Início » Celular » Essential Phone sai de linha e "pai do Android" prepara sucessor

Essential Phone sai de linha e “pai do Android” prepara sucessor

Essential Phone (PH-1) tem apoio de Andy Rubin; celular deixou de ser vendido e terá sucessor com inteligência artificial

Felipe Ventura Por

O Essential Phone (PH-1) era a promessa de Andy Rubin, considerado o pai do Android, para trazer inovações aos celulares top de linha. O aparelho não foi um sucesso de vendas e agora oficialmente deixou de ser vendido — mas a Essential confirma que está preparando um sucessor.

“O Essential Phone está esgotado no site essential.com e não adicionaremos nenhum estoque novo”, diz a empresa em comunicado ao 9to5Google. Também ficou difícil encontrar este celular em outras lojas. Ele normalmente custava US$ 500, mas podia ser encontrado por US$ 340 em queimas de estoque recentes.

A empresa também diz: “estamos trabalhando duro em nosso próximo produto móvel”. Rumores dizem que o sucessor do Essential Phone terá uma inteligência artificial capaz de responder e-mails e até reservar um quarto de hotel.

Ela termina afirmando que continuará a “vender acessórios e fornecer atualizações rápidas de software e suporte ao cliente para nossa comunidade existente”. A empresa vende um módulo de US$ 149 com entrada para fone de ouvido. Há também uma câmera de 360 graus para o conector magnético.

Essential Phone deve receber Android Q

O Essential Phone foi lançado em 2017. Ele possui um notch na tela (precedendo o iPhone X), tem câmera dupla na traseira e traz um conector magnético para acessórios. Além disso, o PH-1 foi um dos primeiros celulares a receber o Android 9 Pie, quase ao mesmo tempo que a linha Google Pixel. A empresa promete que vai atualizá-lo para o Android Q.

As vendas foram fracas, estimadas em apenas 88 mil unidades nos seis meses após o lançamento. A Essential demitiu um terço dos funcionários em outubro.

No entanto, ela comprou a empresa CloudMagic pouco tempo depois por um valor não-divulgado; ela era responsável pelo aplicativo pago de e-mail Newton, que foi encerrado há alguns meses. Esse software talvez ajude na inteligência artificial para um futuro celular em 2019.

Com informações: 9to5Google.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Juninho

Pra quem quer se firma no mercado mobile poderiam apostar também no setor de intermediários, nem tudo mundo necessita de um top de linha para navegação diária mas preza por um desempenho médio aliado ao um aparelho bem construído

Carlin

Estrategia fraca! Era melhor se dedicarem a um app/assistente pessoal tipo Alexa, Siri, Google Assistente e fazerem acordos com algumas fabricantes do que lançar um hardware com o nome de uma fabricante que "poucos" conhecem, estupido pra não dizer ridículo!

Jonnathan

Post cheio de erro de portugues. Copiaram do translate e nem editaram.

Keaton

Se o troço foi um "fracasso".... preparar um sucessor não me parece muito interessante...

Cristina Nascimento

Espero q o sucessor seja mais top e esse aí!