Início » Computador » CEO da Nvidia diz que AMD Radeon VII é decepcionante

CEO da Nvidia diz que AMD Radeon VII é decepcionante

Questionado sobre anúncio da Radeon VII, Jensen Huang ressaltou que placa de vídeo da AMD não tem tecnologias como ray tracing e DLSS

Emerson Alecrim Por

Apontada pela AMD como concorrente para a GeForce RTX 2080, a Radeon VII foi revelada na CES 2019. Como a Nvidia também está por lá, a mídia especializada não perdeu tempo e perguntou ao CEO da companhia o que ele achou da novidade: para Jensen Huang, a placa de vídeo da rival é “decepcionante”.

Foto por NVIDIA Corporation/Flickr

Jensen Huang

Nas palavras do executivo, a Radeon VII tem desempenho ruim e não há nada de inovador nela. É uma referência à ausência na placa da AMD de duas características que marcam a GeForce RTX 2080 e outras GPUs recentes da Nvidia: o suporte ao ray tracing e ao DLSS.

Essencialmente, o ray tracing (traçado de raios) consiste em uma técnica que imita raios de luz do “mundo real” para gerar gráficos mais convincentes. Já o DLSS (Deep Learning Super-Sampling) é uma técnica de renderização que usa núcleos Tensor e aprendizagem profunda para dar contornos mais definidos aos objetos.

Com a sua tecnologia de 7 nanômetros e os 16 GB de memória, a AMD diz que a Radeon VII pode alcançar ou mesmo bater o desempenho da GeForce RTX 2080 em jogos como Far Cry 5 e Battlefield V. Huang não concorda: o chefão na Nvidia declarou que, com ray tracing e DLSS ativados, a RTX 2080 vai “esmagar” a nova Radeon.

“É um lançamento estranho, talvez eles tenham pensado nisso [em anunciar a Radeon VII] nesta manhã”, disse o executivo à imprensa em tom provocativo.

AMD Radeon VII

AMD Radeon VII

Lisa Su, CEO da AMD, foi procurada para comentar as declarações de Jensen Huang, mas preferiu manter uma postura polida. “Eu diria que ele não a testou [a Radeon VII]”, disse. Ela comentou, porém, que o ray tracing é um assunto importante e que a AMD dará mais detalhes sobre os seus planos para a técnica no decorrer do ano.

As provocações não terminaram aí. Jensen Huang também soltou críticas com relação ao FreeSync, tecnologia da AMD que sincroniza a taxa de atualização do monitor com a placa de vídeo.

Esse ponto precisa ser contextualizado: recentemente, a Nvidia anunciou a decisão de permitir que usuários de placas GeForce utilizem o padrão G-Sync (que tem o mesmo propósito da tecnologia da AMD) com monitores compatíveis com FreeSync ou Vesa Adaptive Sync.

Lisa Su (por Bloomberg)

Lisa Su (por Bloomberg)

Como o FreeSync é mais comum nos monitores do que o G-Sync, a decisão foi vista como um reconhecimento por parte da Nvidia de que o FreeSync “venceu”. Mas Huang não pensa assim. Ele disse que a sua companhia nunca competiu com a AMD nesse quesito porque o FreeSync não funciona, nem com placas Radeon.

Muito provavelmente, a declaração é uma alusão ao teste de compatibilidade que a Nvidia fez com 400 monitores FreeSync. Nesse procedimento, apenas 12 modelos teriam acionado o G-Sync automaticamente.

Novamente, Lisa Su preferiu não morder a isca. A CEO da AMD simplesmente apoiou a decisão da Nvidia de compatibilizar as suas placas: “acreditamos em um ecossistema aberto, esse tem sido o nosso lema”.

Com informações: Gizmodo, PCWorld, Tom’s Hardware.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Elias Junior

Que nem eu, que sempre procuro ficar sabendo das top de linha, mas só por esporte mesmo, porque sempre compro uma mid range. Também tenho uma RX 480 e não me vejo trocando num futuro próximo, talvez quando houver mid range com suporte ao Ray Tracing que suportem bem a tecnologia.

Elias Junior

Ela foi diplomática até na resposta mais contundente quando falou que acredita em um ecossistema aberto, logicamente se referindo ao fato da AMD ter drivers e tornar as tecnologias que cria open source, enquanto a nVidia pratica a proprietária.

Guilherme Alencar

Em se tratando de psicologia quando você observa que seu inimigo jamais será capaz de te alcançar então você até é gentil em dizer que com muito esforço e trabalho ele pode conseguir chegar no mesmo nível que você, mas quando ele representa uma séria ameaça aí as coisas mudam, você perde o controle e acaba falando grosserias, devido o excesso de preocupações.

João

Pior que ele está certo. A nova placa da AMD virou ate meme na gringa. Pela primeira vez tá valendo mais a pena comprar nvidia do que AMD.

Guilherme Alencar

Radeon VII venceu na maioria dos testes em Ultra High:
https://www.youtube.com/wat...

@Sckillfer

Acho que ele só tá pegando as headlines de todos os últimos lançamentos da Nvidia e aplicando a AMD: decepcionante

Mateus B. Cassiano

Suporte pro FreeSync as placas já tinham, mas a NVIDIA restringia apenas ao painel interno dos notebooks com G-Sync, não sei exatamente qual a limitação mas esses notebooks não tem o tal módulo proprietário que encarece os monitores com G-Sync, então ofereciam o recurso usando o mesmo protocolo do FreeSync, que agora estão extendendo para as placas de desktop também.

Outro ponto que ficou confuso na declaração do CEO foi esse "não funciona", pelo que li em outros sites, esses 12 modelos "certificados" ativarão o recurso automaticamente por oferecerem a mesma frequência de atualização variável de um monitor com G-Sync, no entanto você também poderá utilizar o recurso (mas com algumas limitações) em qualquer monitor FreeSync "não certificado", desde que ative a função manualmente nas configurações do driver...

Bruno Santos

KKKKKKKKKKK ESSE MALUCO TÁ COMPLETAMENTE LOUCO. O CARA TÁ INSANO TENTANDO BAITAR A LISA

Lucas Pinheiro

Olha que hilário quem fala de produtos "decepcionantes", o CEO da empresa que vende uma box de mídia que chama de console com um processador pífio de 20nm de 2015, enquanto a AMD investe em seus processadores RYZEN (podem não ser os melhores, mas até Mediatek atuais superam o Tegra X1)

Ron Fing

Pra mim o ceo da nvidia se sentiu ameaçado de verdade com essa nova placa, por isso os ataques e a tentativa de desmoralizar o produto da amd.

Yamaha Mt-09

Acho que mais decepcionante que Ray Tracing não tem, vc paga uma fortuna na placa para rodar essa feature e tem uma redução considerável na performance do jogo.

Anderson Santana

pensei que o CEO da Nvidia era o Leonardo cantor, kkk

Blancpain

Sinceramente achei a placa decepcionante também, porém pela questão do preço/potencia, fica uma opcao interessante pra mim pois eu não habilitaria o RT, o que não significa que eu ache o RT bobagem, pelo contrário, scho uma boa iniciativa, tudo tem que começar de algum lugar, agora é ver o que a Navi traz de novo e as Arturus. Principalmente na questão dos consoles de nova geração.
Se a AMD lançar uma concorrente pra RTX 2060 sem RT, porém com a mesma potência e com menor preço, essa sim seria uma placa interessante pra mim e provavelmente seria um grande sucesso com o grande público que não tem dinheiro ou coragem de gastar um rio de dinheiro numa serie xx80 que não vai durar tanto quanto deveria por conta da própria Nvidia.

marcelo rodrigues nunes

Ray Tracing e Nvidia hair Works, foram criados para comer seus fps 🤣🤣🤣🤣

Só me lasco

Imagina uma RX 680 com o preço de 580 mas com o desempenho de uma Vega 64, compra certa

Exibir mais comentários