Início » Aplicativos e Software » GitHub agora permite repositórios privados em contas gratuitas

GitHub agora permite repositórios privados em contas gratuitas

A partir desta semana, GitHub passa a permitir que usuários não pagantes criem repositórios privados de modo ilimitado no serviço

Por
19 semanas atrás

Quando a Microsoft confirmou a compra do GitHub, muita gente temeu pelo futuro do serviço. Mas a companhia vem mantendo o compromisso de tratá-lo como uma plataforma independente. Não bastasse isso, o GitHub ficou mais interessante neste começo de ano: agora, as contas gratuitas podem ter repositórios privados ilimitados.

GitHub

Até então funcionava assim: os usuários não pagantes podiam criar repositórios sem empecilhos no GitHub, mas estes eram obrigatoriamente públicos. Para torná-los privados, era necessário assinar o plano Pro pelo custo de US$ 7 por mês ou, no caso de empresas ou equipes, de US$ 9 a US$ 21 mensais por usuário.

Existe uma alternativa para estudantes não muito conhecida: entre vários outros benefícios, eles conseguem repositórios privados e gratuitos criando uma conta no programa GitHub Student Developer Pack.

Agora é possível ter repositórios privados nas contas gratuitas, mas existe uma condição: o número de colaboradores que participam do projeto é limitado a três. Para incluir mais gente, é necessário recorrer a um plano pago ou simplesmente manter o projeto como público.

Foto por Jun OHWADA/Flickr

Apesar disso, a novidade é bem-vinda, pois permitirá que um grande número de projetos individuais ou de pequeno porte seja mantido no serviço. Para a Microsoft, pode até haver queda de receita inicialmente, mas é bastante provável que a empresa esteja mais preocupada em fidelizar usuários no GitHub. De todo modo, o grosso da receita do serviço vem de contas corporativas.

Também houve uma pequena mudança nessas contas. Os serviços GitHub Business Cloud e GitHub Enterprise, agora chamados de Enterprise Cloud e Enterprise Server, respectivamente, passam a fazer parte de um pacote unificado: o GitHub Enterprise. Essa modalidade deve ser usada por organizações que precisam gerenciar repositórios em servidores próprios, por exemplo.

Mais sobre: ,