Início » Celular » iFixit mostra o que há dentro do novo iPad Pro e do Apple Pencil

iFixit mostra o que há dentro do novo iPad Pro e do Apple Pencil

iPad Pro (2018) passou pelo desmonte do iFixit; tablet da Apple tem bateria "dupla", quatro alto-falantes e 102 ímãs

Felipe Ventura Por

O novo iPad Pro impressionou em testes de benchmark, batendo com folga o MacBook e o Microsoft Surface com Core i7. Mas o que há dentro deste tablet da Apple, além do processador A12X Bionic? Ele passou pelo tradicional desmonte do iFixit, que revelou a bateria “dupla”, os quatro alto-falantes e os 102 ímãs.

Remover a tela do iPad Pro de 11 polegadas não é exatamente fácil. “As bordas extrafinas tornam isso ainda mais angustiante do que o habitual”, escreve o iFixit. O jeito é aplicar calor, inserir a palheta para levantar o display, e torcer que nada quebre.

Então você se depara com um dos destaques do iPad Pro: os alto-falantes. São quatro woofers (para baixas frequências) e quatro tweeters (para altas frequências). Lá ficam parte dos 102 ímãs do iPad Pro; o restante serve para conectar acessórios e o Apple Pencil.

A bateria de 7.812 mAh é composta por duas células conectadas em paralelo, que fornecem energia na mesma velocidade. Ela é ligeiramente menor que no iPad de 10,5 polegadas, e muito menor do que no Microsoft Surface Pro mais recente (45 Wh vs. 29,45 Wh).

Novo iPad Pro tem processador Apple A12X Bionic

A placa lógica fica entre as células da bateria. Ela inclui o processador Apple A12X Bionic, armazenamento flash da Toshiba e módulos de RAM da Micron. O modelo do iFixit tem 64 GB de espaço e 4 GB de memória. A versão de 1 TB, por sua vez, conta com 6 GB de RAM.

A câmera para o Face ID tem um formato ligeiramente modificado em relação ao iPhone X, mas mantém o mesmo hardware básico: projetor de pontos infravermelho, sensor RGB tradicional (para selfies de 7 megapixels) e sensor infravermelho. Enquanto isso, a câmera traseira de 12 MP perdeu a estabilização óptica de imagem.

Há ainda as bobinas de cobre para carregar a bateria do Apple Pencil sem fios, além da porta USB-C totalmente modular — algo que facilita o conserto. Nos iPads anteriores, a porta Lightning fica soldada na placa lógica. Ficou faltando a entrada 3,5 mm para fone de ouvido; é preciso comprar um adaptador de R$ 79.

O iFixit também desmontou o Apple Pencil. Eles precisaram serrar a cobertura de plástico branco — essa caneta stylus não foi pensada para ser aberta. Dentro dela, encontramos a bateria, a bobina para carregamento sem fio, ímãs de alinhamento, controlador de toque da Broadcom, e um chip personalizado da Apple.

O novo iPad Pro recebeu nota 3 de 10 em reparabilidade. A porta USB-C modular pode simplificar os consertos; e não temos mais um botão home físico que pode quebrar com o uso constante. No entanto, há muita cola dentro do tablet para manter sua rigidez estrutural, o que dificulta reparos.

A Apple vai lançar o iPad Pro no Brasil por preços a partir de R$ 6.799.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celso

Isso que pensei. Era só pra achar uma opção mais barata que um Mac Air mesmo! Não tem saída mesmo, haha. Valeu!

@cheesepaulo

Um macbook air resolve tua vida. Tablet ainda que seja um iPad é feito majoritariamente pra consumir e não produzir conteúdo. Ainda mais falando de programação, que o setup pode variar muito dependendo do que linguagem você deseja programar.

Claro tem suas exceções mas te garanto que programar não é uma delas.

Uma coca que mesmo o ipad Pro não roda docker, não roda o atom, não roda o vscode, não tem um terminal descente pra executar os comandos. Não tem um sistema de multitask descente como um sistema de desktop. Enfim, deve dar de alguma maneira, mas no fim das contas não compensa. Você vai perder mais tempo, procurando meios de resolver um problema que não existiria se tivesse feito da maneira usual como todo mundo e usado um mac ou pc linux.

MagicCarpetDriver

é isso q to dizendo q a Apple se perdeu... se ela quer lancar um produto mais top q o top, deveria ser outro produto... colocar 50% a mais de RAM é muita coisa e vai fazer diferenca no uso...

Jedielson Almeida

Tem que saber qual modelo o cara usou na demo, mas com certeza eu aposto que foi o com mais RAM.

MagicCarpetDriver

entao quer dizer q o iPad pro com 4Gb de RAM nao tem condicoes de fazer isso?

Jedielson Almeida

Claro que tem, tu não viu o cara editando um arquivo no Photoshop de dimensões 12.000 por 12.000 com dezenas de camadas?

MagicCarpetDriver

A Apple se perdeu... lancando um aparelho com mais RAM, sendo q nao tem nada que justifique isso... no iPhone 7/8 plus, a justificativa era a camera dupla e no iPad Pro com 2 Gb a mais?

Assunção Jr

Ouvi dizer que o Coda (da Panic) tem esse recurso

Gertrudes, a Lhama

Cara, acredito que mesmo que exista algum app, ainda vai ser algo bem limitado, e que tu vai acabar mais tempo tentando fazer funcionar do que desenvolvendo. Se precisa de algo mais compacto pra desenvolvimento, acredito que as melhores opções seriam algo como o Surface Pro, ou talvez um daqueles tablets com Chrome OS que rodam apps de Linux (mas mesmo assim, deve ser meio limitado)

Jairo ☠️

Caro , mas belo gadget.

Felipe Ventura

Sim, foi corrigido! 🐍

Celso

Aproiveitando o post, algum programador sabe se é possível usar o iPad pra programar? Tem algum App que simula um localhost nele principalmente pra desenvolvimento Web?

Trovalds

Acredito que tem um erro por aí no texto: bobinas de cobra