Início » Celular » Essential demite um terço dos funcionários

Essential demite um terço dos funcionários

Mesmo com as demissões, planos para um próximo smartphone existem

Por
39 semanas atrás

A startup Essential, criada pelo pai do Android, Andry Rubin e responsável pelo Essential Phone, demitiu 30% de seus funcionários. A empresa vem sofrendo com problemas desde a entrega das primeiras unidades do aparelho, até no desenvolvimento de sua segunda geração.

De acordo com a imprensa americana, os cortes foram no pessoal de hardware, marketing e algumas partes de vendas. O momento ruim vem desde problemas na entrega dos aparelhos vendidos, bugs no sistema operacional e certo tempo depois do cancelamento do desenvolvimento de um concorrente para o Google Home, mas que não afetou os planos sobre a segunda geração do Essential Phone, que será focada em inteligência artificial de forma ainda mais profunda.

“Essa tem sido uma decisão difícil de tomar. Lamentamos o impacto nos nossos colegas que estão saindo da empresa e nós estamos fazendo todo o possível para ajudá-los com suas futuras carreiras”, disse a empresa em comunicado ao Bloomberg. “Estamos confiantes de que o foco do nosso trabalho será de entregar um produto realmente revolucionário para os consumidores”, completa.

O site da empresa lista 120 funcionários presentes, sem nenhuma alteração depois das demissões. Há investimento de US$ 300 milhões (aproximadamente R$ 1,1 bilhão) na startup californiana, com um terço deste valor utilizado para o desenvolvimento do Essential Phone no ano passado.

Com informações: Bloomberg.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.