Início » Jogos » Criminosos usam Fortnite e cartões de crédito roubados para lavagem de dinheiro

Criminosos usam Fortnite e cartões de crédito roubados para lavagem de dinheiro

Esquema usa cartões de crédito roubados para comprar moeda V-Bucks; contas são revendidas a preço baixo no eBay ou dark web

Felipe Ventura Por

Criminosos estão usando cartões de crédito roubados para fazer lavagem de dinheiro com a ajuda de Fortnite. O esquema envolve criar uma nova conta, enchê-la com a moeda virtual V-Bucks, e vender o perfil a um preço baixo através de sites como eBay ou até mesmo na dark web. O jogo de battle royale tem mais de 200 milhões de usuários.

Fortnite / Divulgação

Funciona assim: o criminoso gera uma nova conta gratuita de Fortnite e usa um cartão de crédito roubado (ou vários) para comprar a moeda virtual V-Bucks. Ela serve para adquirir o passe de batalha — que oferece mais vantagens ao participar de uma temporada — e itens cosméticos como trajes, skins para armas, animais de estimação, emotes, entre outros.

Então, o perfil é listado em sites como eBay e G2G por uma fração de seu valor. Por exemplo, uma conta com US$ 100 em V-Bucks pode ser oferecida por US$ 25. O vendedor recebe o pagamento via PayPal ou transferência bancária, e entrega o nome de usuário e senha da conta.

Há também quem venda as contas através da dark web, em sites acessíveis somente pelo Tor. O pagamento é feito em criptomoeda, como o bitcoin, tornando mais difícil rastrear a transação.

É possível encontrar contas de Fortnite à venda no eBay em um esquema de loteria: centenas de pessoas pagam cerca de R$ 15 por um “bilhete”, e só leva o perfil quem for sorteado. Há também vendedores no Mercado Livre oferecendo contas do jogo por valores entre R$ 100 e R$ 1.000.

Epic Games: fraude coloca jogadores e empresa em risco

Fortnite não permite enviar V-Bucks para outros usuários, por isso os criminosos decidem vender a conta inteira. A Epic Games pode sofrer perdas caso o dono do cartão de crédito roubado peça estorno na fatura. E se a empresa liberar trocas dentro do jogo, isso poderia criar um mercado paralelo de itens.

A Epic Games diz em comunicado à Variety que “leva estas questões a sério, porque estornos e fraude colocam nossos jogadores e nosso negócio em risco”. Ela recomenda que os usuários protejam suas contas ativando a autenticação de dois fatores, evitando reutilizar senhas, e não compartilhando dados de login com outras pessoas.

Vale lembrar que o Acordo de Licença proíbe a venda ou transferência de contas ou V-Bucks para outros usuários. “Você não pode transferir, vender, dar, permutar, comercializar, arrendar, sublicenciar ou alugar Moedas do Jogo ou Conteúdo”, dizem os termos. A Epic Games se reserva ao direito de banir usuários que violem essas regras, mas antes precisa detectá-los — o que nem sempre acontece.

Por que Fortnite virou alvo desse tipo de fraude?

Este esquema de “carding” foi revelado pela empresa de cibersegurança SixGill. O “carding” é um tipo de fraude que usa dados roubados de cartão de crédito para comprar itens, revendê-los e obter dinheiro com isso. Isso não é exclusivo de Fortnite, claro, mas o jogo se tornou um alvo fácil.

Benjamin Preminger, analista de segurança da SixGill, explica à Variety que isso acontece devido a uma série de fatores. Fortnite quebrou recordes de popularidade, e a base de usuários “parece ser extremamente diversificada em termos da idade, sexo, status socioeconômico e país de origem”.

Dessa forma, criminosos podem atingir todo tipo de vítima, “desde crianças com acesso a cartões de crédito de seus pais até adultos mais velhos com pouca consciência dos potenciais perigos do cibercrime”, diz Preminger.

Além disso, a demanda por itens raros de Fortnite vem aumentando graças às temporadas do jogo, eventos por tempo limitado que adicionam novos skins e objetos.

Com informações: Variety.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce

Exatamente. É o mesmo caso

Krosna Terrestre

Obrigado pela dica de novo "negócio" rs

johndoe1981

Não é similar ao G2A e Kinguin, onde há acusações de que muitas keys à venda lá são compradas com cartões de crédito roubados/clonados?

Diogo Macedo

Acredito que isso acontece com jogos de PS4 no mercado livre vendidos como "copia digital"

MicCaptchA

Com toda a certeza não é um problema único do Fortnite, desde a criação das skins no CS:GO existe esse esquema de clonar cartão, comprar skins e revender com um desconto absurdo para conseguir dinheiro real. Eu mesmo já recebi skins que foram compradas com cartão de crédito clonado... (Na época eu não fazia ideia do esquema)

Caleb Enyawbruce

Vocês acham que a Epic tem culpa? Vejo mais o erro aí sendo das empresas responsáveis pelos cartões de crédito e das pessoas que não tomam as devidas precauções de segurança que estão disponíveis a elas. Ao invés de Fortnite os criminosos poderiam usar os cartões roubados pra comprar perfumes em uma loja online e revender a preço baixo. A culpa seria do e-commerce de perfumes?