Início » Celular » Como saber se o código IMEI foi clonado e está em dois celulares

Como saber se o código IMEI foi clonado e está em dois celulares

O bloqueio do código IMEI é uma estratégia para reduzir os roubos de celular. Mas, na deepweb há solução para tudo

Melissa Cruz Cossetti Por
1 ano atrás

Comprar celular usado pode ser uma dor de cabeça, principalmente se for de um desconhecido, por sites ou nas mãos de terceiros, e a preço de banana. O aparelho pode ser fruto de roubo e, além de colaborar com o crime (a compra de produto roubado é compreendida como receptação) você pode ter o IMEI bloqueado.

O ex-dono pode solicitar o bloqueio à Anatel e você terá, nas suas mãos, um tijolo. Os aparelhos só continuam permitindo o uso da rede Wi-Fi, impedem ligações e usar 4G.

Celular - furto

O bloqueio de IMEI é uma estratégia para reduzir o número de roubos. Mas, na deep web (ou mesmo em links indexados pelo Google), descobrir e usar métodos para “trocar e validar” o IMEI de um celular roubado e bloqueado é comum, mesmo que irregular.

Quando não, é fácil encontrar esse tipo de serviço em qualquer lojinha de telecom. O bloqueio, se feito depois da clonagem, pode atingir ambos aparelhos. E você, que comprou um celular sem saber da procedência, de uma hora para outra, vai ter o aparelho inutilizado. Tira dúvida: O que é código IMEI? e Como descobrir um IMEI?

IMEI clonado

Quando um celular tem o IMEI clonado, passam a existir dois aparelhos sob o mesmo registro. Assim, os criminosos trocam o IMEI de um celular que é fruto de roubo, para que ele continue funcionando, mesmo que o dono tenha bloqueado o seu IMEI original.

Site da Anatel

Uma saída é checar a situação do número de IMEI do celular que você está em mãos (comprado de terceiros) na Anatel. Se houve irregularidade, o sistema vai avisar. O processo também é útil para quem teve o celular roubado e quer confirmar o bloqueio.

Um segundo ponto é que, infelizmente, o site da Anatel só revela a situação do IMEI mas não confirma em qual modelo o código foi registrado pela primeira vez ou alerta de que houve algum tipo de fraude, como a troca e validação do código em outro celular.

IMEI24.com

Quem pode responder essa dúvida são outros sites, com black lists globais de IMEIs bloqueados, que trazem dados como o modelo do aparelho em que o IMEI estava.

IMEI24.com IMEI e Modelo

Com a crescente prática de clonagem de códigos IMEI, é bem fácil descobrir que um aparelho roubado está usando a numeração copiada de outro telefone. Isso significa que mesmo que a Anatel acuse "sem restrição de uso", dois aparelhos podem estar com o mesmo IMEI. Cheque o modelo original registrado e veja se ele bate com o seu.

Caso mostre que o seu IMEI estava em outro celular, é quase certo que foi clonado.

Isso é o suficiente? Não...

Não é possível dizer que dos dois aparelhos, o primeiro a usar um determinado código IMEI é o verdadeiro. Um aparelho pode ser clonado antes mesmo de ser colocado à venda, dentro da caixa (já que o código fica exposto). Operadoras pedem que os fabricantes de celulares melhorem a segurança do IMEI, com criptografia, por exemplo.

Leia também:

*Com informações Avast e Anatel

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.