Início » Telecomunicações » TIM lucra R$ 338 milhões e expande internet fixa

TIM lucra R$ 338 milhões e expande internet fixa

Operadora apresenta resultados financeiros do terceiro trimestre de 2018. Serviço de internet por fibra óptica TIM Live se destaca com aumento de cobertura

Lucas Braga Por

A TIM anunciou nesta terça-feira (6) os resultados financeiros do terceiro trimestre de 2018. A operadora apresentou crescimento na base de clientes móveis e no TIM Live, atingindo lucro líquido de R$ 338 milhões, um avanço de 38,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,657 bi, enquanto a margem EBITDA foi de 38,9%. A operadora teve custo de operação de R$ 2,604 bi. Os números foram normalizados por conta da venda de torres, custos temporários de RH, despesas gerais e administrativas e crédito fiscal devido a incorporação da TIM Celular pela TIM S.A.

Já o Capex (valor de investimento) foi de R$ 905 milhões, valor 10,3% menor comparado com o mesmo período do ano passado. A receita líquida para o período cresceu 4,4% e atingiu a marca de R$ 4,261 bi. Desse número, R$ 4,034 bi foram de serviços, sendo R$ 3,811 bi de serviços móveis e R$ 223 mi de serviços fixos.

O ARPU (custo médio por usuário) de clientes móveis foi de R$ 22,6. Isolando o pós-pago, o valor é de R$ 39,7, enquanto no pré-pago é de R$ 11,6. A operadora considera que o volume de recargas do pré-pago no período foi “quase estável”, atribuindo o resultado à recuperação econômica mais lenta do que o esperado e piora na competição.

O serviço de banda larga fixa TIM Live teve ARPU de R$ 77,50. A base de assinantes cresceu em 19,5%, atingindo 449 mil clientes. A receita foi de R$ 104 milhões, um crescimento de 35,7% em relação ao mesmo período em 2017.

Operacional

A TIM segue sendo líder em cobertura 4G, com 3.172 cidades e 92% da população coberta. A tecnologia VoLTE, que permite ligações através da rede 4G, está habilitada em mais de 2 mil cidades, cobrindo 64% da população urbana. São mais de 8 milhões de clientes usando VoLTE, que causaram impacto de redução de 44% no tempo de estabelecimento das chamadas e de 57% na queda em chamadas.

A operadora segue expandindo a cobertura de 4G em 700 MHz, que já atinge 1.172 municípios e 24 capitais. Mais de 180 cidades já utilizam o 4G também na frequência de 2,1 GHz. Em Fortaleza, a operadora notou um aumento de 50% na média de velocidade por usuário após o refarming, sendo que 30% do tráfego de dados na cidade já flui através de 2,1 GHz.

Na banda larga fixa TIM Live, a operadora lançou o serviço em cinco novas cidades com FTTH (fiber to the home), sendo que a velocidade média foi de 130 Mb/s. A operadora iniciou a operação recentemente em Manaus (AM) e Goiânia (GO). A operadora possui cobertura FTTH de 761 mil domicílios home passed em 108 áreas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Silveira

aqui no interior do rio grande do sul tem cidades q a tim nao tem nem cobertura 3g, quem dira cobertura 4g. aqui na minha cidade possui 4g da tim, porem a velocidade dela fica abaixo do 3g da vivo.

Yago G. Oliveira

Quando estive em João pessoa, por mais que tentasse usar outras, acabei ficando com a Oi mesmo.

Fábio Moser

Também queria rs

Fábio Moser

130 por 5 Mb?

Raphael

Nossa mas preço de internet pelo resto do Brasil tá ruim assim? Moro numa cidade do interior do RJ, o preço médio nas três empresas de internet é 89,90 por 40 ou 50Mb, e nas cidades vizinhas tem outras empresas com preços semelhantes, um pouco mais caros só.

@Sckillfer

Pois eu pago mais de R$ 130 por 5 Mb da NET (mais TV SEM HD que me empurraram na hora da compra)

Keaton

nem precisa morar no interior. Esse é o padrão Vivo. hahaha

Eliézer José Lonczynski

Eita, vc mora no interior?

Palhaço dançarino B/W

Aqui na casa do cara alho já chegou

Palhaço dançarino B/W

A melhor internet fixa que existe, só precisa ficar no pé

Mateus B. Cassiano

Nas cidades em que isso foi autorizado geralmente a quantidade de canais analógicos restantes é baixa e correspondem a canais que não sofrem interferência mesmo com o 4G já operando em 700 MHz...

Wellington Gabriel de Borba

Eu pago 91 por 60 Mbps e também é NET, que agora resolveu fibrar meu bairro depois que a TIM chegou com o LIVE em Goiânia.

ochateador

No momento as operadoras brasileiras estão cagando e andando para o 5G sim.
Mas uma hora os clientes irão exigir, então elas já estão preparando o caminho com testes e limpeza de frequência, para em 2022 ou depois simplesmente dizerem "lançamento de nova tecnologia para agradar nossos clientes, etc".

Luander Falqueto Beltrame

Na minha cidade não teve desligamento da TV analógica e a TIM já usa a frequência 700 APT. Pode isso?

Eduardo Braga

Elas não queriam já remover o 3G? Porque o 2G ainda é bastante usado.

Exibir mais comentários