conta das ferramentas automatizadas. Quando o VS code saiu era so um editor de texto com interface pra debug. Vou voltar a dar uma olhada

Dan Santos

Tá muito bom cara! E olha que não sou fã da MS.
O problema é que, ao instalar muitas extensões, come memória pra caralho!!! (chega a 3GB por instância)
Hj uso o Komodo Edit, bem melhor

Bruno Pitteli Gonçalves

esse Visual Studio pra linux é uma piada ahahhaa quando vi pela primeira vez, fui seco, mas não passava de um editor de texto haauha não sei como ta hoje =D

Vinicius Oliveira Queiroz

Na verdade é porque eu uso o Ubuntu. E como o tema do sistema é o Adapta em GTK, ele incopora o tema. O Libreoffice no windows ainda fica "feio" pois não sei como mudar o tema padrão.

Caso queira deixa-lo em guias:
https://youtu.be/CCmDD6D1C1w

phsodre

Isso só vem a calhar, uma vez que a própria faz parte da Linux Foundation. Cobrar dela a essa altura seria atirar no próprio pé. Mas com esse nível de licenciamento, o benefício será ainda mais amplo do que somente para o Linux. Disparada uma das melhores notícias sobre a MS até hj. Vai até tornar o Linux mais interessante pra mim, que sou resistente por não suportar alguns programas que uso!

Diogo

Caramba, o LibreOffice tá bonitão, hein? Atualização nova?

Diogo

Algum motivo em especial?

Felipe Liʍa

So falta o Office 365 for Linux pra fechar o circulo

Felipe Liʍa

Igual a equipe do GIMP...basicamente TRÊS programadores 😥

Felipe Liʍa

Coidas básica vc consegue rodar o office via wine!

Ricardo A. V. Bugim

Visual Studio Code ja tem pra Linux, vc pode instalar via snap e flatpak ja !!!

Exibir mais comentários