Início » Jogos » Nova geração do Xbox tem codinomes Anaconda e Lockhart

Nova geração do Xbox tem codinomes Anaconda e Lockhart

Os novos consoles da Microsoft serão os sucessores do Xbox One X e Xbox One S, respectivamente

Victor Hugo Silva Por

As próximas edições do Xbox devem ser lançadas pela Microsoft em 2020 e ainda não tem seus nomes oficiais divulgados. Internamente, porém, a empresa batizou os novos aparelhos com dois codinomes: Anaconda e Lockhart.

Eles fazem parte da família Scarlett, nome que já havia sido revelado anteriormente e serve para tratar da nova geração de consoles como um todo. Segundo o Windows Central, os novos aparelhos atuarão de forma bem parecida com os dois atuais.

Microsoft / Xbox One X / PS4 ou Xbox One

O codinome Anaconda se refere ao principal console da linha. Ele também é conhecido como Scarlett Pro e será um sucessor do Xbox One X. O console deverá ter processador e chip gráfico da AMD, além de armazenamento SSD.

O Lockhart, por sua vez, equivale à próxima geração do Xbox One S. O aparelho também é chamado de Scarlett Arcade e deverá ter um preço mais acessível. As novas edições do console deverão ser lançadas apenas em 2020.

Antes deles, a Microsoft pretende lançar em 2019 uma versão do Xbox One S sem o leitor de discos. O aparelho é conhecido dentro da empresa como Maverick e seria US$ 100 mais barato que a versão com o leitor.

A informação já havia sido divulgada pelo Thurrott e, agora, o Windows Central afirma que o modelo poderá ser anunciado já em janeiro. Se o planejamento não for alterado, o console será entregue a partir do segundo trimestre de 2019.

A Microsoft ainda trabalha em outros projetos ligados à nova geração do Xbox. Um deles é o GameCore, uma plataforma voltada para ajudar desenvolvedores a criarem jogos que funcionem tanto no console, quanto no Windows 10.

Há também um serviço conhecido internamente como Roma, que configuraria serviços como Xbox Game Pass e Xbox Live antes do console chegar à sua casa. A opção não é algo de outro mundo, mas certamente ajudaria a poupar o tempo de muitos jogadores.

Com informações: The Verge, Thurrott.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Valdinei Ferreira
Tive esse mesmo pensamento quando vi o nome. kkkkkk
João
Exato. Inclusive, os jogos digitais ainda são 60 dólares (mesmo preço dos físicos) por conta dos lojistas, já que se fossem o preço real (não tem logística, armazenamento e são infinitos) ninguém compraria em lojas físicas.
João
Se tiver crossplay com steam vou fazer todos os meus amigos consolistas comprar xbox pra jogar com eles online. Uma amiga minha já quer migrar de PS pra Xbox se isso vier. Um coopzinho entre plataformas seria maravilhoso.
RODRIGO CALIXTO MUNIZ
Isso mesmo, se o PS5 tiver retrocompatibilidade é compra certa pois também tenho uma porrada de games na plus, mas se não tiver...
tuneman
Se houver retrompatibilidade irei de Sony. Tenho uma porrada de jogos na Plus.
Jughead Jones
Também acho que devia ser assim, mas na prática, conteúdos e hardware para 4K ainda não são populares, então, se você quer, pague mais CARO!
DeadPoll
Xbox Anaconda, pra arrombar a sua poupança 😂😂😂
Gabriel B.R.
Perfeito. Mas ao meu ver um dos maiores entraves para o crescimento do mercado digital é justamente o varejo e seus acordos. Não parecia haver muito incentivo por parte da MS para impulsionar o digital, algo que parece estar mudando com promoções mais frequentes em sua loja e finalmente esse console sem leitor.
JK
Quando eu disse que rende um bom faturamento foi justamente que ainda tem mta gente comprando em loja amigo, por isso não acabou.
Gabriel B.R.
Não vai morrer enquanto houver demanda, principalmente em países subdesenvolvidos, mas em termos de custo o digital sempre vai levar vantagem. Eu considero positivo ter essa opção de console, veremos como serão as vendas.
Gabriel B.R.
Hoje com a mídia física você já tem que instalar quase o jogo inteiro e 1 tb é suficiente se vc não fizer questão de jogar um jogo diferente por dia.
Marcos Soares Santos
peguei ps4 também agora esse mês. vou zerar tudo de mais importante e aguardar o movimento da microsoft e da sony. quem for mais atraente leva meu dinheiro.
Rodrigo Calixto
Nessa geração, tive a certeza de comprar o ps4, agora para próxima vai ser difícil qual comprar.
Marcos Soares Santos
na minha concepção, pra essas 3 marcas abandonarem a mídia física, eles tem que pensar numa solução para os mercados emergentes. nem todo mundo vai ter uma internet de 300mpbs, tipo na Índia e Brasil.Considerando que a média de tamanho dos jogos hoje em dia beira os 60~70gb, nao acho complicado criar um cartão de memória proprietário especifico para isso (e nisso a Sony poderia sair na frente, já que eles têm aquele "micro sd" proprietário para as cybershot, quem lembra?). se alguém puder me dizer se é mais caro prensar disco ou criar chips, eu agradeço.
Alisson Santos
Eu achei que a Microsoft lançaria apenas o substituto do Xbox One X e o atual Xbox One X se transformaria no console de entrada e o Xbox One S seria descontinuado. Pelo isto me enganei.
Filipe Alberto
Depois do Xbox "game pass" passo a acreditar que as mídias físicas vão tender a acabar. Depois da revolução da netflix, acredito que o mercado de Games vá passar pela mesma situação de restruturação
Cameron Poe
Uma boa, um desses e um hd externo de 4tb, precisa de mais nada kkk
Cameron Poe
Emprestado talvez nem tanto, mas vendendo sim (ainda mais se a nova gen da sony for retro compatível também). Mídia física pra mim não tem de morrer, só tem de mudar o formato (assim como eles devem vir com memória flash QLC ou mais baratas, pra evitar os gargalos dos hds convencionais, deveriam investir tbm em memória flash nos jogos - tanto por ser menor/mais prático e rápido, quanto pra combinar o desempenho com os flash de armazenamento)
Mário Grossi
curto meu super nes. hehe
Gabriel B.R.
Mas o consumidor não tá preocupado com o faturamento dos lojistas... Quantas pessoas realmente ficam pegando jogo emprestado, vendendo antigos?
Cameron Poe
Infelizmente sim, mas próxima gen poderia ser bem um tipo de flash proprietário iguais os cartões do switch (claro, estamos falando de mais custos que mídia em blu-ray), mas também seria mais confiável (menos risco de ranhuras ou perda de mídia, fora pra encaixar já com o armazenamento em flash com esse novo pro vindo)
Gabriel B.R.
Uma informação importante que ficou de fora é que seria possível "converter" seus jogos físicos para digital através de varejistas credenciados. No entanto isso deve ter um custo relevante... mas no geral, com tamanho e custo menores, acho que o Maverick uma opção bem interessante.
Cameron Poe
Exatamente, eles tem de parar tudo e focar especialmente em extrair todo esse potencial em exclusivos, se não melhor vender elas pra quem faça jus
JK
Vamos esperar algo na E3 2020 referente aos 7 estudios comprados esse ano. Se n vier nada pode enterrar.
Cameron Poe
Só não pode ser o mesmo "lockhart" enganador do harry potter hehe (piadinhas a parte, vamos ver como essa nova versão "s" sairá, pois pra fazer sentido tem de ser melhor que o x, e esse pro melhor que a base, obviamente)
JK
Mercado de disco ainda rende um bom faturamento, não é igual ao mercado de filmes que está concentrado no digital.
Lucas Santos
Até que demoraram pra cogitar a remoção do leitor de disco de um console de mesa.