Início » Brasil » Brasil ganhará centro de defesa contra ataques cibernéticos

Brasil ganhará centro de defesa contra ataques cibernéticos

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial investirá R$ 10 milhões no projeto

Victor Hugo Silva Por

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) anunciou nesta quarta-feira (21) um plano que deve dar mais segurança aos dados privados de pessoas e empresas no país. Trata-se de um centro de defesa contra ataques cibernéticos.

Para tirar o projeto do papel, a ABDI realizará um investimento de R$ 10 milhões. Ligada ao governo federal, a agência deseja oferecer uma manutenção permanente no centro com o apoio de órgãos como a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

ABDI investirá R$ 10 milhões em centro contra ataques cibernéticos

“O Brasil possui um grande déficit de segurança cibernética e muitas empresas já passaram por problemas devido a essa falta de investimento no setor”, afirma a ABDI, em comunicado. Ainda não há previsões sobre quando o local ficaria pronto, nem onde ele seria instalado.

O local será definido em conjunto com o Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) do Exército Brasileiro. Os militares também ajudarão a encontrar um lugar que viabilize a operação e orientarão a agência durante o processo.

O anúncio sobre a criação de um centro contra ataques cibernéticos foi feito dias após uma visita de membros da ABDI a Israel. Um dos objetivos da viagem foi buscar conhecimento e tecnologias de segurança virtual.

Para os membros da agência, o país é bastante desenvolvido nas áreas de “defesa, segurança, tecnologia e desenvolvimento por estar envolvido em diversos conflitos sociopolíticos”.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

José Carvalho

Já se sabe que vão ser duas capivaras e três antas sob comando de uma onça com uma pata quebrada, unhas cortadas e dentes serrados em alguma sala, atualmente abandonada, da sede do Comando Militar do Leste.

Jeffrey Sinclair | ᴳᶤᶻᴾʳᵉᵐᶤᵘᵐ

Olha sei que 10 Milhões parece bastante, mas por se tratar defesa cibernética, me parece que é apenas um grão de areia na praia.

Juan de Souza

Minha empresa já está prontinha para o LGPD há tempos... Todo cuidado é pouco, principalmente, tratando-se de dados pessoais, cadastrais, profissionais, adicionais, etc... :_)