Início » Celular » Huawei anuncia Mate 20 Pro com câmera tripla e leitor de digitais sob a tela

Huawei anuncia Mate 20 Pro com câmera tripla e leitor de digitais sob a tela

Mate 20 tem notch em formato de gota e tela maior, de 6,5 polegadas

Paulo Higa Por

A Huawei anunciou oficialmente nesta terça-feira (16) dois novos smartphones premium: o Mate 20 e o Mate 20 Pro. Eles chegam com câmera tripla para melhorar a definição com baixa iluminação e tirar fotos com zoom óptico, além de um leitor de impressões digitais sob a tela no modelo mais caro e o novo processador da fabricante chinesa, o Kirin 980, produzido em 7 nanômetros.

Huawei Mate 20 Pro

Assim como quase todo lançamento de 2018, os aparelhos já haviam vazado nos últimos meses. O processador é o mesmo, mas há diferenças na tela, nas câmeras e até no design: o Mate 20 tem um notch em formato de gota para abrigar uma câmera frontal de 24 megapixels, enquanto o Mate 20 Pro apresenta um entalhe (bem) maior para o sensor de reconhecimento facial, semelhante ao do iPhone XS.

Huawei Mate 20 Pro

Huawei Mate 20 Pro

O Mate 20 Pro é o flagship da marca, que deverá competir com o Galaxy Note 9. A Huawei fez questão de compará-lo com o rival: o novo aparelho teria uma estabilidade de desempenho em games 22% maior e uma eficiência energética 14% maior que o smartphone da Samsung. Além disso, o Kirin 980 promete ser mais rápido que o Snapdragon 845, suportando 4G de até 1,4 Gb/s e memórias LPDDR4X de 2.133 MHz.

Huawei Mate 20 Pro

A Huawei continua destacando a câmera, que continua tripla como a do P20 Pro, mas em um arranjo diferente: temos um sensor principal de 40 megapixels, uma lente telefoto para dar zoom óptico de 3x e, em vez da câmera monocromática, há uma grande angular de 20 megapixels. A fabricante diz que, com sensores maiores e melhores, foi possível dispensar o monocromático, que servia para capturar mais detalhes com pouca luz.

Assim como outras fabricantes, ela também investiu em software para melhorar a qualidade das fotos. O The Verge nota que um aparelho como o P20 Pro detectava um céu azul e aplicava o mesmo tratamento na imagem inteira, resultando em uma foto com aspecto artificial. Já o Mate 20 Pro reconhece cada parte do quadro, processando individualmente o céu, os prédios e as pessoas.

O grande notch do Mate 20 Pro traz, além da câmera frontal de 20 megapixels, um sensor de reconhecimento facial com projeção de pontos em 3D, como o dos novos iPhones. Ainda assim, a Huawei manteve um leitor de impressões digitais para desbloquear o aparelho, que fica sob a tela OLED de 6,39 polegadas (3120×1440 pixels).

Por fim, temos a bateria de 4.200 mAh. Além de ser maior que a dos concorrentes, a Huawei implantou uma tecnologia de carregamento rápido batizada de SuperCharge, que pode chegar a 40 watts (!), indo de 0 a 70% em meia hora. Ela suporta carregamento por indução em duas vias, o que significa que você pode encher a bateria de outro dispositivo compatível com o padrão Qi.

Huawei Mate 20

O Mate 20 é o irmão mais simples: ele mantém o chip Kirin 980, mas ganha uma opção com menos RAM e tem baixas em recursos e outros componentes, como tela, câmera e bateria. O que você perde? Não há carregamento wireless reverso (apenas convencional), a carcaça não traz proteção contra água e poeira (IP68) e o único sensor biométrico é o leitor de impressões digitais na traseira.

Os sensores da câmera traseira possuem resolução menor, mas mantêm o arranjo do Mate 20 Pro: há uma câmera principal de 12 megapixels, uma lente telefoto de 8 megapixels com zoom óptico de apenas 2x e uma grande angular de 16 megapixels. Os recursos de tratamento continuam os mesmos.

Huawei Mate 20

A tela passa para um LCD maior, de 6,53 polegadas, mas com resolução menor, de 2244×1080 pixels, e sem o notch gigante. Já a bateria é de 4.000 mAh, com carregamento rápido de até 22,5 watts (de 0 a 58% em meia hora). E, curiosamente, o Mate 20 tem um recurso a mais (!) em relação ao Mate 20 Pro: uma entrada padrão de 3,5 mm para fones de ouvido. Porque sim.

Os dois modelos trazem o Android 9 Pie com a interface EMUI, que promete manter o desempenho mesmo após vários meses de uso; além de uma curiosa (e talvez ruim) possibilidade de expansão de memória interna: em vez do tradicional microSD, a Huawei colocou uma entrada para nanoSD. Segundo o AnandTech, trata-se de um cartão proprietário que se encaixa em uma entrada de chip Nano-SIM.

Quando e quanto

Ambos os aparelhos foram anunciados em Londres e começam a ser vendidos na Europa nesta terça-feira (16). Ainda não há previsão de lançamento em outros países. A fabricante planejava voltar ao mercado brasileiro de smartphones entre agosto e setembro em parceria com a Positivo, mas o prazo já passou e as empresas não divulgaram novas informações.

Lá fora, o Huawei Mate 20 será comercializado por 799 euros (4 GB de RAM) e 849 euros (6 GB de RAM). Enquanto isso, o Mate 20 Pro tem preço sugerido de 1.049 euros. Ai.

Huawei Mate 20 Pro – ficha técnica

  • Tela: OLED de 6,39 polegadas com resolução de 3120×1440 pixels (proporção 19,5:9)
  • Processador: octa-core HiSilicon Kirin 980 de 2,6 GHz com chip gráfico Mali-G76MP10
  • RAM: 6 GB LPDDR4X
  • Armazenamento: 128 GB com entrada para cartão nanoSD
  • Câmera:
    • Traseira: 40 megapixels (f/1,8), 8 megapixels com zoom óptico de 3x (f/2,4) e 20 megapixels grande angular (f/2,2)
    • Frontal: 24 megapixels (f/2,0)
  • Bateria: 4.200 mAh com carregamento rápido SuperCharge de 40 watts e carregamento por indução, inclusive reverso
  • Conectividade: 4G LTE (download de até 1,4 Gb/s, upload de até 200 Mb/s), Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 5.0 LE, NFC e USB-C
  • Dimensões: 157,8×72,3×8,6 mm
  • Peso: 189 gramas

Huawei Mate 20 – ficha técnica

  • Tela: LCD de 6,53 polegadas com resolução de 2244×1080 pixels (proporção 18,7:9)
  • Processador: octa-core HiSilicon Kirin 980 de 2,6 GHz com chip gráfico Mali-G76MP10
  • RAM: 4 ou 6 GB LPDDR4X
  • Armazenamento: 128 GB com entrada para cartão nanoSD
  • Câmera:
    • Traseira: 12 megapixels (f/1,8), 8 megapixels com zoom óptico de 2x (f/2,4) e 16 megapixels grande angular (f/2,2)
    • Frontal: 24 megapixels (f/2,0)
  • Bateria: 4.000 mAh com carregamento rápido SuperCharge de 22,5 watts
  • Conectividade: 4G LTE (download de até 1,4 Gb/s, upload de até 200 Mb/s), Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 5.0 LE, NFC, USB-C e entrada para fone de ouvido de 3,5 mm
  • Dimensões: 158,2×77,2×8,3 mm
  • Peso: 188 gramas

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

paulo yan

Até que enfim um notch que eu gosto. Esse em formato de gota dá até um charme.
Se um dia a Apple lançar um iPhone com suporte a cartão de memória, vai ser nesse estilo da Huawey. Com formato proprietário, para garantir que você "tenha a melhor experiência em um cartão de memória no iPhone".

Jair Messias Bolsonaro

Nesse segundo turno das eleições, não se esqueçam. Vote 17 e confirme, Jair Messias Bolsonaro Presidente do Brasil, para o preço do Dólar despencar e nós poder comprar smartphones chineses por preço justo.

#EleSim
#AmelhorRespostaÉoSilêncio
#CachorroQueLateSozinhoNãoMorde
#PTnão
#Luladrão
#MilitarismoSim
#VagabudismoNão
#CorrupçãoNão

Jair Messias Bolsonaro

Cuidado com o que deseja, porque às vezes se torna realidade.
📱💙

Fagner

Desculpa, mas o s8 a Samsung plagiou da xiami.

Fagner

Não demora muito e a Samsung lança a tecnologia que já existe. Kkkkkkkkkk. Huawei e xiaomi são sempre os mais tops, depois a Samsung copia oque eles fazem.

nice guy

É um pouco mais lento e menos preciso do que os tradicionais.

Alexsandro Silva

Já começou o chororo, deixa primeiro os vídeos de unbox, speedtest, benchmarkrs saírem aí depois tu chora.

Arthur Soares

Eu prefiro o Mate Semi-PRO, com o notch pequeno e leitura de digital sob a tela.

Arthur Soares

Famoso novo padrão quê resolve um problema que não existe.

Mickão

Dahora esse fogão 4 bocas na traseira.

Cristina Nascimento

Amei demais o pro! Tudo de bom, menos o preço..

Andrew Warrior

Assim como Samsung, as Chinesas Huawei, Xiao mi, OPPO e Vivo entre outras chinesas tem bons aparelhos maus em conta, e já estão invadindo Europa, Ásia e América do Sul.
Quem estiver vivo verá.

Nameless Ghoul

aaaaa vai invadir sim, custando 1050 euros, uma pechincha!

Gertrudes, a Lhama

Ou isso ou eles preferem atochar de features pra tentar justificar o preço.

Andrew Warrior

Quero ver no ano que vem outros smartphones chineses top invadindo o mercado, só assim que Apple é Samsung vão passar a oferecer aparelhos realmente inovadores, lembram da LG até o ano passado era a terceira colocada na venda de celulares, hoje está no esquecimento da mídia e do público devido a aparelhos ruins, e quero ver falarem que Apple é Samsung é caro, Huawei esta com preço de top de linha, quero ver os reviews do Mate X se for bom troco meu Note 8 por ele. E para aqueles que falam em plágio não se esqueçam os fabricantes de displays são os mesmos para muitos montadores de celular, e para aqueles que acham que smartphone top de loja na deveria custar R$ 2.000,00 respeitem e entendam que smartphone top de linha tem hardware de primeira e tem muito usuário que está como eu pouco se importando com aparência, mas em ter um computador de bolso de última geração.
Não vejo a hora de ver smartphones com 16gb de ram, 1 terá de armazenamento, tela 4k e bateria de 10.000 ma, mesmo custando o preço de notebook gamer eu compraria.

Exibir mais comentários