Início » Games » O que sabemos sobre o PS5; Sony prepara sucessor do PlayStation 4

O que sabemos sobre o PS5; Sony prepara sucessor do PlayStation 4

Reunimos alguns dos principais rumores sobre o possível PlayStation 5

Por
31/10/2018 às 13h59

Há um tempo já se especula sobre um possível lançamento do PS5. Muitos imaginaram que este anúncio seria feito em setembro de 2016, mas a Sony, entretanto, revelou no lugar o PS4 Pro – versão mais parruda e de 1TB do PlayStation 4 original. Aí seguiu-se o fluxo normal do “requenta” de consoles e, assim como fez o concorrente do Xbox, a plataforma também ganhou uma edição Slim.

Não seria exagero algum imaginar que o PlayStation 5 já está sendo desenvolvido, quem sabe até com protótipos nas mãos de desenvolvedores para testes. A E3 2019 pode ser o momento perfeito para a Sony subir a cortina e, finalmente, mostrar alguma coisa. Até lá, reunimos os principais rumores do PS5.

1. Data de lançamento do PlayStation 5

Como dito antes, não é absurdo algum imaginar que o PS5 já esteja em produção. Se levarmos em consideração, o PS4 começou a ser desenvolvido em 2008, cinco anos antes de ser lançado. Os rumores apontam, inclusive, que kits do futuro console já estejam nas mãos de desenvolvedores.

Em entrevista recente ao site VG247, o próprio CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, deixou escapar que “a essa altura, tudo o que posso dizer é que é necessário haver um hardware da próxima geração”, ao ser perguntado sobre a possibilidade de um novo PlayStation.

A data certa do suposto lançamento, obviamente, ninguém sabe ainda. Nem o nome oficial do sucessor do PS4, mas é bem provável que a Sony siga mesmo com o PlayStation 5. Sobre possíveis anúncios, isso é o máximo que conseguiremos chegar em 2018, já que o PlayStation Experience deste ano, evento próprio da empresa japonesa, foi cancelado – e seria uma ótima oportunidade de conseguir mais informações.

As fichas, no entanto, estão sendo apostadas para a E3 2019. O motivo seria o “tempo de vida” de uma geração do console para outro. O período entre o primeiro PlayStation e o PS2, por exemplo, foi de seis anos. O mesmo tempo se passou entre o PS2 e o PS3 e, agora, entre o PS4. Se a “lógica” funcionar novamente, é provável que o próximo lançamento seja apenas em 2020. No entanto, nada impede que algo seja mostrado (como teaser) já em 2019.

2. Possíveis jogos para o início da era PS5

O problema de se comprar qualquer console no lançamento é a pouca variedade de jogos desenvolvidos para o novo hardware, no início. O que vimos, assim que o PS4 chegou, foi uma enxurrada de games remasterizados do PS3 e até mesmo do PS2. No entanto, há sempre um ou outro título que já chega no lançamento, exclusivo para a nova plataforma. Afinal, a empresa quer começar a vender logo o videogame.

E quais seriam os possíveis jogos a debutar no PlayStation 5? Vamos a algumas especulações sobre isso.

  • Cyberpunk 2077 (CD Projekt Red): a desenvolvedora do sucesso The Witcher 3 já disse, inclusive, que este jogo está sendo feito pensando na próxima geração (dá uma olhada, logo abaixo, no trailer mostrado na E3 2018);
  • Death Stranding (Kojima Productions): o próprio Hideo Kojima teria dito que o título sairia ainda para esta geração, mas nunca se sabe. Especialmente levando em consideração que as pessoas nem entenderam direito do que o game se trata;
  • The Last of Us: Part 2 (Naughty Dog): todos querem para agora. Vídeos já foram mostrados, gameplays, o jogo foi a estrela da última conferência da Sony, na E3 2018, mas talvez só vejamos mesmo no PS5;
  • FIFA (Electronic Arts) e PES (Konami): estas, talvez, sejam as apostas mais certeiras. Afinal, tem FIFA e PES todo ano;
  • Ghost of Tsushima (Sucker Punch): game do estúdio da série inFamous, exclusiva dos consoles da Sony;
  • Call of Duty (Activision) e Battlefield (Electronic Arts): assim como os games de futebol, estas são franquias que certamente marcarão presença na nova geração;
  • Final Fantasy 7 Remake (Square Enix): talvez um dos remakes mais esperados pelos fãs da franquia.

3. Quais seriam as especificações técnicas do PS5

O PlayStation 4 não era lá muito poderoso em seu lançamento e mesmo a versão Pro não é tão poderosa quanto o Xbox One X, em relação a processamento. Muito provável que a Sony queira vir com tudo agora para desbancar, de vez, seu principal concorrente.

Para começar “a brincadeira”, o mínimo seria já oferecer de forma nativa, sem upscaling, a resolução 4K (ou melhor), mesmo que nem todos os jogos alcancem os 60 qps (os conhecidos “fps”, ou frames per second). O rumor seria que a empresa estaria trabalhando com uma CPU Ryzen, da AMD, para o PlayStation 5.

Mesmo com a popularização de jogos via download, é bem provável que a Sony continue investindo em jogos por mídia física. Ainda há um mercado consumidor grande em torno de dos clássicos discos, especialmente em edições de colecionador.

No entanto, é necessário dar uma atenção especial ao drive óptico do futuro console que deveria, ao menos, já ter suporte a Blu-Ray 4K UHD. O Xbox One S e X já têm esse suporte e o PS4 Pro não. Então, seria até mesmo uma obrigação.

Outro tópico que sempre chega à discussão, em relação a 4K nos jogos, é justamente se essa resolução resultará em uma melhora real de performance no game. A corrida dos próximos consoles agora, pelo menos uma delas, será por oferecer sólidos 60 quadros por segundo.

4. Preço do PlayStation 5

Agora é especulação pura mesmo, especialmente se tratando do mercado brasileiro. A única certeza é que o preço do sucessor do PlayStation 4 refletirá, diretamente, a oscilação do dólar quando o novo console chegar por aqui. Se ele começar a ser, minimamente, montado por aqui esse custo final para o consumidor tende a diminuir, mas isso geralmente acontece depois de um certo tempo após o lançamento.

O PS4 chegou ao mercado mundial custando 399 dólares, mas quem não se lembra da verdadeira facada que ele deu jogadores brasileiros: R$ 4 mil! Alguns poucos corajosos, e com dinheiro sobrando, compraram no lançamento brasileiro. Uma solução, para muitos, foi trazer de fora do país o videogame. Para os que não tinham essa oportunidade, o jeito foi caçar alguma loja ou e-commerce que conseguisse vender por um preço mais humano.

Se o PlayStation 4 foi lançado por 399 dólares, é provável que o novo console chegue mais ou menos por este preço, quem sabe até um pouco mais – por conta dos custos de um hardware que, espera-se, que seja bem mais potente do que os concorrentes.

Com informações: VG 247 e Tech Radar

Mais sobre: , ,