Início » Celular » Samsung pode liberar instalação de apps no cartão de memória com Android 9 Pie

Samsung pode liberar instalação de apps no cartão de memória com Android 9 Pie

Samsung traz aplicativos no microSD (armazenamento adotável) em beta do Android Pie; atualização virá ao Galaxy S8, S9, Note 8 e 9

Por
27 semanas atrás

A Samsung está preparando o Android 9 Pie para o Galaxy S8, S9, Note 8 e Note 9. Um usuário do fórum XDA instalou uma versão beta vazada e descobriu que a atualização traz um recurso chamado “armazenamento adotável” (adoptable storage). Isso significa que você poderia instalar apps no cartão microSD — o que não funciona por enquanto.

Ao inserir um cartão de memória no Galaxy Note 9, surge uma tela com a pergunta: como você vai usar este cartão SD? São duas opções: guardar apenas fotos, vídeos e outros arquivos; ou também instalar apps nele, expandindo o armazenamento do seu celular.

A linha Samsung Galaxy vinha oferecendo apenas uma dessas opções: o cartão de memória serve apenas para guardar arquivos pessoais, não apps. Parece, no entanto, que isso vai mudar com o Android Pie.

O usuário spenceboy98 diz que, por enquanto, a novidade ainda não funciona direito. Ao escolher o armazenamento adotável, o sistema formata o cartão microSD, mas o processo trava pouco depois dos 40%. Como se trata de um beta, isso pode ser corrigido nos próximos meses — ou pode apenas ser removido.

Armazenamento portátil vs. adotável

Desde o Android 6.0 Marshmallow, lançado em 2015, existem dois modos para o cartão de memória. O armazenamento portátil é o padrão: ele usa o microSD para salvar arquivos como fotos, músicas, vídeos e documentos. Você pode, então, retirá-lo do celular para colocar em outros dispositivos, como um notebook ou outro smartphone.

Por sua vez, o armazenamento adotável permite salvar apps no microSD por tratá-lo como uma extensão do seu celular, formatando-o em EXT4 ou F2FS e criptografando seu conteúdo. Também por causa disso, você não pode usá-lo em outros dispositivos: os arquivos não serão legíveis por seu PC ou outro smartphone, por exemplo.

No caso do armazenamento adotável, o Android roda um benchmark no cartão de memória e compara sua velocidade com o armazenamento interno. Se ele for muito mais lento, o sistema avisa que salvar apps no microSD pode prejudicar a experiência. A fabricante, se quiser, pode impedir que um microSD lento seja usado nesse modo.

Samsung vs. armazenamento adotável

Em 2016, a Samsung explicou ao Ars Technica que não daria qualquer suporte ao armazenamento adotável porque seus usuários esperam transferir arquivos entre um dispositivo e outro; e porque isso pode causar perda de arquivos devido à formatação.

A Samsung decidiu não usar o modelo de “armazenamento adotável” do Android Marshmallow. Acreditamos que nossos usuários desejam que um cartão microSD transfira arquivos entre seu celular e outros dispositivos (laptop, tablet etc.), especialmente as fotos e vídeos que eles gravam com a câmera.

Com o armazenamento adotável, em primeiro lugar, o cartão pode ser apagado na primeira vez em que é inserido no dispositivo. Esse comportamento pode ser inesperado para muitos usuários e não queremos que eles percam seus arquivos.

Segundo, uma vez que o Marshmallow começa a usar um cartão para armazenamento adotável, ele não pode ser lido por outros dispositivos, portanto, ele perde a capacidade de ser usado para a transferência de arquivos. O armazenamento adotável também é voltado principalmente para mercados emergentes, onde dispositivos com apenas 4 a 8 GB são comuns.

Este recurso está presente de forma opcional em celulares da Asus e Motorola, permitindo instalar apps no cartão microSD. Será que a Samsung vai fazer o mesmo no Android Pie?

Com informações: XDA Developers.