Início » Negócios » Qualcomm deposita € 1,34 bilhão para banir iPhones 7 e 8 na Alemanha

Qualcomm deposita € 1,34 bilhão para banir iPhones 7 e 8 na Alemanha

Depósito de € 1,34 bilhão deve garantir proibição da venda dos iPhones 7 e 8 na Alemanha; este é mais um episódio da briga entre Apple e Qualcomm

Emerson Alecrim Por

Perdendo em número de capítulos apenas para Malhação, a novela Qualcomm versus Apple ganhou seu primeiro episódio em 2019: para barrar as vendas dos iPhones 7 e 8 na Alemanha, a Qualcomm depositou em juízo € 1,34 bilhão, montante que servirá para garantir o cumprimento da ordem.

No mês passado, um tribunal de Munique determinou a proibição da venda e importação dos iPhones 7 e 8 na Alemanha. A decisão tem como base a acusação da Qualcomm de que a Apple violou uma de suas patentes relacionadas à economia de energia nesses modelos, tecnologia que também influencia no prolongamento da vida útil da bateria.

iPhone 8

A decisão foi proferida em 20 de dezembro de 2018 e, logo em seguida, a Apple comunicou que iria recorrer, mas que suspenderia a comercialização dos modelos em questão nas 15 lojas oficiais que mantém na Alemanha assim que a proibição começasse a valer. Os iPhones XS, XS Max e XR não foram afetados pela ação.

Pois bem, a decisão passou a valer só recentemente, depois da confirmação do depósito por parte da Qualcomm: o valor de € 1,34 bilhão foi exigido para cobrir possíveis prejuízos à Apple caso a sentença seja revogada ou modificada após a apelação.

Em dezembro passado, quando a decisão foi anunciada, a Apple sinalizou que os iPhones 7 e 8 continuariam disponíveis em revendas autorizadas e lojas de operadoras. Todavia, em seu anúncio oficial sobre o depósito, a Qualcomm informa que a Apple também deve cessar a comercialização dos referidos modelos nos parceiros comerciais.

É bastante provável, porém, que a Apple continue a interpretar a decisão como válida somente para as suas lojas oficiais.

Qualcomm versus Apple: uma guerra longe do fim

Estamos diante de uma disputa complexa e sem vislumbre do fim. Além das ações judiciais na Alemanha, Apple e Qualcomm travam batalhas nos tribunais dos Estados Unidos e China — recentemente, a Apple chegou até a modificar o iOS para tentar derrubar a decisão judicial que determina a proibição da venda do iPhone no mercado chinês.

Qualcomm

Oficialmente, a guerra começou em janeiro de 2017, nos Estados Unidos, quando a Apple processou a Qualcomm em US$ 1 bilhão sob acusação de que esta não oferece condições justas de licenciamento de tecnologia.

Trata-se de uma questão muito sensível à Qualcomm, pois boa parte da receita da companhia advém justamente do licenciamento de tecnologias essenciais a dispositivos móveis. É por isso que a companhia não demorou a reagir: no ataque mais recente em território americano, a Qualcomm acusou a Apple de dever US$ 7 bilhões em royalties.

Com informações: Reuters.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

gbitte

O valor é de acordo com o valor do produto, como a Apple é sobreprecificado paga uma taxa idem.

Caleb Enyawbruce

ah ta! complicado hein...

Yamaha Mt-09

A que isso vamos preocupar não galera jaja tem aumento de preço dos modelos proibidos por aqui e nós o Brasil vamos cobrir esses prejuízos da apple.
Zueria mode on

Berg

a apple cobra tudo no preço do dobro... pq ta achando ruim em pagar mais caro? kkkkk a gente sabe bem como é isso.

sincero

Parece que a Qualcomm tava cobrando licenciamentos do fabricante, da Apple e de cada iPhone vendido. Cobra a duplicado e ate triplicado. Ainda cobrava um valor bem mais alto da Apple do que dos outros fabricantes. Essa guerra não vai ter fim tão cedo, porém a Qualcomm tá sentindo mais pq os fabricantes dos componentes do iPhone pararam de pagar a ela e a própria Apple tá substituindo as peças da Qualcomm pelas da Intel.

Caleb Enyawbruce

Então foi a Apple que atacou primeiro? Ah então agora aguente! Vamos ver onde isso vai dar... Os advogados das empresas são os que mais comemoram.