Início » Celular » Primeiro lote do Xiaomi Redmi Note 7 esgotou em menos de 9 minutos

Primeiro lote do Xiaomi Redmi Note 7 esgotou em menos de 9 minutos

Xiaomi Redmi Note 7, celular com câmera de 48 megapixels, esgotou primeiro lote de vendas em 8 minutos e 36 segundos

Felipe Ventura Por

A Xiaomi começou a vender o Redmi Note 7 na China, e a demanda pelo celular de 48 megapixels está maior que o esperado. A pré-venda teve que ser interrompida, e o primeiro lote esgotou em apenas 8 minutos e 36 segundos. O aparelho tem bateria generosa, roda MIUI com Android 9 Pie, e custa entre US$ 150 e US$ 210.

A pré-venda do Redmi Note 7 esteve no ar por dois dias na semana passada, mas a Xiaomi decidiu suspendê-la sem aviso prévio. Os clientes precisam pagar um depósito para fazer a reserva do smartphone.

Ela voltou ao ar na segunda-feira (14), mas ficou disponível por apenas 20 minutos. O CEO da Redmi, Lu Welbing, explicou na rede social Weibo que “a pré-venda do Redmi Note 7 excedeu nossas expectativas, mesmo com centenas de milhares de unidades em estoque”.

A venda propriamente dita foi realizada nesta terça-feira (15), e o Redmi Note 7 esgotou em 8 minutos e 36 segundos. A Xiaomi não revela quantos celulares foram vendidos no primeiro lote. (Alguns sites dizem que eram 100 mil unidades, talvez confundindo o que Welbing disse sobre “centenas de milhares de unidades em estoque”.)

Wang Teng Thomas, diretor de produto da Xiaomi, disse no Weibo que a empresa terá 1 milhão de unidades do Redmi Note 7 para vender em janeiro. O segundo lote será distribuído na próxima sexta-feira (18).

Redmi Note 7 tem câmera dupla com sensor de 48 MP

O Redmi Note 7 se destaca pela câmera traseira dupla. O sensor principal tira fotos de 48 megapixels, mas pode combinar quatro pixels próximos para funcionarem como um só para absorver mais luz e tirar fotos mais nítidas de 12 MP. Enquanto isso, o sensor de 5 MP ajuda a desfocar o plano de fundo.

Por dentro, temos um processador Snapdragon 660, bateria de 4.000 mAh e até 64 GB de armazenamento expansível por microSD. A tela Full-HD+ de 6,3 polegadas é protegida por Gorilla Glass 5, assim como a traseira. O vidro tem espessura adicional de 0,8 mm, além de cantos reforçados, para ser mais resistente a quedas.

O Redmi Note 7 é vendido na China em três modelos diferentes:

  • 3 GB de RAM + 32 GB de armazenamento: US$ 150
  • 4 GB de RAM + 64 GB de armazenamento: US$ 180
  • 6 GB de RAM + 64 GB de armazenamento: US$ 210

Este é o primeiro celular da Redmi como uma marca independente focada em preços mais baixos e vendas online. Lei Jun, CEO da Xiaomi, explica que essa é uma estratégia diferente da marca Mi, com dispositivos high-end e maior presença em lojas físicas.

Pôster da Xiaomi dizendo: Redmi Note 7 – primeiro lote – 8 minutos e 36 segundos – ESGOTADO

Xiaomi Redmi Note 7 – ficha técnica:

  • Tela: 6,3 polegadas, Full-HD+ (2340 × 1080), proporção 19,5:9, painel LCD, brilho de até 450 nits, contraste de até 1.500:1, vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 660
  • RAM e armazenamento: 3 GB + 32 GB, 4 GB + 64 GB ou 6 GB + 64 GB, expansível por microSD
  • Câmera traseira dupla: sensor principal de 48 megapixels f/1,8 (Samsung ISOCELL GM1 Ultra Clear) + sensor de profundidade de 5 megapixels
  • Câmera frontal: 13 megapixels
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10
  • Bateria: 4.000 mAh com suporte a Quick Charge 4.0
  • Mais: USB Type-C, entrada 3,5 mm para fone de ouvido, leitor de digitais, blaster infravermelho, resistência a água e poeira
  • Dimensões: 159,21 x 75,21 x 8,1 mm

Com informações: Gizmochina.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Qaiq Alves

A única coisa que quero saber sobre esse aparelho é aonde compro um.

arlindo ferreira

Com uma população de mais de 1.000.000.000 de habitantes eles lançariam 100 celulares, é uma piada.

@Sckillfer

Poxa, tantas unidades vendidas e NENHUM vídeo em inglês :/

Eu realmente espero que a câmera seja (MUITO) melhor que a do Note 5/Mi Max 3, porque oh câmera decepcionante a desses

Comentário Mil Grau℗

Sim meu querido, minha amiga possuía dois smartphones pq tinha medo de andar na rua com seu iPhone (era o 6s na época). Só foi perder o medo dps que ele já não era top de linha.

DanielBastos

O meu terceiro, que é o ainda atual, deu problema na bateria (Com a ajuda da Anac e da Anatel, parece que vou ficar sem ela).

Mas, se contar que só o meu é o terceiro e ainda nao vi outro pessoalmente dar problema, ja ta muito melhor que meu historico com motorola que, apenas 1 deles nao foi pra oficina. Foi roubado antes.

Capitão Caverna

""""""""""""""recebeu""""""""""""""
hauahuahahu

Comentário Mil Grau℗

Tem gente que prefere ter dois celulares por n motivos e um deles é pelo assalto. Outra coisa tmb é ter um para trabalho, não se pode padronizar o pensamento de todos, estamos no Brasil, logo tudo aqui se precisar pensar 10x.

Alessandro

Então, mas sei lá, já tô a quase um ano com um mia1, e em termos de qualidade, ele é igual a qualquer moto z play da vida, o ruim mesmo é o frete das capinhas pelo mercado livre

Saulo Bezerra

Ele é primário e com louvor. Tenho um Redmi 5 plus e agora sim vejo que será bom negócio trocar o aparelho.

Além de ter um notch aceitável, mais tela com corpo em tamanho decente. Pra mim uma compra fácil.

Hora de fazer o upgrade :D

Felipe Xavier

Quem procura um aparelho secundário, não vai gastar R$ 1000,00 num aparelho.
Ou se o faz, é porque quer ter 2 aparelhos, não por necessidade de ter um mais barato.

Rodrigo Gomes

Eu tenho um Xiaomi Note 6 e não tenho absolutamente nada a reclamar. Muito pelo contrário. Nunca tive um celular high-end e sempre estive ali na classe dos Moto G/X da vida, mas esse foi o melhor o celular que já tive com alguma folga. Sei dos riscos de não ter garantia, peças e tal. Mas honestamente, ainda assim acho que vale a pena.

Ricardo Albuquerque

vc é retardado?

Ricardo Albuquerque

1600 na gearbest KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ta de sacanagem ne?

André

Estou com um do mesmo modelo há quase 2 anos. Firme e forte até hoje. Como peguei bem próximo da época de lançamento, paguei uns 200 a mais pelo ML.

Marcos Soares Santos

Redmi 5 Plus aqui, desde julho. me sinto muito satisfeito pelo cxb do aparelho. Só sinto uma certa defasagem por ser SD625, já penso no Mi8 Lite ou algum outro Xiaomi com NFC, pra usar o app de bilhete único kkkk.

Exibir mais comentários