Início » Brasil » CNH com chip e QR Code é adiada para o fim de 2022

CNH com chip e QR Code é adiada para o fim de 2022

Nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com chip e formato de cartão plástico deveria começar a valer no início de 2019

Emerson Alecrim Por

Era para começarmos 2019 com uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) equipada com chip e formato de cartão plástico. Não vamos mais: a exemplo de vários outros projetos conduzidos pelo governo brasileiro, o novo modelo de CNH teve seu prazo de implementação adiado. Agora, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) fala em disponibilizar a novidade até 31 de dezembro de 2022.

Nova CNH

Modelo da nova CNH

A CNH com chip foi anunciada em dezembro de 2017. A proposta do novo modelo é combater fraudes e trazer algumas comodidades para o motorista, como possibilidade de pagar pedágio ou transporte público usando o documento e validação biométrica em diversas instituições — as impressões digitais ficarão armazenadas no chip.

O processo de mudança da atual CNH em papel para a versão em cartão deveria ter começado no início de 2018 nos Detrans de cada estado e no Distrito Federal. A ideia era fazer uma migração gradativa: a versão em cartão seria disponibilizada apenas na renovação e nas emissões da primeira ou segunda via do documento.

Os motivos para o adiamento não ficaram totalmente claros. O Ministério das Cidades informou apenas que o Contran precisa de um prazo maior para aquedar as versões digitais da CNH e do CRLV ao novo documento.

Pelo menos a proposta original não mudou: a nova CNH deverá trazer foto e dados do condutor na parte frontal do cartão, um QR Code na traseira similar ao que existe nas CNHs atuais e, claro, armazenar dados relevantes do motorista no chip.

Placa padrão Mercosul também foi adiada

Placa padrão Mercosul - Rio de Janeiro

As novas placas veiculares no padrão Mercosul também passaram por adiamentos. A data limite para que o Brasil todo passasse a fazer emplacamentos no novo padrão era 1º de dezembro de 2018, mas o prazo foi mudado por diversas razões, entre elas, a decisão de extinguir os brasões de cidades e estados nas placas.

Esses símbolos não estavam incluídos no padrão estabelecido para o Mercosul e, portanto, poderiam gerar custos adicionais ao cidadão. Depois de uma suspensão judicial, a adoção foi retomada. Se não houver mais adiamentos, todo o país estará emitindo a nova placa até 31 de dezembro de 2018.

Com informações: Quatro Rodas.

Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

John Smith
Mas aí tá um pouco avançado demais pro nosso desgoverno, não? haha
Claudio Tavares
Existem outros meios seguros de fazer isso, sem precisar ser presencial, colhendo os metadados dos arquivos enviados. Taí os bancos digitais, onde você pode abrir contas enviando uma imagem sua com o documento na mão, um vídeo falando seu próprio nome.
Claudio Tavares
Em julho deste ano, procurei por essa informação, mas não encontrei. Resolvi perguntar numa postagem sobre a CNH , na página do Serpro, e eles responderam que sim, precisa ir lá, sempre que trocar de dispositivo: https://uploads.disquscdn.c...
Caleb Enyawbruce
nao entendi tbm
John Smith
Esse o governo não libera...
nice guy
O lendário CÚ**Cadastro Único
John Smith
Penso que é uma burocracia necessária (não acredito que estou defendendo isso). Imagina se você perde seus documentos e alguém consegue realizar um cadastro em seu nome no site do governo e passar a ter um documento seu sempre atualizado.A ideia deles é provar que você é você, seja pessoalmente, seja digitalmente com um certificado digital.
John Smith
Nesse país só imposto entra em funcionamento na data prevista.
Highlander
Eu tenho o mesmo RioCard há mais de 10 anos!
betacaroteno
5 anos.
Jairo ☠️
Deveriam é implementar documento único que englobe RG , CPF , CNH , PIS , etc, etc
Trovalds
Na prática não. A exemplo da CNH: tudo que é taxa que paga vai ser pro DETRAN. A única coisa que seria comum seria os dados de identidade seus. O resto eles não perdem nada.Não vai se dispensar o órgão e a burocracia dele pra criar (ou renovar) um documento, apenas vai se tirar uma obrigação que seria a de identificar o cidadão.
Drax
Sim, é terrível. o e-saj ainda se baseia em java para funcionar. O eproc é o melhor sistema que já usei, o mais rápido, estável e simples de usar, e ainda é grátis.
junio_tk2
O Detran df dispensa você de ir se cadastrar... Basta você entrar no site e acertarnalgunas perguntas feitas sobre sua vida . Prático.
Paçaro
Lá por 2011 eu trabalhei como desenvolvedor no TJPR. Na época quem cuidava de tudo relacionado a processos era o Judwin, feito por uma empresa que devia cobrar seus milhões. Isso desde meados da década de 80.Quando entrei lá, tinha um projeto de desenvolver um outro sistema mais moderno pra substituir o Judwin. Isso se arrastava há uns 4 anos, até onde sei.Ano passado fui processar uma empresa e perguntei pro carinha que tava me atendendo se o Judwin ainda tava em pé. Não pra minha surpresa, ainda era usado kkkkkk
Drax
Deve ter. Tenho um exemplo um pouco diferente. Sou advogado e utilizo sistemas eletrônicos para peticionamento e andamento dos processos. Cada tribunal tem seu sistema separado. O Tribunal de Santa Catarina tem o e-saj, o qual é particular e custa seus milhoes ao ano para uso e desenvolvimento. A justiça federal de SC usa o eproc, desenvolvido pelos próprios servidores e, portanto, é gratuito, a justiça do trabalho tem outro e etc.Aí, depois de muita insistência da OAB, o TJSC irá implantar o sistema eproc, que além de gratuito é muito melhor que o e-saj. Segundo o tribunal, isso irá resultar em uma economia anual de 10 milhões. (https://portal.tjsc.jus.br/....A mesma lógica deve ser aplicada aos documentos e outros sistemas. Cada um deve possuir uma empresa responsável por trás que arrecada seus milhões anualmente.
X-Tudãoᴳᴼᵀ
Pelo menos tiraram a identificação da cidade e estado da placa, que não serve para nada hoje em dia.
Zanac_Compile
exatamente isso
Zanac_Compile
exatamente
Benício Pereira
Mais uma que envolve motivação política. O novo governo está colocando isso apenas para procurar a rebimboca da parafuseta.
Roberto
o brasil sempre a frente do seu tempo.Em 2022 e vamos ter que mostrar identidade física?melhor fazer igual CPF... e dado uma cópia impressa, poder validar num sistema a validade do documento, como já fazem com a CNH digital...
Mateus Silva
Ativei a minha assim que chegou aqui no Paraná. Não precisa ir no Detran toda vez que for trocar de celular, só precisa ir uma vez para ativar e depois você desativa ou ativa novos aparelhos pelo site do Denatran. O procedimento no Detran também é bem rápido, cheguei assim que abriu (as 08h da manhã), a atendente só perguntou qual era meu endereço, email, celular e pronto, saí de lá e consegui ativar, foi em menos de 5 minutos.O CRLV digital já começou a ser implantado, até agora está disponível em 4 estados: DF, CE, GO e RO, mas como ainda não chegou aqui no PR, não sei como funciona.
Claudio Tavares
Não tem grana envolvida também? Tipo, departamentos e órgãos que irão perder receita, quando (ou se) essa unificação for implantada?
Claudio Tavares
Mas é um fracasso, pelo fato de exigir presença no órgão para validar. Daí, se você trocar de aparelho, quebrar ou tiver o smartphone roubado, vai precisar ir lá sempre que mudar de dispositivo. A menos que tenha uma certificação digital, que é paga. Soube que há intenção de adicionar também o CRLV. Quando isso acontecer, talvez eu me interesse e vá no Detran fazer a minha. Por enquanto, vou tentar não esquecer a minha CNH em casa.
Claudio Tavares
Minha bronca com cartões plásticos, é a durabilidade. Mas como a validade da CNH é de 4 anos, talvez dure esse tempo na carteira.
Raul Nascimento
Me impressiona a CNH digital ter sido implementada.
Ronaldo L Cavichiolli
Acrescenta a tudo isto a incompetência do ministro e auxiliares, alem de outros pontos obscuros. Ha muita coisa envolvida, fabricante do papel, empresas de certificação e outros...os interesses são particulares e não da população, assim continuamos a carregar um monte de documentos desnecessários..
jokerpo
Governo brasileiro in a nutshell https://uploads.disquscdn.c...
Trovalds
O que não me entra na cabeça é que a CNH vai ficar à parte daquele documento único de identificação que inclui o CPF, título de eleitor, PIS, etc.Quer dizer: entrar entra porque já trabalhei no serviço público na área de desenvolvimento e o que mais tinha era guerra de ego por conta de sistemas. A identificação dos funcionários era a mesma mas os sistemas eram diferentes e não "conversavam" entre si. Daí pra cada sistema tinha que ter um cadastro de funcionário diferente.E antes que falem que é difícil integrar: não, não é. Uma base de dados de identificação não tem nada de absurdo. Daí pra cada órgão você apenas agregaria a identificação correspondente. Um exemplo: carteira de identidade. Lá já tem foto e impressões digitais. Daí você agrega o PIS nela (Carteira de Trabalho). CNH? O cidadão fez todos os testes, agrega que ele é habilitado. Título de Eleitor, CPF e por aí vai. Até mesmo Identidade Profissional de profissional liberal como médico daria pra ser incorporado.Mas como eu disse: guerra de ego. Todo mundo quer cuidar do seu quinhão. Juntar tudo? Jamais!