Início » Negócios » Uber já se prepara para estrear na bolsa de valores

Uber já se prepara para estrear na bolsa de valores

Sem fazer alarde, Uber entregou documentação necessária para a sua estreia na bolsa (IPO); valor da companhia poderá chegar a US$ 120 bilhões

Por
41 semanas atrás

Na última sexta-feira (7), o Uber apresentou à SEC — a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos — a documentação necessária para fazer a sua estreia na bolsa de valores. Todo o processo foi conduzido com confidencialidade. Ou quase: a operação foi descoberta porque fontes próximas à companhia relataram a entrega dos documentos ao Wall Street Journal.

Uber

A intenção do Uber é fazer a sua IPO em 2019. Sigla em inglês para oferta inicial de ações, esse procedimento indica que uma empresa está realizando a venda pública de seus papeis pela primeira vez.

De acordo com analistas de bancos como Goldman Sachs e Morgan Stanley, o valor de mercado da companhia poderá chegar a US$ 120 bilhões nessa estreia. Se as previsões se confirmarem, a valorização vai ser expressiva: no estudo mais recente, realizado em agosto, o Uber estava avaliado em US$ 72 bilhões.

O plano inicial era o de fazer a IPO no segundo semestre de 2019. Mas, agora, a previsão é a de que a estreia do Uber na bolsa aconteça já no primeiro trimestre do mesmo ano. Aparentemente, a mudança de prazo foi recomendada por bancos e motivada pelo movimento de um rival: o Lyft entregou documentos à SEC para estreia na bolsa apenas um dia antes de o Uber fazer o mesmo.

Não havendo contratempos, a IPO do Lyft deverá acontecer entre março e abril de 2019. Se o Uber conseguir fazer a sua estreia antes desse período, terá, presumivelmente, mais chances de atrair os investidores que estão dispostos a adquirir grandes volumes de ações.

Apesar disso, Dara Khosrowshahi, CEO do Uber, declarou recentemente não estar preocupado com a possibilidade de o Lyft fazer a sua IPO primeiro. Para o executivo, há investidores em potencial para todo o segmento.

Foto por Phocuswright/Flickr

Dara Khosrowshahi

Atualmente, o valor de mercado do Lyft é estimado em US$ 15 bilhões. Esse detalhe sugere que a IPO do concorrente não deverá mesmo ser uma grande preocupação para Khosrowshahi. Na verdade, os possíveis complicadores residem dentro do próprio Uber. Um deles é a dificuldade para dar lucro.

Para você ter ideia, o relatório financeiro referente ao terceiro trimestre de 2018 mostra que o Uber teve prejuízo de US$ 1,07 bilhão no período. Ainda que as perdas venham diminuindo progressivamente, custos com marketing, pesquisa e desenvolvimento, funcionários e afins continuam contribuindo para a companhia fechar no vermelho.

Por outro lado, o crescimento acelerado do Uber em diversos mercados deve servir de contrapeso e, assim, fazer as ações da companhia se tornarem bastante atraentes. Se a IPO chegar mesmo à casa dos US$ 120 bilhões, o Uber figurará entre as maiores estreias na bolsa de todos os tempos.

Com informações: TechCrunch.

Tecnocast 095 – O Uber está piorando o trânsito das cidades?

Existe a impressão de que o Uber está diminuindo a quantidade de carros em circulação nas grandes cidades. A lógica é simples: manter um carro pode ser muito mais caro do que usar apenas apps, dependendo do trajeto que você faz no dia a dia.

Mas, de acordo com uma pesquisa recente, não é bem assim. Uber e afins geram mais trânsito do que um carro pessoal, por exemplo. Nesse episódio, discutimos os detalhes dessa pesquisa, além de alternativas para contornar o problema. Dá o play e vem com a gente!

Mais sobre: ,