Início » Internet » Huawei pune funcionários que publicaram tweet no perfil da empresa via iPhone

Huawei pune funcionários que publicaram tweet no perfil da empresa via iPhone

Era uma mensagem de ano novo publicada no perfil oficial da Huawei no Twitter; tweet continha aviso "via Twitter for iPhone"

Emerson Alecrim Por
46 semanas atrás

Assim como tantas outras empresas, a Huawei usou a sua conta oficial no Twitter para desejar "feliz 2019". A companhia só não esperava que a mensagem fosse colocá-la em uma situação embaraçosa: não demorou muito para os seguidores perceberem que o tweet havia sido publicado com um cliente do Twitter para iPhone.

Huawei

O tweet original foi apagado rapidamente e substituído por outro com conteúdo igual, só que postado com o Twitter Media Studio, cliente muito usado por agências. Mas, você sabe, a internet não perdoa: àquela altura, capturas de tela já haviam sido feitas e a Huawei virou motivo de chacota.

Em vários aplicativos para Twitter, inclusive os oficiais, é possível saber com qual cliente a mensagem foi postada. No caso em questão, o tweet ostentava um aviso "via Twitter for iPhone". Não poderia ser mais desastroso: atualmente, a Huawei é a maior rival da Apple em vendas de smartphones. Só em 2018, a companhia produziu 200 milhões de unidades, batendo o seu próprio recorde.

Não bastasse o Twitter, o assunto teve grande repercussão na Weibo, rede social bastante popular na China. A consequência veio na forma de punição: de acordo com um documento obtido pela Reuters, pelo menos dois funcionários responsáveis pela publicação tiveram seus salários reduzidos em um valor equivalente a US$ 730 por mês. Um deles — aparentemente, um diretor de marketing — teve seu salário congelado por um ano.

Huawei - tweet via iPhone

É claro que o descuido não foi intencional. Ainda de acordo com a Reuters, o erro foi causado pela agência de mídias sociais Sapient, que teve "problemas de VPN" no computador que acessava o perfil da Huawei no Twitter. Provavelmente, a VPN é necessária para que a empresa possa burlar os bloqueios no acesso à internet impostos pelo governo chinês.

Não conseguindo resolver o tal do problema, os funcionários recorreram a um iPhone com um SIM card de Hong Kong operando em roaming para não haver atrasos: o tweet deveria ser publicado à meia-noite de 31 de dezembro (ou em um horário próximo).

Mas a explicação não foi suficiente para amenizar a situação: Chen Lifang, vice-presidente sênior da companhia, declarou que o incidente "causou danos à marca Huawei", daí a punição.

Mais do que a rivalidade com a Apple, o que pesa nessa história é o contexto atual da Huawei. A empresa vem sendo boicotada pelos governos dos Estados Unidos e outros países sob acusação de espionagem. Recentemente, uma executiva e filha do fundador da companhia foi detida no Canadá. Virar motivo de piada é tudo o que Huawei não precisa nesse momento.

Postado via Windows Phone

Mais sobre: , ,