Início » Celular » IA do Google remove milhões de comentários e avaliações falsas da Play Store

IA do Google remove milhões de comentários e avaliações falsas da Play Store

Foco é de policiamento automático, mas o Google pede que usuários também sinalizem manualmente

André Fogaça Por

O Google anunciou nesta semana que utilizará inteligência artificial para filtrar os comentários e as avaliações que são publicadas na Play Store. O objetivo é de remover as avaliações que são falsas e até tentar coibir comentários que são feitos com base em pagamento ou algum incentivo de quem desenvolve.

O gigante das buscas dividiu a lista de problemas que encontra na Play Store em três categorias. A primeira engloba todo comentário que contém palavras de ódio ou que não as palavras não condizem com o app/jogo. A segunda é a de avaliações falsas, que levanta as avaliações que são fomentadas para levantar a moral do produto, ou um ataque de uma estrela que tem como objetivo derrubar a avaliação geral.

A última é a avaliação incentivada, que são feitas por pessoas de verdade, só que com incentivo de quem desenvolve ou um terceiro – geralmente este tipo de comentário é pago em dinheiro ou com alguma compra dentro do jogo.

As três possibilidades são enquadradas pelo aprendizado de máquina que o Google sabe muito bem como utilizar. Em apenas uma semana, o Google afirma que já removeu milhões de avaliações e comentários da Play Store, além de milhares de aplicativos que listados como de baixa qualidade, por conta de comentários suspeitos.

Além da forma automática de policiamento do que acontece dentro da loja de apps e jogos, é possível avaliar comentários, sinalizando o conteúdo como inapropriado, spam ou com informação que não auxilia em seu desenvolvimento.

Com informações: Google.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Victor H.

Kkkkk

Victor H.

Olha quem encontro aqui
O UsuarioEsperto

supercordo

carvalhj already read

Felipe Xavier

Horrível quando o Disqus faz isso. E o pior que não faz o menor sentido, são sempre mensagens legítimas e nunca com palavras de baixo calão.

Sobre como contei, eu visitei todos os itens no topo da página e também todos links da barra lateral esquerda (quando eles são páginas específicas e não apenas âncoras de conteúdo), por isso que este serviço de contagem de palavras não conseguirá reconhecer todas.
Ao visitar cada página específica, usei o comando CTRL+F do navegador e pesquisei pelos termos "a Google" e "o Google", descontei os itens de rodapé e menus que se repetem em todas páginas e fui somando os resultados.

José Carvalho

Eu faço uns comentários tão bonitos pro Disqus marcar como spam, que vacilo

José Carvalho
José Carvalho

Onde você contou isso?

Felipe Xavier

Vamos por pontos, primeiro, não achei esta postagem que disse que referenciou outras coisas, para poder ler.
Outro ponto, neste link que me passou, eu contei 49 vezes A Google (com o cuidado de excluir todas as vezes em que estava Pesquisa Google). Já o termo O Google, parei de contar quando cheguei ao número 300, ou seja, 6 vezes mais, do que você (e somente você) considera o certo, pois conforme apurado pelo Higa, até os próprios funcionários do Google entendem que é O.
Outra coisa que pude notar é que, em diversas vezes que aparece A Google, o termo LLC vem acompanhado (Limited Liability Company), ou para nós o LTDA. Isso tudo pode ter sido apenas erros na tradução, pois esperavam falar da empresa Google LLC, porém suprimiram a palavra empresa.
Como já falaram algumas vezes em outros comentários deste post, muitos desses problemas são causados pela tradução mesmo, e principalmente pela quantidade enorme de profissionais envolvidos e ainda, talvez, pela não adoção de um padrão de comunicação institucional (ou quando o definiu, esqueceram de revisar os milhares de documentos já publicados).
Enfim, a partir deste ponto já considero essa discussão infrutífera, pois está se aproveitando de erros para provar um ponto. É notório e claro, que, nos mais variados serviços, páginas, termos e afins, o padrão de referência é chamar O Google, mas você está se aproveitando do ponto fora da curva para querer provar sua opinião. Você ainda pode me retornar com "mas eu te provei que tem vezes que aparece A Google sim". E está certo, porém, mais uma vez, tem TODAS as indicações que é uma falha e não o padrão.

José Carvalho

E fiz ainda mais uma postagem, que explica melhor isso, mas está gigantesca, com as estatísticas de referência e derradeiro motivo de ser a Google. Vai no outro artigo do Tecnoblog sobre esta discussão e dá uma lida... gastei boas 2 horas a pesquisar e escrever e agora vou voltar ao trabalho

José Carvalho

Se eu postar mais algum screenshot ele vai estar com as cores invertidas, não me leve a mal, mas eu tenho catarata e tenho hipersensibilidade à luz...

José Carvalho
José Carvalho
Felipe Xavier

Inclusive, eu mesmo já havia referenciado essa pagina para provar meu ponto, as inúmeras vezes, em todas as "abas", não existe uma referência sequer usando o artigo feminino.

Felipe Xavier

Desculpe, mas eu não devo estar visualizando o mesmo documento que você. As 40 referências que encontrei neste documento que você referenciou, sempre é: O, ao, pelo, do Google.
Eu quero continuar discutindo sim, apenas não estou conseguindo encontrar nenhuma evidência de que existe alguma referência ”da Google".

José Carvalho

Não para me provar correto, apenas para citar e demonstrar que a própria Google, descreve-se adequadamente quando trata-se de documentos sérios.
https://policies.google.com...
Podemos contar as referências e depois continuar discutindo... se quiser

Exibir mais comentários