Início » Negócios » China adota uniformes com chips para localizar alunos

China adota uniformes com chips para localizar alunos

Os uniformes têm dois chips nos ombros e usam reconhecimento facial para indicar entradas e saídas da escola

Victor Hugo Silva Por
48 semanas atrás

O governo da China costuma se aproveitar de soluções tecnológicas bastante inusitadas para manter sua população em ordem. Uma delas prevê o uso do que foram chamados de "uniformes inteligentes" para acompanhar a localização exata dos alunos.

Esta foi a forma que dez escolas na província de Guizhou encontraram para aumentar a presença em sala de aula e garantir a segurança dos alunos. De acordo com o jornal estatal chinês The Global Times, o rastreamento é feito por meio de dois chips presentes nos ombros dos uniformes.

China adota uniformes com chips para localizar alunos (Foto: Guizhou Guanyu)

Para impedir que alunos troquem de uniforme entre si, as escolas possuem sensores de reconhecimento facial na entrada. Eles identificam entradas e saídas, notificam pais e professores e acionam um alarme sempre que um aluno tenta sair da escola antes do horário correto.

Os uniformes também conseguem identificar alunos que dormem durante as aulas e permitem fazer compras na escola sem dinheiro. Por meio de um aplicativo, os pais podem acompanhar e limitar os gastos dos filhos.

Segundo a Guizhou Guanyu Technology Company, que criou a solução, os uniformes podem ser lavados até 500 vezes e suportam temperaturas de até 150 ºC. A empresa se apresenta como parte das ambições tecnológicas do governo chinês.

Em seu site, a Guizhou Guanyu diz que foi criada para "responder à chamada do país e do Partido Comunista" da China para implementar "espaços escolares inteligentes". Os tais uniformes estão sendo usados desde 2016 por cerca de 800 alunos em uma escola da cidade de Renhuai.

Lin Zongwu, diretor da unidade, afirma que a medida levou a um aumento na presença em aulas, mas ele próprio dá a entender que não há o que impeça os funcionários da escola de localizarem os alunos mesmo fora do horário.

"Optamos por não verificar a localização exata dos alunos depois da escola, mas quando o aluno está faltando e cabulando aulas, os uniformes podem ajudar a encontrá-los", afirma.

Com informações: The Verge, The Epoch Times.

Mais sobre: