Início » Computador Negócios » Lenovo volta a liderar vendas mundiais de PCs; Microsoft estreia no top 5 dos EUA

Lenovo volta a liderar vendas mundiais de PCs; Microsoft estreia no top 5 dos EUA

É a primeira vez que a Microsoft aparece entre as cinco maiores fabricantes de PCs nos Estados Unidos

Por
11/10/2018 às 11h54
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Os relatórios publicados pelo Gartner e pela IDC nesta quarta-feira (10) trouxeram duas novidades. A primeira é que a Lenovo, que havia perdido a liderança global para a HP nas vendas de computadores, voltou à primeira posição. Além disso, parece que os esforços da Microsoft com a linha Surface estão dando resultado: é a primeira vez que a empresa de Redmond aparece entre as principais marcas nos Estados Unidos.

Segundo o Gartner, foram vendidos 67,2 milhões de computadores no mundo no terceiro trimestre de 2018, um aumento de 0,1% em relação aos 67,1 milhões no mesmo período do ano passado. Isso mostra uma estagnação do setor, que cresceu na Ásia, Europa e África, mas foi puxado por quedas em outras regiões: a América Latina é a que apresentou o maior declínio, com redução de 8,5% nas vendas.

A IDC destaca que as vendas em todas as regiões superaram as expectativas, embora a demanda tenha sido restringida por “muitos mercados emergentes que tiveram que enfrentar obstáculos desfavoráveis com relação à moeda e fatores político-econômicos”. Diz também que “havia algumas preocupações sobre a escassez de processadores”, em referência aos problemas de fornecimento da Intel, mas a maioria das fabricantes conseguiu atender à demanda.

Há uma divergência entre as duas consultorias com relação às vendas de cada fabricante no terceiro trimestre de 2017. Para a IDC, a Lenovo ficou ligeiramente atrás da HP nas vendas naquele período, com a mesma fatia de 22,5% do mercado global. No Gartner, a fabricante chinesa não chegou a perder a liderança: tinha 21,4%, contra 20,5% da HP.

Estas são as fabricantes que mais venderam PCs no mundo no terceiro trimestre de 2018, segundo o Gartner:

  1. Lenovo: 15,89 milhões (23,6%)
  2. HP: 14,63 milhões (21,8%)
  3. Dell: 10,74 milhões (16%)
  4. Apple: 4,93 milhões (7,3%)
  5. Acer: 4,07 milhões (6,1%)
  6. Asus: 4,01 milhões (6%)
  7. O resto: 12,93 milhões (19,2%)

E este é o relatório da IDC:

  1. Lenovo: 16,15 milhões (24%)
  2. HP: 15,36 milhões (22,8%)
  3. Dell: 11,47 milhões (17%)
  4. Acer: 4,87 milhões (7,2%)
  5. Apple: 4,76 milhões (7,1%)
  6. O resto: 14,77 milhões (21,9%)

Por que há essa diferença? Os critérios são diferentes: ambas as consultorias consideram no cálculo os desktops e notebooks tradicionais, mas o Gartner exclui os Chromebooks e contabiliza os tablets com Windows; já a IDC exclui os tablets com Windows e contabiliza os Chromebooks.

Microsoft estreia entre as que mais vendem nos Estados Unidos

Microsoft Surface Laptop 2

O Gartner publicou ainda um recorte específico para o mercado americano, um dos poucos em que a Microsoft vende a linha Surface. É a primeira vez que a empresa aparece entre as cinco principais marcas, com 602 mil máquinas comercializadas, um crescimento de 1,9% em relação ao mesmo período de 2017, enquanto a Apple despencou 7,6%.

Este é o ranking de vendas nos Estados Unidos, onde as marcas americanas dominam:

  1. HP: 4,53 milhões (30,7%)
  2. Dell: 3,83 milhões (25,9%)
  3. Lenovo: 2,28 milhões (15,4%)
  4. Apple: 2,02 milhões (13,7%)
  5. Microsoft: 602 mil (4,1%)
  6. O resto: 1,51 milhões (10,2%)

A Microsoft apresentou recentemente o Surface Pro 6, o Surface Laptop 2 e o Surface Studio 2 para renovar sua linha de PCs. Será que ela vai conseguir se consolidar nesse mercado?

Mais sobre: , , ,