Início » Mobile » Japão vai desativar serviço de pager em 2019

Japão vai desativar serviço de pager em 2019

O serviço, que parecia nem existir mais, ainda opera e tem mais de 1,5 mil assinantes por lá

Por
05/12/2018 às 08h39

O Japão desativará seu o último serviço de pager que ainda funciona no país. Operado pela Tokyo Telemessage e com cobertura bastante limitada, usuários que ainda recebem mensagens nos pequenos aparelhos ficarão órfãos a partir do ano que vem.

Pager é o tipo de tecnologia que certamente muitos de vocês nunca viram na vida. Ele é um aparelho que foi muito popular nos anos 80 e 90, que recebe dados por conexão de rádio e informa o usuário com ajuda de uma tela monocromática. Nela podem aparecer os números de um telefone, ou até mesmo uma mensagem de texto.

Alguns, mais modernos, permitiam até a resposta da mensagem recebida e que vinha de uma central que enviava o conteúdo. Sim, quem envia a mensagem é uma operadora e não o usuário. Você precisa ligar para a empresa, informar o texto e ela faz o envio. O declínio da tecnologia aconteceu com a ascensão do SMS nos celulares e a comunicação via internet, já que não era mais necessário pagar para uma central enviar a mensagem para o outro lado.

No Japão, de acordo com a Tokyo Telemessage, ainda existem 1,5 mil aparelhos funcionando e que recebem os sinais da central. A empresa é a última que ainda faz este tipo de serviço e a cobertura para que o pager receba a mensagem é limitada na região metropolitana da cidade de Tóquio e locais próximos da capital japonesa.

O curioso é que a Tokyo Telemessage deixou de fabricar os aparelhos em 1998 e os últimos ainda estão funcionando perfeitamente. Isso deixará de acontecer a partir de setembro de 2019, quando o serviço deixará de ser prestado.

Em seus momentos de glória, o pico de usuários foi registrado em 1996 com mais de 10 milhões de assinantes no país.

Com informações: Engadget.

Mais sobre: ,