Início » Computador » Huawei MateBook 13 é o mais novo rival do MacBook Air

Huawei MateBook 13 é o mais novo rival do MacBook Air

Confirmado na CES 2019, Huawei Matebook 13 é um notebook levinho que custa a partir de US$ 999 e vem para disputar mercado com o MacBook Air

Emerson Alecrim Por

A Huawei domina quando o assunto é smartphone — foram 200 milhões de unidades produzidas só em 2018. Mas a companhia chinesa também quer avançar em outros segmentos. A prova vem da CES 2019: entre os produtos da marca exibidos por lá está o MateBook 13, laptop que chega com a missão de fazer frente ao atual MacBook Air.

Huawei MateBook 13

O Huawei MateBook 13 não é exatamente uma surpresa. O modelo havia sido anunciado em novembro de 2018. Porém, só agora, com a CES 2019, é que a fabricante revelou mais detalhes sobre ele.

Comecemos pela ficha técnica. O MateBook 13 chega em duas versões. A mais barata, com preço sugerido de US$ 999, vem com processador quad-core Core i5-8265U, GPU Intel UHD Graphics 620, 8 GB de RAM e SSD de 256 GB. A bateria tem 42 Wh e autonomia estimada em 10 horas na reprodução de vídeos.

Huawei MateBook 13

Já o segundo modelo vem com chip quad-core Intel i7-8565U, 8 GB de RAM, SSD de 512 GB e GPU Nvidia GeForce MX150 com 2 GB de memória. Por essa configuração a Huawei cobra US$ 1.299. A bateria segue com 42 Wh aqui, mesmo com esse conjunto sendo mais exigente no consumo de energia.

As duas versões trazem tela IPS de 13 polegadas, resolução de 2160×1440 e proporção 3:2, além de 100% da gama de cores sRGB e brilho de 300 nits.

Talvez a conectividade seja o ponto fraco: o MateBook 13 tem apenas duas portas USB-C (uma de cada lado). Pelo menos a Huawei compensa essa limitação com um dock vendido separadamente que traz portas USB convencionais (tipo A), HDMI e Ethernet.

O MateBook 13 traz ainda NFC para compartilhamento de arquivos via Huawei Share 3

O MateBook 13 traz ainda NFC para compartilhamento de arquivos via Huawei Share 3

O notebook conta com design sóbrio, corpo de alumínio, 14,9 mm de espessura e peso de apenas 1,3 kg. O botão de liga / desliga também é digno de nota por incluir um leitor de impressões digitais. A Huawei chama atenção ainda para o interior: um mecanismo chamado Shark Fin 2.0 utiliza dois coolers silenciosos para mover até 25% mais ar do que um laptop convencional e, assim, garantir um bom resfriamento interno.

Ao contrário do MateBook X Pro — um rival para o MacBook Pro —, o MateBook 13 não possui aquela curiosa webcam no teclado que, por não ocupar espaço acima da tela, deixa as bordas desta mais finas.

Nos Estados Unidos, ambas as versões do Huawei MateBook 13 serão lançadas até o fim de janeiro.

Com informações: Ars Technica.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Oliveira

Original nada, os Macbooks parecem muito os Macbooks, todo ano. Voce ve um e ja sabe que é um. Não inovam.

Edison Campos

Hoje em dia hackintosh se reduz mais a seleção de peças com boa compatibilidade, cpus intel, placa de video radeon serie 500 e vega, placa mãe gigabyte. Se o malando quiser ter real dificuldade e trabalho pra arrumar um pc ele vai de ryzen que é muito complicado de instalar e depende de versoes do macOS modificadas, enquanto intel é bem simples e tem uma instalação vanila sem bloat. SnazzyLabs fez um video comparando Intel NUC8 hackintosh vs Mac mini 2018, é se você não necessitar de airdrop,handoff e coisas assim o NUC8 hackintosh custando 425$ vale muito a pena pra varias pessoas, se o cara se esforçar um pouco ele consegue rodar uma maquina que é mais compacta e mais potente por menos, pra algumas pessoas o premium que a apple cobra não vale a pena.

DDR31600Mhz

Porque? Não consigo ver uma grande diferença entre os dois

Amigo Geek

Fala Edison. Eu entendo perfeita o que diz. Talvez você concorde comigo que os PowerPC não eram mais eficientes que as cpu’s da Motorola porém MUITO mais eficientes que os Intel. Aliás. Acho que o declínio dos processadores da Apple começou aí quando colocaram PowerPC nas primeiras versões dos PowerMac G5. Quanto ao hackintosh e hardware superior. Ainda acredito e já provei para muita gente que trabalha com aplicações gráficas que os Macs mesmo hoje com Intel e com Ghz’s inferior performa melhor por conta do que falei “hardware e software otimizado”. Quanto ao hackintosh acho que nunca passará de um projeto de adolescentes. Mesmo hoje vemos os open source de mercado (alguns até Enterprise) que ainda necessita dezenas de outros drives pra fazer funcionar coisas simples. Porém não que isso seja um problema para usuários que conhecem bem de OS’s e HW mas para pessoa que não tem conhecimento seria um belo tiro no pé achando que compraria uma Ferrari com preço de fusca. E olha que já presenciei isso. Um abraço

Edison Campos

se Huawei fosse vendido oficialmente no brasil com certeza seria mais barato que macbook air por uma margem rasoavel. Macbook air ta o mesmo preço de um dell xps 13.
Um I5-8210Y vs i7-8565U, unica coisa que air tem vantagem é no display retina. Na gringa o dell xps 13 com i7 whiskey lake é uns 160 dolares mais caro que o macbook air, mesmo assim aqui no brasil a apple consegue igualar o preço do processador inferior deles com o da dell.

Edison Campos

Apple é mais fashion do que performance, antigamente apple usava aquelas cpu's powerpc, atualmente usam hardware da intel e normalmente sempre tem performance inferior graças a solução de resfriamento que são vagabundas porque apple hoje em dia é design > performance.
Esse notebook da Huawei tem hardware superior pelo mesmo preço do macbook air entry level, não duvido nada matebook 13 hackintosh ter performance bem superior ao air.

Amigo Geek

Putz. Jamais compraria um produto destes somente pelo design (parecido), hardware (“melhorado”) e preço baixo para rodar Windows / Linux/ Android. Jamais. Os Macintosh’s são bem mais caro? Sim são... Mas.... o hardware e software são desenhados e otimizados para desempenhar com maior eficiência em um equipamento Apple e isso não se discute. Está é a minha opinião como usuário que usa Macintosh desde 1999 para trabalhar com software gráficos.

paulo yan

Mas eu prefiro ser espionado pelos americanos do que pelos chineses :D

Franco Luiz

Eu só pegaria linha com Android one n gosto da interface xiaomi com propaganda e tal

Franco Luiz

Não é uma regra , tem fórum demostrando a qualidade mas n é algo do tipo a com 3 meses queima.. isso e muito relativo

Gean.C

Nem prá colocarem processadores ryzen, pelo menos uma versão com ele

Luiz Soares

assim no meu caso vai dar 2 anos de uso de um xiaomi e ate o momento esta perfeito

Danilio Costa Silva

Achei ambas as versões caras para o que oferecem. O melhor deles é a tela, para quem faz algum trabalho com imagens deve ser uma boa. A bateria deveria ser maior, pelo menos uns 60Wh no modelo com GPU dedicada.

Mickão

Notebook com specs interessantes, porém acho muito dinheiro pra uma cópia do MacBook.

Robert Rey

Xiaomi é bem chinfrim mesmo. Tive um Redmi 3S e foi seguramente o terceiro pior smart que ja tive na vida. Só perdeu pro LG Volt e pro Zenfone 2.

Exibir mais comentários