Início » Internet » Facebook vai reduzir alcance de posts que quase violam suas regras

Facebook vai reduzir alcance de posts que quase violam suas regras

Posts sensacionalistas chegam a menos usuários no Facebook para reduzir engajamento; órgão independente ajudará na moderação

Por
48 semanas atrás

Mark Zuckerberg publicou uma carta no Facebook com mais de 9 mil palavras sobre algumas medidas para melhorar a rede social. Posts com conteúdo sensacionalista — não apenas notícias — chegarão a menos pessoas para reduzir seu engajamento. Os usuários também poderão denunciar um post e recorrer da decisão caso ele continue no ar.

engineering-bootcamp-facebook

Zuckerberg diz que conteúdo sensacionalista e provocador leva à polarização e reduz a qualidade das redes sociais. No entanto, esses são posts que costumam ter engajamento alto. Os usuários dizem que não gostam, mas não param de deixar curtidas, comentários e compartilhamentos.

Esse tipo de conteúdo não viola as regras do Facebook, mas chega perto: por exemplo, mensagens que não se encaixam como discurso de ódio, mas são ofensivas mesmo assim; ou fotos sugestivas com roupas reveladoras, mas sem nudez.

Por isso, o Facebook vai penalizar esse tipo de conteúdo limítrofe “para que ele receba menos distribuição e engajamento”. Isso vale para notícias com clickbait e desinformação, e para posts em geral. A rede social fará a detecção com seus sistemas de inteligência artificial.

Zuckerberg ilustra o nível de engajamento com o gráfico abaixo. O conteúdo se torna mais viral, acumulando reações e comentários, à medida que se aproxima dos limites estabelecidos pelo Facebook. Ultrapassando esse limite, o post é removido. A ideia é inverter a curva, derrubando o engajamento de conteúdo limítrofe.

Então por que o Facebook não torna suas regras mais rígidas? Zuckerberg diz que isso não muda o comportamento das pessoas. A rede social poderia proibir mais tipos de conteúdo, mas os perfis continuariam chegando perto do limite para aumentar o engajamento.

Facebook terá órgão independente para usuários

O Facebook também promete que será mais transparente ao moderar conteúdo. São três pontos:

  • o Facebook deixará mais claro o motivo pelo qual um post foi removido ou, se for mantido, por que ele não viola suas políticas;
  • se o usuário denunciar conteúdo e o Facebook acreditar que ele não viola as regras, será possível recorrer da decisão para que o post seja avaliado novamente;
  • haverá um órgão independente no ano que vem para recorrer de decisões que o Facebook tenha tomado, tanto para apagar como para manter um post.
Mais sobre: ,