Início » Negócios » China adota uniformes com chips para localizar alunos

China adota uniformes com chips para localizar alunos

Os uniformes têm dois chips nos ombros e usam reconhecimento facial para indicar entradas e saídas da escola

Victor Hugo Silva Por

O governo da China costuma se aproveitar de soluções tecnológicas bastante inusitadas para manter sua população em ordem. Uma delas prevê o uso do que foram chamados de “uniformes inteligentes” para acompanhar a localização exata dos alunos.

Esta foi a forma que dez escolas na província de Guizhou encontraram para aumentar a presença em sala de aula e garantir a segurança dos alunos. De acordo com o jornal estatal chinês The Global Times, o rastreamento é feito por meio de dois chips presentes nos ombros dos uniformes.

China adota uniformes com chips para localizar alunos (Foto: Guizhou Guanyu)

Para impedir que alunos troquem de uniforme entre si, as escolas possuem sensores de reconhecimento facial na entrada. Eles identificam entradas e saídas, notificam pais e professores e acionam um alarme sempre que um aluno tenta sair da escola antes do horário correto.

Os uniformes também conseguem identificar alunos que dormem durante as aulas e permitem fazer compras na escola sem dinheiro. Por meio de um aplicativo, os pais podem acompanhar e limitar os gastos dos filhos.

Segundo a Guizhou Guanyu Technology Company, que criou a solução, os uniformes podem ser lavados até 500 vezes e suportam temperaturas de até 150 ºC. A empresa se apresenta como parte das ambições tecnológicas do governo chinês.

Em seu site, a Guizhou Guanyu diz que foi criada para “responder à chamada do país e do Partido Comunista” da China para implementar “espaços escolares inteligentes”. Os tais uniformes estão sendo usados desde 2016 por cerca de 800 alunos em uma escola da cidade de Renhuai.

Lin Zongwu, diretor da unidade, afirma que a medida levou a um aumento na presença em aulas, mas ele próprio dá a entender que não há o que impeça os funcionários da escola de localizarem os alunos mesmo fora do horário.

“Optamos por não verificar a localização exata dos alunos depois da escola, mas quando o aluno está faltando e cabulando aulas, os uniformes podem ajudar a encontrá-los”, afirma.

Com informações: The Verge, The Epoch Times.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Thiago Mocci

Agora tem até streaming gospel... Quando a tecnologia começou a gerar dinheiro, mudaram os conceitos.

Comentário Mil Grau℗

Que delícia de "democracia" é essa China!

ricms

Xatiado. Estava esperando posts dos crentelhos dizendo que é o primeiro passo para implantação do chip da besta.

ricms

Não perca tempo com esse AncCapzinho aí. Eu já desisti. Depois quem é de esquerda que vive fora da realidade.

Antony

Todos? Pra população chinesa, você está dizendo que seria realmente melhor pagar por ensino justamente por que algo privado é melhor que público? Ainda estamos falando da China?

Marcos Soares Santos

Isso é tão blac... deixa quieto

Caleb Enyawbruce

É verdade, lá o comunismo é bom e funciona. O governo só retira a liberdade da população bloqueando acesso a diversos sites, apps, serviços, etc. e os monitora com inúmeras câmeras com reconhecimento facial nas ruas, proibindo inclusive protestos contrários pelo bem da população. Governo bonzinho né?

É cada coisa que eu leio... 🤦‍♂️

fan

Começa que ele nem entra na escola.

Dayman Novaes

Sim, é por isso que monitoram todos e punem severamente quem os desafia... para o "bem da população".

Dayman Novaes

Sim, cultura é uma variável que se mantém na população. Se uma população é honesta, se é que isso faz sentido, os indivíduos dos dois tipos de empresa que citei serão honestos. Se os indivíduos são desonestos, isso acontecerá nos dois tipos de instituições também.

Considerando as variáveis equivalentes (como a cultura e integridade, que você citou), me fala quais das duas empresas que citei têm mais incentivo para prestar um bom serviço?

Se a segunda presta um mal serviço, as pessoas param de usá-la. Se a primeira presta um mal serviço, nada acontece.

---
A menos que você queira argumentar que a integridade e cultura são qualitativamente diferentes entre a esfera pública e a esfera privada... O que não me parece fazer sentido, visto que não existem incentivos para isso,,,

Corvo

Concordo, o governo comunista lá pensa no crescimento do país e da população, aqui sim isso seria preocupante pois o governo comunista extinto ante-ontem iria monitorar o aluno pra roubar até as calças dele na esquina.

Antony

Acredito que seja mais uma questão de integridade, e de cultura, sobre quem vai prestar o melhor serviço. Lembrando que lá e aqui são pessoas bem diferentes.

Dayman Novaes

Imagina duas empresas/instituições,

- uma consegue dinheiro de forma coercitiva
- outra consegue dinheiro através da venda dos seus serviços

Qual das duas tem mais incentivo para prestar um melhor serviço?

Antony

O governo chinês tem feito um ótimo trabalho na educação do país, o que possibilitou o crescimento ao longo de todos esse anos. Por que a segurança dos alunos estaria melhor na mão de uma empresa privada? Quais os méritos e exemplos práticos de que uma empresa visando lucro atenderia melhor a população? É curiosidade mesmo, quero entender.

Douglas Souza Luz

o que é black mirror perto da China?

Exibir mais comentários