Início » Jogos » Steam deixará de rodar no Windows XP devido (em parte) ao Google Chrome

Steam deixará de rodar no Windows XP devido (em parte) ao Google Chrome

Steam perdeu suporte ao Windows XP e Windows Vista desde 1º de janeiro de 2019, mas continua funcionando em PCs antigos

Felipe Ventura Por

O Steam perdeu suporte ao Windows XP e Windows Vista desde 1º de janeiro de 2019, em parte devido ao Google Chrome. A Valve avisou que, por causa disso, sua plataforma de jogos deixaria de rodar nesses sistemas operacionais. No entanto, o cliente ainda continua funcionando em PCs antigos e máquinas virtuais.

Foto por Nick Perla/Flickr

A Valve encerrou o suporte oficial ao Windows XP e Vista porque prepara novos recursos que dependem de uma versão embutida do Google Chrome, e ele não funciona em versões antigas do sistema operacional.

Claro, a “culpa” não é só do navegador: versões futuras do Steam exigirão recursos e atualizações de segurança “presentes apenas no Windows 7 e superior”, explica a empresa.

O cliente Steam para Windows XP e Vista ganhou uma barra vermelha na parte superior, avisando que deixaria de rodar em breve:

No entanto, ele ainda continua funcionando em 2 de janeiro, tanto em instalações nativas como em máquinas virtuais. Deve ser questão de tempo até que a Valve libere uma atualização para barrá-lo em sistemas mais antigos.

Epic Games e Discord também exigem Windows 7, 8 ou 10

Estatísticas mostram que 0,11% dos usuários do Steam estão no Windows XP. O Vista não aparece no ranking. O Windows 10 lidera a lista com 64%, seguido de longe pelo Windows 7 com 28% (somando as versões de 32 e 64 bits).

A Epic Games Store requer Windows 7 ou mais recente, assim como o Discord — ambos concorrem com o Steam na venda de jogos. Até mesmo a Microsoft encerrou o suporte ao Windows XP (em 2014) e Vista (em 2017), fornecendo apenas algumas atualizações críticas de segurança.

Por isso, a Valve pede que os usuários atualizem “para versões mais recentes do Windows, a fim de ter acesso contínuo aos recursos mais recentes do Steam, e para garantir acesso futuro a todos os jogos e outros conteúdos”.

Com informações: Valve.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Breno Ribeiro

"Ainda existem incompatibilidades"

Keaton

E um monte de jogo mais antigo que tinha no Steam deixa de rodar junto...Mas já não era sem tempo.

Caleb Enyawbruce

Já vai tarde

Thiago Sabaia

Se não me engano os jogos foram adaptados para terem suportes a sistemas recentes. Além disso o Windows 10 tem suporte a softwares do Windows Vista

brunocabral

Nem na minha antiga 840m eu tinha problema de queda de FPS que inviabilizasse o jogo. Só pra vc ter ideia, no Full (tudo no alto), eu conseguia manter acima de 60 FPS. Hoje, na minha 1050 ti consigo manter 180 FPS com tudo no alto. Mas LOL tem um problema com sombras no Linux, o que em alguns casos derruba os FPS (basta desativar as sombras)

Franco Luiz

Uma pena o win xp foi o melhor ja feito por sua agilidade e simplicidade um sistema assim faz falta... eu uso em um notebook o linux mint mas eu ainda sinto o linux um sistema muito estranho ele melhorou o note antigo sim mas vc sente muito a diferença de uso

Fernando Debacker

Isso significa que os jogos comprados que rodam até o Windows Vista não poderão ser mais jogados?

Ícaro

Eu sonho com o dia que o Vulkan virará a biblioteca padrão, não apenas pelo suporte ao Linux, como também pela otimização de desempenho em comparação com o DX11/12. Doom rodou mais suave que manteiga na chapa na minha 480 no ultra usando essa API

Breno Ribeiro

Eu diria calma. Ainda existem incompatibilidades e grande parte dos jogos ainda não são feitos em Vulkan, sem falar em todos os jogos feitos até então. Fora games de grande sucesso que ainda não apareceram, e não vá me dizer que LoL funciona, porque jogar LoL com aquela queda de frames não dá.

Esse ano não, mas 2020 acredito que será o ano dos games no Linux. E isso não necessariamente irá refletir num aumento da base de usuários, mas será bacana para quem usa.

brunocabral

Com o Proton os usuários do Linux não precisam se preocupar.