Início » Jogos » Discord terá loja que repassará 90% do valor do jogo para desenvolvedores

Discord terá loja que repassará 90% do valor do jogo para desenvolvedores

O rateio entre desenvolvedores e Discord é mais vantajoso do que qualquer outra loja que comercializa jogos de forma online

Por
40 semanas atrás

O Discord anunciou na semana passada que sua loja online de jogos repassará aos desenvolvedores 90% do valor do game. A quantia é maior do que o Steam, seu principal concorrente, que entrega de 70% até 80% do valor pago – dependendo da quantidade de valor gerado pelo título na venda do jogo e qualquer item comprado dentro dele.

discord / divulgação

A empresa, que ficou famosa com o aplicativo de chats e que fez a Valve evoluir seu próprio sistema de conversa, está na frente até mesmo da Epic Games, que anunciou que sua loja fará o rateio em 88% do valor para o desenvolvedor e 12% para Epic.

A mudança no valor pode ser uma resposta para a debandada de empresas que estão dando mais atenção para sua própria loja, deixando o Steam mais vazio – como é o caso da Ubisoft, Blizzard e EA. Este mesmo pensamento fez a Epic abrir mão da Play Store na hora de distribuir o Fortnite no Android.

“Por que custa 30% para distribuir jogos? Esta é a única razão pela qual os desenvolvedores estão construindo suas próprias lojas e apps para distribuir os games? Acontece que não custa 30% para distribuir os títulos”, comenta o Discord em nota.

No mês passado a Valve mudou o sistema de pagamento aos desenvolvedores que vendem por meio do Steam, deixando de cobrar 30%. A regra começou a valer neste mês e repassa 70% da transação para todos os criadores, aumentando para 75% quando o título alcança um valor total de vendas que fique entre US$ 10 milhões e US$ 50 milhões. Passando dos US$ 50 milhões, a Valve começa a enviar 80% para o desenvolvedor.

As novas estratégias da Epic e do Discord são mais vantajosas para os desenvolvedores que criam os jogos, mas o Steam ainda conta com o maior número de usuários que compram os títulos e fazem microtransações dentro deles.

Com informações: TechCrunch.

Mais sobre: , ,