Início » Negócios » Uber vai trazer bicicleta elétrica Jump ao Brasil em 2019

Uber vai trazer bicicleta elétrica Jump ao Brasil em 2019

A capital paulista está na lista das primeiras cidades que receberão as bikes elétricas da Jump

André Fogaça Por

O serviço de bicicletas elétricas compartilhadas do Uber, chamado de Jump, deve chegar ao Brasil a partir do ano que vem. Espalhado por várias cidades dos Estados Unidos, o Jump tem como São Paulo uma das primeiras cidades brasileiras para a nova expansão.

O Jump foi comprado recentemente pelo Uber, funciona como um serviço de bicicletas compartilhadas e que são elétricas – semelhante ao que a Yellow já faz por aqui, com adição de um motor elétrico. Diferente dos patinetes, que não exigem esforço para continuar andando, o motor das bikes apenas auxilia na pedalada.

Em outras palavras, a parte elétrica ajuda em uma subida e coloca força no pedal, para que o usuário continue pedalando com quase que a mesma força que fazia na parte plana do percurso. Depois que a empresa foi comprada pelo Uber, usuários de 11 cidades americanas podem encontrar onde as bicicletas estão dentro do próprio aplicativo do Uber, em área separada de onde ficam as opções para viagens de carro.

No Brasil a previsão é de chegada a partir de 2019. A promessa é de Ryan Rzepecki, fundador da empresa e que afirmou ao UOL que “a América Latina é nossa prioridade máxima agora. São Paulo deve ser uma das primeiras cidades que vamos desembarcar”.

Ainda não há uma data fixa dentro do ano que vem para o início das operações, mas certamente teremos a atuação da empresa dentro de alguma área fechada, como acontece hoje com as bicicletas da Yellow e os patinetes elétricos das empresas que já estão na capital paulista – todas ficam na região do bairro de Pinheiros.

Experiência que já tive

Eu já utilizei a bicicleta da Jump em uma viagem para São Francisco, na Califórnia e o que mais me agradou foi a possibilidade de usar qualquer uma que está na rua. Elas ficam soltas pelas calçadas ou vagas específicas e um código numérico é criado no aplicativo, onde você configura cartão de crédito para o pagamento.

É possível utilizar tanto o app para encontrar as bicicletas, ou apenas colocar o código se encontrar uma ao acaso. Só o PIN pessoal é necessário para sair pedalando – não precisa pegar o celular sempre que encontrar uma.

A bicicleta é muito mais pesada do que uma bike comum e ao finalizar a corrida, há uma espécie de trava que está na lateral do pneu traseiro, que é utilizada para fixar a o veículo em um poste, por exemplo. Mesmo lá há uma área específica de atuação e deixar fora dela gera custos extras.

Com informações: UOL.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

A coisa

Aqui fala um pouco melhor:
https://exame.abril.com.br/...

Mas enfim, não vou discutir política, até porque a galera está muito lunática com essas coisas.

Allef

Faixas exclusivas de ônibus, que evitam que o ônibus fique parado em focos de trânsito, corredores de ônibus e a lei obrigando a aquisição de veículos com ar condicionado, por exemplo.
De certo modo, a atual gestão, ao trocar o pavimento de vias para carros também esburacadas (por toda a cidade), também trocou o pavimento de ciclovias e as sinalizaram novamente.

Wellington Gabriel de Borba

O excelentíssimo senhor prefeito Iris Rezende e todo seu intindimentu de puliticá

Jedielson Almeida

Ta aí o espaço para as empresas brasileiras preencherem

Mickão

Apenas um detalhe: 10 bairros de classe média alta/alta, 0 bairros de população de baixa renda que teria uma alternativa bacana pra se locomover sem ser carro particular.

Eduardo Braga

🤔

Renan Alves

A dilma

Renan Alves

essa ciclofaixa foram um lixo, os caras sairão pintando a rua como loucos, não pensaram nem um pouco antes de criar, existe vários locais que hoje a tinta até saiu

Baio-kun

Só por curiosidade, frota nova é um mérito do governo? Até onde sei as empresas de transporte são privadas, então o governo não teria nada a ver com a qualidade do serviço.

Vegeta humilde

Frota nova de ônibus, a maioria com ar condicionado e wifi. Meu bairro inclusive foi mto beneficiado com isso.

Vegeta humilde

Considerando q vieram com papinho de mobilidade para todos e tal e depois limitaram a área de atuação (pra basicamente bairro de rico)não acho nada legal.

A coisa

Melhor prefeito eu não sei, mas fez coisas interessantes para mobilidade urbana, inclusive com reconhecimento maior no exterior que aqui mesmo.

Não me importo com questões partidárias.

Thiago Mocci

Se a Uber começar "ampliando as áreas de atuação" da Yellow, já começa vencendo a guerra mesmo chegando depois. Aliás, eles tendo um serviço de carros anexo, podem usar os veículos com suporte pra bike pra "realocar" as bikes em local com maior demanda. Vamos supor que você vá de Itaquera pra Itaim Bibi, e vai passar por um local na Vila Formosa onde tem uma bike sem uso e passará também próximo a Paulista, em um local com demanda... A Uber pode simplesmente perguntar ao usuário se ele se importa em aumentar X minutos sua corrida pra realocar essa bike em troca de 5%OFF na próxima corrida, ou R$ 2 de desconto, que seja.

Kaíque Mello Ribeiro

A yellow tá legal sim, mano.

Diego F. Duarte

Eu ia perguntar "So falta trazerem somente pra SP e restrito aos mesmos 10 bairros dos outros milhoes de servicos q ja tem la"

E sim, vao fazer exatamente isso!

Exibir mais comentários