Início » Computador » Apple dificulta instalar distribuições do Linux no novo MacBook Air e Mac Mini

Apple dificulta instalar distribuições do Linux no novo MacBook Air e Mac Mini

MacBook Air com tela Retina e novo Mac Mini têm chip T2 para boot seguro que dificulta instalar distribuições do Linux

Felipe Ventura Por

A Apple lançou na semana passada o novo MacBook Air com tela Retina e Touch ID, além de um novo Mac Mini com processador Intel de 8ª geração. Ambos possuem o chip de segurança T2 que dificulta instalar distribuições do Linux: para fazer isso, é preciso antes desativar o boot seguro.

Como explica a Apple, os Macs que oferecem suporte a boot seguro confiam em conteúdo assinado pela própria Apple, e também confiam em um certificado da Microsoft para melhorar a segurança do Windows no Boot Camp. O Linux, no entanto, fica de fora.

Será que isso torna impossível instalar o Ubuntu, Mint, Debian e outras distribuições? Não é o caso, mas é necessário desativar o boot seguro antes.

Para tanto, é preciso seguir estes passos:

  • pressionar as teclas Command (⌘) + R logo após ligar o Mac, soltando-as ao ver o logotipo da Apple;
  • clicar em Utilitários na barra de menu e selecionar o Utilitário de Segurança da Inicialização;
  • clicar em “Digite a Senha do macOS”, escolher uma conta de administrador e inserir a senha;
  • escolher a opção “Sem segurança”.

Em termos mais técnicos, o chip T2 pode confiar no certificado Microsoft Windows Production CA 2011, usado para autenticar os bootloaders do Windows. Isso não está ativado por padrão, e requer que o usuário rode o Boot Camp Assistant.

No entanto, o T2 não tem suporte ao certificado Microsoft Corporation UEFI CA 2011, usado para verificar a autenticidade de bootloaders para outros sistemas operacionais, como distribuições do Linux. Por isso é preciso desativar o boot seguro neste caso.

Apple dificulta reparos por terceiros em Macs com chip T2

O chip T2 apareceu pela primeira vez no iMac Pro; ele também está presente no MacBook Pro deste ano. Ele armazena dados biométricos (impressões digitais) de forma segura; consegue criptografar os arquivos do usuário; e desativa o hardware do microfone sempre que a tampa do MacBook Pro ou Air é fechada.

Apesar de garantir maior segurança, o T2 pode dificultar o conserto de Macs por terceiros. É necessário usar um software proprietário, exclusivo das assistências técnicas autorizadas, para trocar determinadas peças do MacBook Pro (2018) — como a tela, placa lógica e Touch ID. No caso do iMac Pro, isso envolve a memória flash e a placa lógica.

Com informações: OMG Ubuntu.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@cheesepaulo

Que balde de água fria. Estava ansioso pra compilar o kernel e instalar na unha o linux no meu novo macbook. Comprei só pra isso.

Rafael Moreira

É só instalar o Parallels Desktop no macOS e em seguida criar uma VM do Linux. Roda tão bem que parece ser uma maquina física. Precisei de virtualizar o Windows por conta de um programa (.exe), e rodou perfeitamente também. O bom é ter 16gb de ram, mais com 8gb instalado conseguir destinar 2gb para a maquina virtual e a mesma rodou bem.

Cristina Nascimento

Pior q vai, rsrs!

Paul

Mas pelo menos o Windows é apoiado pela própria Apple. Tem suporte e tals...

Eduardo Braga

De apenas um show?

nenhuma dificuldade. bem simples na verdade.

Ed. Blake

5 minutos tentando descobrir o que aconteceu com meu monitor.
Não foi mais devido ao comentário do Zanac

Ed. Blake

Pior que instalar Linux, para mim, é instalar o Windows.
E essa eu já vi de monte.

Ed. Blake

O que sai caro é o conjunto e, na equação, boa parte do valor da peça é agregado ao sistema operacional.

Neste caso é como você comprar uma Ferrari e colocar um motor de fusca só porque gosta mais.

Ed. Blake

Linus Trovalds.

Zanac_Compile

é mais surreal ainda, não faz o mínimo sentido. :D

Trovalds

Hipsters?

Renato Oliveira

Muitos programadores gostam do design do mac e da liberdade do linux, portanto fazem isso. Mas é comum vermos isso no exterior, onde o preço do mac é mais justo.

Cristhian Suematsu

Isso quando não botam Windows Piratex pra rodar no hardware fechado da concorrente.

DeadPull

Isso nos faz pensar que quem compra Apple na verdade não compra um aparelho, apenas uma licença para usá-lo. E com um monte de regras.

Exibir mais comentários