Tecnoblog
Início » Jogos » PS4 ou Xbox One: veja as diferenças entre os dois consoles

PS4 ou Xbox One: veja as diferenças entre os dois consoles

Na dúvida de qual comprar? Aqui você pode comparar e decidir entre o PS4 ou Xbox One; confira as principais diferenças

Você está pensando em comprar um videogame, mas está na dúvida entre PS4 ou Xbox One? O console da Microsoft é melhor? O da Sony tem mais exclusivos? Devo adquirir uma versão mais barata ou investir logo nos modelos mais potentes? Aqui você confere as principais diferenças entre cada um dos consoles da oitava geração.

Xbox One e PS4: os primeiros modelos

A Sony e Microsoft lançaram seus consoles em 2013 e por causa da evolução das TVs e o aumento do conteúdo em 4K, tanto o PS4 original quanto o Xbox One ficaram defasados, limitados a reprodução de jogos a no máximo 1080p (Full-HD). Anos depois, as fabricantes atualizaram seus sistemas e colocaram no mercado versões revistas dos videogames, mais potentes e claro, mais caros.

Chegada do Xbox One S

A Microsoft, no entanto, não abandonou o jogador com menor poder aquisitivo; o Xbox One S, lançado em 2016, é uma releitura completa do Xbox One original, desenvolvido especificamente para substituí-lo. Por fora, ele é menor e mais compacto, a fonte passou a ser interna e o design é bem mais atraente.

Por dentro, embora a CPU seja a mesma AMD Jaguar octa-core com clock de 1,75 GHz, a GPU possui uma frequência de 914 MHz contra 853 MHz do Xbox One de 2013.

A largura de banda ESRAM é de 219 GB/s, contra 204 GB/s do modelo anterior (a DDR3 permaneceu em 68 GB/s) e o desempenho gráfico subiu, de 1,31 Tflop/s para 1,4 Tflop/s (o flop é uma unidade usada para medir desempenho; um teraflop = um trilhão de operações de ponto flutuante por segundo).

Sua capacidade de armazenamento varia entre 1 TB e 2 TB, sendo que este último não foi lançado no Brasil. O HD interno pode ser substituído, embora o processo não seja muito simples.

Tudo isso para permitir que o Xbox One S fosse capaz de reproduzir vídeos em 4K a 60 quadros por segundo, mas não games; estes permanecem sendo executados em no máximo a 1080p.

A Microsoft também tomou uma decisão muito atraente e equipou o console com um leitor de Ultra HD Blu-rays, algo que nem mesmo o PS4 Pro tem, isto fez deste modelo uma excelente pedida para quem deseja comprar filmes em mídia física com resolução de 2160p.

O PS4 Slim

Já o PS4 original teve uma atualização básica para o atual modelo de entrada da Sony, o PS4 Slim: lançado também em 2016, ele é exatamente igual ao console original em termos de performance, com uma CPU AMD Jaguar octa-core com clock de 1,6 GHz, 8 GB de RAM GDDR5 para funções gerais e mais 256 MB DDR3 para tarefas em segundo plano.

A GPU manteve os 800 MHz e o desempenho gráfico chegou a 1,84 Tflop/s. Para o armazenamento, um HD de 1 TB que pode substituído facilmente.

As diferenças ficam por conta do design, do tamanho compacto e de uma melhor eficiência energética, como é de praxe em atualizações de consoles da Sony.

De forma resumida, o PS4 Slim é levemente mais poderoso que o Xbox One S em termos de gráficos em jogos, mas o da Microsoft trouxe compatibilidade com conteúdos em 4K, ao contrário do console da Sony.

O PlayStation 4 tem apenas um drive óptico compatível com Blu-rays normais, limitados à exibição de filmes em no máximo Full-HD. Ele também não é capaz de reproduzir mídias digitais em resoluções maiores que 1080p, diferente do concorrente direto da Microsoft.

Por fim, há a questão do investimento inicial: o Xbox One S, com um controle e HD de 1 TB pode ser encontrado na rede varejista por um preço sugerido em torno de R$ 1.799,00, enquanto o PS4 Slim de 1 TB é vendido por em torno de R$ 2.599,00, em pacotes com um ou mais games.

Lado a lado

Especificações Xbox One S PS4 Slim
CPU AMD Jaguar octa-core com clock de 1,75 GHz AMD Jaguar octa-core com clock de 1,6 GHz
GPU 914 MHz 800 MHz
Desempenho gráfico 1,4 Tflop/s 1,84 Tflop/s
HD 1 TB 1 TB
Reprodução de jogos Full-HD (1080p) Full-HD (1080p)
Reprodução de vídeos 4K (2160p) Full-HD (1080p)
Drive óptico Ultra HD Blu-ray Blu-ray

PS4 Pro e Xbox One X: mais poder, mais caro

Se você possui uma TV 4K e um pouco um dinheiro extra disponível, as versões mais potentes dos consoles da Sony e Microsoft podem ser mais interessantes. Em comum, ambas são capazes de executar vídeos em 2160p e 60 frames por segundo e prometem renderizar jogos na mesma qualidade, em tempo real. Na verdade, apenas um deles consegue tal proeza e em casos isolados.

O PS4 Pro é melhor que o Slim, mas ainda não 4K real

O PS4 Pro, lançado também em 2016, é mais poderoso do que o PS4 Slim em todos os aspectos: ele traz a mesma quantidade de RAM (8 GB GDDR5 + 256 MB DDR3), mas acompanha uma CPU AMD Jaguar octa-core com clock de 2,1 GHz, uma GPU de 911 MHz, HD de 1 ou 2 TB e um desempenho gráfico de excelentes 4,2 Tflop/s, no lançamento.

A Sony prometeu, na época do lançamento, que o hardware do PS4 Pro era plenamente capaz de renderizar jogos em 2160p, com HDR10 em tempo real, mas com o tempo descobriu-se que isso não era inteiramente verdade: o console tem um algoritmo de upscaling avançado, chamado internamente de “Quality Mode” que aproxima a resolução real de um título a até 90% da resolução em 4K.

Ainda há outro modo, chamado “Resolution Mode”, que trava a qualidade de um game em uma resolução intermediária, superior ao Full-HD de modo a entregar mais qualidade e manter a performance geral.

A fabricante defende que, embora o console seja perfeitamente capaz de renderizar gráficos em 4K, fazê-lo poderia comprometer o sistema e, dessa forma, optou-se por técnicas de escalonamento avançadas que, segundo a Sony, “o jogador não será capaz de perceber a diferença”.

Outro ponto negativo: o sistema utiliza o mesmo drive óptico de Blu-ray comuns, sendo incapaz de reproduzir mídias físicas em Ultra HD.

Por outro lado, o PS4 Pro é totalmente capaz de executar vídeos via streaming em 2160p e HDR10 e conta com um recurso chamado supersampling, qual melhora a qualidade da imagem e/ou adiciona elementos de cenários em alguns games em TVs de resolução mais baixa, como em modelos Full-HD. Os recursos são normalmente executados quando a TV suporta resolução 4K, mas a opção deve ser ativada nas configurações do sistema.

Xbox One X: 4K de verdade

Só que em 2017 a Microsoft mostrou à Sony como se faz, e o Xbox One X é hoje o console de videogame mais poderoso da geração. Diferente do PS4 Pro, ele foi desenvolvido tendo em mente, desde o início, a capacidade de renderizar games em 4K, HDR10 e 60 fps em tempo real. Ainda que nem sempre ele consiga chegar a tanto, na maioria das vezes os gráficos executados por ele superam em muito os do rival.

O console tem uma CPU AMD Jaguar customizada, com clock de 2,3 GHz e um cooler de água feito de um bloco de cobre, para permitir que o hardware aguente o tranco. Traz 12 GB de RAM GDDR5 de frequência superior, uma GPU com clock de 1,17 GHz e um poder de processamento capaz de entregar um desempenho gráfico de 6 Tflop/s.

Como resultado, a capacidade geral do Xbox One X em renderização é superior à do PS4 Pro, o que fica bem evidente em comparações diretas:

Some-se a isso o fato que o Xbox One X também conta com um drive óptico de Ultra HD Blu-ray, sendo assim capaz de reproduzir vídeos em 2160p, HDR10 e 60 fps tanto por streaming quanto via mídia física.

E diferente do que acontece com a concorrência, o modo de supersampling é ativado automaticamente; o sistema aplica as melhores configurações em tempo real, adequando-se a uma TV Full-HD ou 4K sem intervenções.

Dessa forma, em termos de performance bruta, o Xbox One X é superior ao PS4 Pro, mas todo esse poder tem um preço: tanto um quanto o outro, com HDs de 1 TB possuem um preço médio de R$ 2.699,00.

Especificações PS4 Pro Xbox One X
CPU AMD Jaguar octa-core de 2,1 GHz AMD Jaguar octa-core de 2,3 GHz
GPU 911 MHz 1,17 GHz
Desempenho gráfico 4,2 Tflop/s 6 Tflop/s
HD 1 TB ou 2 TB 1 TB ou 2 TB
Resolução em jogos Full-HD com upscaling até 90% do 4K Até 4K (2160p)
Resolução em vídeos 4K (via streaming) 4K (via mídia física ou streaming)
Drive óptico Blu-ray Ultra HD Blu-ray

E quanto aos jogos?

No fim das contas, quando falamos de videogames, o que interessa são os jogos e tanto o PS4 quanto o Xbox One têm estratégias bem diferentes. No caso da Sony, ela construiu um poderoso ecossistema fechado e conta com diversos estúdios exclusivos, que desenvolvem pérolas que não podem ser apreciadas em nenhuma outra plataforma (ao menos no início).

Clássicos revisitados como God of War Shadow of the Colossus e jogos como Bloodborne, The Last Guardian, Horizon Zero Dawn e Marvel’s Spider-Man são títulos que merecem ser chamados de system sellers, jogos tão desejados que convencem o consumidor a investir num PS4 só para poderem pôr as mãos neles.

Isso não quer dizer que a Microsoft não alimenta o Xbox One com exclusivos. Pelo contrário, há títulos e franquias que, no princípio, só podiam ser jogados em seus sistemas, como a série Gears of War, Ryse: Son of Rome, Cuphead e outros, mas isso acabou quando a companhia lançou o programa Xbox Play Anywhere.

Ele permite ao jogador curtir seus jogos no Xbox One ou em um computador Windows, já que todos os títulos vendidos na Microsoft Store são aplicativos universais da plataforma. Isso fez com que o sistema perdesse o apelo em relação a exclusivos, e hoje o Xbox One X é mais visto como o console definitivo para jogar títulos multiplataforma.

Só que a Microsoft investe em planos para fidelizar o jogador. Planos como o Xbox Game Pass e EA Access oferecem o acesso a uma enorme biblioteca de jogos mediante o pagamento de assinaturas, inclusive com a possibilidade de curtir novos títulos tão logo eles sejam disponibilizados, ou até mesmo antes dos não-assinantes.

Claro, são custos adicionais à assinatura da Xbox Live Gold, necessária para poder jogar online, mas em termos de conteúdo, é uma oferta para lá de tentadora para quem pode pagar.

A Sony, por outro lado, não oferece nenhum tipo de plano semelhante no PS4, mas oferece jogos gratuitos todos os meses para assinantes da PlayStation Plus, necessária para jogar online. A Microsoft também possui um plano semelhante, e em ambos os casos você só pode acessar tais jogos se permanecer como assinante.

Afinal qual é o melhor: PS4 ou Xbox One?

Isso vai de cada um. Para quem prefere qualidade gráfica acima de tudo, os consoles da linha Xbox One são uma melhor pedida, além da vasta biblioteca de jogos que podem ser aproveitados com uma única assinatura do Game Pass, por um valor inferior a de um jogo completo.

Para quem não se importa tanto com o desempenho gráfico e prefere ter acesso aos exclusivos da Sony, quais são belos atrativos e não são encontrados em outras plataformas, sem dúvidas é melhor ir de PS4.

A resposta mais correta é  “depende”, pois vai do gosto e preferências de cada um, sobre o que consideram mais importante em um videogame: se gráficos, recursos ou jogos disponíveis. Só então o consumidor poderá decidir feliz entre PS4 ou Xbox One.

Comentários da Comunidade

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação