Início » Celular » Apple lança iPhone XR, XS, XS Max e Watch Series 4 no Brasil

Apple lança iPhone XR, XS, XS Max e Watch Series 4 no Brasil

iPhone XR, XS e XS Max custam a partir de R$ 5.199; Apple Watch Series 4 começa em R$ 3.999 e tem modelos com 4G

Felipe Ventura Por

Eles chegaram: a Apple começou nesta sexta-feira (9) a vender os novos iPhone XR, iPhone XS e iPhone XS Max no Brasil. Os preços variam entre R$ 5.199 e R$ 9.999, com parcelamento em até doze vezes e desconto de 10% à vista. O Apple Watch Series 4 também foi lançado no país: ele custa a partir de R$ 3.999, e o modelo com 4G funciona na Claro.

Os preços do iPhone XR, XS e XS Max no Brasil

Os iPhones XR, XS e XS Max estão disponíveis em lojas físicas e online. Isso inclui a Apple Store, revendedoras autorizadas como a iPlace (RIP iTown), varejistas e operadoras — você pode conseguir descontos no aparelho dependendo do seu plano de celular.

Na Apple Store e no varejo, há desconto de 10% no pagamento à vista. Estes são os preços do iPhone XR:

  • 64 GB: R$ 5.199 em até 12 vezes ou R$ 4.679,10 à vista
  • 128 GB: R$ 5.499 em até 12 vezes ou R$ 4.949,10 à vista
  • 256 GB: R$ 5.999 em até 12 vezes ou R$ 5.399,10 à vista

Para o iPhone XS, estes são os valores:

  • 64 GB: R$ 7.299 em até 12 vezes ou R$ 6.569,10 à vista
  • 256 GB: R$ 8.099 em até 12 vezes ou R$ 7.289,10 à vista
  • 512 GB: R$ 9.299 em até 12 vezes ou R$ 8.369,10 à vista

E, a seguir, estão os preços do iPhone XS Max:

  • 64 GB: R$ 7.999 em até 12 vezes ou R$ 7.199,10 à vista
  • 256 GB: R$ 8.799 em até 12 vezes ou R$ 7.919,10 à vista
  • 512 GB: R$ 9.999 em até 12 vezes ou R$ 8.999,10 à vista

Se você quiser comprar nos EUA, fique atento: os modelos americanos do iPhone XR, XS e XS Max não têm suporte ao 4G de 700 MHz (banda 28). Essa frequência oferece sinal com maior alcance, inclusive em ambientes fechados. Os modelos homologados pela Anatel são os mesmos vendidos na Europa, que têm suporte às três bandas do 4G brasileiro (3, 7 e 28).

iPhone XS e iPhone XS Max

iPhone XS e iPhone XS Max

Os preços do Apple Watch Series 4 no Brasil

O Apple Watch Series 4 está disponível em diversos modelos. Você pode escolher entre dois tamanhos de tela, 40 mm ou 44 mm. Quanto ao material da caixa, temos alumínio ou aço inoxidável. E há a opção do relógio com 4G, compatível atualmente apenas com a Claro.

40 mm

  • alumínio, GPS: R$ 3.999 em até 12 vezes ou R$ 3.599,10 à vista
  • alumínio, GPS + Cellular: R$ 4.999 em até 12 vezes ou R$ 4.499,10 à vista
  • aço inoxidável, GPS + Cellular: R$ 6.699 em até 12 vezes ou R$ 6.029,10 à vista

44 mm

  • alumínio, GPS: R$ 4.199 em até 12 vezes ou R$ 3.779,10 à vista
  • alumínio, GPS + Cellular: R$ 5.199 em até 12 vezes ou R$ 4.679,10 à vista
  • aço inoxidável, GPS + Cellular: R$ 6.999 em até 12 vezes ou R$ 6.299,10 à vista

Vale lembrar que, se você comprar o Series 4 nos EUA, não poderá usá-lo no 4G brasileiro: ele não tem suporte às bandas 3, 7 nem 28. Enquanto isso, os modelos GPS + Cellular homologados pela Anatel — os mesmos vendidos na Europa — funcionam nas bandas 3 e 7 (o 4G de 700 MHz fica de fora).

Entre as novidades do Series 4, está o app para realizar eletrocardiogramas. No entanto, ele ainda não foi ativado nos EUA e não tem autorização da Anvisa para funcionar no Brasil.

O que há de novo no iPhone XR, XS e XS Max

O iPhone XS é a evolução do iPhone X. Ele tem o processador A12 Bionic mais rápido; a câmera dupla ganhou sensores novos; e o desfoque no plano de fundo agora pode ser controlado após tirar a foto. O aparelho mantém a tela OLED de 5,8 polegadas com notch para o Face ID.

O iPhone XS Max é o modelo grandalhão da Apple. Sua tela OLED de 6,5 polegadas vem acompanhada pela maior bateria já colocada em um iPhone (3.174 mAh). O processador é o mesmo do XS, assim como a câmera dupla na traseira.

Por fim, o iPhone XR é a opção mais acessível entre os lançamentos. Ele possui tela LCD de 6,1 polegadas com resolução 1792 x 828; a câmera traseira tem apenas um sensor, mas oferece modo retrato; e o corpo está disponível em seis cores. Ele tem o mesmo processador A12 Bionic do iPhone XS e XS Max.

Os três modelos têm suporte a eSIM, chip não-removível que libera mais espaço interno nos aparelhos. As operadoras brasileiras não são compatíveis, mas Vivo, TIM, Claro e Oi prometem adotar essa tecnologia no futuro. Os iPhones mantêm suporte ao nano SIM tradicional.

iPhone XR

iPhone XR – ficha técnica:

  • Bateria: 2.942 mAh
  • Câmera traseira: 12MP grande-angular de f/1,8
  • Câmera frontal: 7 megapixels e abertura f/2,2
  • Conectividade: 2G, 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, Bluetooth 5.0, Lightning, NFC
  • Dimensões: 150,9 x 75,7 x 8,3 mm
  • Cores: preto, branco, azul, coral, amarelo e vermelho
  • Memória interna: 64 GB, 128 GB ou 256 GB
  • Memória RAM: 3 GB
  • Peso: 194 gramas
  • Processador: A12 Bionic de seis núcleos
  • Proteção IP: IP67 contra água e poeira e submersão temporária de 1 metro por até 30 minutos
  • Sistema: iOS 12
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, câmera infravermelho (Face ID), bússola, giroscópio e barômetro
  • Tela: LCD de 6,1 polegadas e resolução 1792 x 828 pixels

iPhone XS – ficha técnica:

  • Bateria: 2.658 mAh
  • Câmera traseira: 12 MP grande-angular de f/1,8 e 12 MP teleobjetiva de f/2,4
  • Câmera frontal: 7 megapixels e abertura f/2,2
  • Conectividade: 2G, 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, Bluetooth 5.0, Lightning, NFC
  • Dimensões: 143,6 x 70,9 x 7,7 mm
  • Cores: prata, cinza espacial e dourado
  • Memória interna: 64 GB, 256 GB ou 512 GB
  • Memória RAM 4 GB
  • Peso: 177 gramas
  • Processador: A12 Bionic de seis núcleos
  • Proteção IP: IP68 contra água e poeira e submersão contínua de 2 metros por até 30 minutos
  • Sistema: iOS 12
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, câmera infravermelho (Face ID), bússola, giroscópio e barômetro
  • Tela: Super AMOLED de 5,8 polegadas e resolução 1125 x 2436 pixels

iPhone XS Max – ficha técnica:

  • Bateria: 3.174 mAh
  • Câmera traseira: 12 MP grande-angular de f/1,8 e 12 MP teleobjetiva de f/2,4
  • Câmera frontal: 7 megapixels e abertura f/2,2
  • Conectividade: 2G, 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, Bluetooth 5.0, Lightning, NFC
  • Dimensões: 157,5 x 77,4 x 7,7 mm
  • Cores: prata, cinza espacial e dourado
  • Memória interna: 64 GB, 256 GB ou 512 GB
  • Memória RAM: 4 GB
  • Peso: 208 gramas
  • Processador: A12 Bionic de seis núcleos
  • Proteção IP: IP68 contra água e poeira e submersão contínua de 2 metros por até 30 minutos
  • Sistema: iOS 12
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, câmera infravermelho (Face ID), bússola, giroscópio e barômetro
  • Tela: Super AMOLED de 6,5 polegadas e resolução 1242 x 2688 pixels

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Pires

não é não...

Vicente Silva Dutra

Para falar e passar mensagens no WhatsAp tá bom demais. Essa grana dá para fazer uma excelente viagem e ainda sobra dinheiro.

Vicente Silva Dutra

Seria tão simples se as pessoas entendessem isso. Com esse raciocínio se percebe o quanto o ifhone ainda é barato no Brasil. 10mil reais é muito pouco para as pessoas ricas deste país.

Yamaha Mt-09

Felicidades a quem for comprar.
Eu já prefiro comprar um S8 ou S9 e com o restante do montante tirar 1 semana de férias em algum lugar legal e tirar fotos.

Vicente Silva Dutra

Não será necessário vender o pulmão ou qualquer outro órgão do corpo. 10 mil reais parece muito para quem ganha pouco. Para quem é rico esse valor é algo insignificante. A Apple comercializa seus produtos para pessoas mais abastadas, tanto aqui no Brasil, como em qualquer outro lugar do mundo, inclusive, nos EUA. Resumindo: é normal uma pessoa rica no Brasil usando um iPhone. Afinal, o nosso pais tem um histórico de segregaçao de classes sociais enorme. Estranho, é uma pessoa pobre se endividar toda para adquirir um aparelho desse só para parecer "da zelite". E por que digo isso. Já há no mercado brasileiro aparelhos tão bons quanto os da Apple e com preços bem mais em conta.

Vader

rsrsrsrs

André Dias

Nosso sistema tributário é o pior do mundo. Nossos seguros são os mais caros do mundo. Nossa infra estrutura de transporte é uma das mais precárias do mundo comparada com o PIB. Nossos impostos de importação são os mais caros do mundo. Nossa carga tributária trabalhista são as mais altas do planeta. Nossa justiça é uma das mais lentas e com interpretações dúbias criando insegurança jurídica.

Ou seja, para uma empresa de fora cobrar aqui o mesmo que cobra em seu pais de origem ela tem que lucrar demasiadamente para compensar. Caso contrário nem vem.

Não são apenas impostos, mas toda uma insegurança jurídica e financeira. Ministro fala merda e $ vai a 4, senador que zela pela indústria é preso por corrupção e para todo um processo, juiz depois manda soltar e recomeça o processo, depois prende de novo. Vem um governador e dá incentivos para produzir em seu estado, ai o outro estado diz que é competição desleal e o presidente manda parar. Ai já gastou 500k para Anatel aprovar. Ai para liberar a venda a bancada no congresso que dindin na mão. Ai começa a eleição e para tudo... Quando começa a andar... xiiii... tem carnaval e o brasileiro quer beber e não comprar celular.... kkkkk...
No final quem está bancando é o consumidor, eu e você.
Isso vale até pro Salgadinho que tem rolos piores na Anvisa. Enquanto isso vem um monte contrabandeado pela metade do preço. Enfim...

Não falo isso somente pela Apple não, falo por todas as empresas, montadoras de automóveis é um exemplo bem pior. E o brasileira "ama carros".

Claro que a Apple abusa, mas contra abuso tem política de mercado, o consumidor exigindo seus direitos. Mas com 6 dúzia de iPhones vendidos aqui ela já paga o seu "custo", então se alguém reclamar, foda-se...

Lairton Gomes

Ela existir oficialmente no brasa é bom pois ela é uma das únicas empresas que oferecem garantia mundial

DeadPull

Todo castigo pro bolso de iUser é pouco.

robsonc

Meu tempo de Apple basicamente acabou. Sem chance. Os preços estão uma loucura e os Androids mid já são excelentes aparelhos (coisa que já anos atrás não eram).
Sempre foi caro, mas dava pra arranjar uma troca num plano, ou comprar um de uma geração anterior, ou no EUA com um amigo. Já não tem mais condições.

Eduardo Braga

Às vezes me odeio por gostar de tirar foto e jogar no celular. Tá tudo caro agora.

Eduardo Braga

Agora a meta é o modelo mais barato ser 10k.

RaphaelDDL

Queria entender, usando o XR 64 de exemplo, qual a mágica que faz 749 USD virar 5199 BRL. Esse custo Brasil tá demais amiguinho... 6.94...
Mesmo se inventarmos de adicionar o tax (arredondado para 10%), 823.9, da 6.31...

Ai o engraçado é ver o programa de trade in:
nos EUA, eles pagam 100 USD no meu iPhone 6+ 64, então pela mesma conversão, tinham que pagar por volta de 700 BRL, mas so pagam por volta de 400..

#putafaltadesacanagem /s

Nao posso ir direto pra um low porque gosto muito de fotografia e as vezes jogo.

Vader

os celulares da Samsung não ultrapassam esse teto. quando ultrapassam, tempos depois há uma queda.

a Apple, mesmo quando fabricava os devices em solo nacional, cobrava um preço que beirava o absurdo por seus produtos. hoje esse limite foi além da insanidade, cobrando 10k em um celular.

percebo que o absurdo está nos pagadores (obviamente cada um gasta o seu dinheiro com a porcaria que lhe apraz). por isso, não há porque retroceder.

concordo que o nosso sistema tributário não é um dos mais avançados. mas isso vai muito além de precificação de aparelhos eletrônicos e bens de consumo. o buraco é mais embaixo.

Exibir mais comentários