Início » Celular » Motorola Razr deve voltar como celular dobrável de US$ 1.500

Motorola Razr deve voltar como celular dobrável de US$ 1.500

Lenovo deve usar marca Motorola Razr em celular dobrável de US$ 1.500 que vai concorrer com Samsung Galaxy F

Por
34 semanas atrás

A marca Motorola Razr pode voltar em breve: a Lenovo quer usá-la para um celular dobrável que deve ser anunciado oficialmente em fevereiro. O smartphone será vendido nos EUA por um preço salgado de US$ 1.500. O Samsung Galaxy F deve ser igualmente caro.

Foto por Tony Unruh/Flickr

Segundo o Wall Street Journal, o Motorola Razr será um smartphone com tela dobrável e preço inicial de aproximadamente US$ 1.500. O aparelho será vendido nos EUA exclusivamente pela operadora Verizon. Ele ainda está em testes, e o lançamento — previsto para fevereiro — pode ser adiado. O plano é fabricar cerca de 200 mil unidades.

Uma patente concedida à Motorola Mobility em 2018 mostra um smartphone que se dobra ao meio tal como os antigos celulares flip. O WSJ não revela se a empresa adotará esse design, no entanto.

Patente da Motorola para celular dobrável

Enquanto isso, a Samsung vai anunciar seu smartphone dobrável no dia 20 de fevereiro, assim como as diferentes versões do Galaxy S10. O Galaxy F deve “facilmente ultrapassar US$ 1.500”, de acordo com o WSJ. A agência coreana de notícias Yonhap estima que ele custará cerca de 2 milhões de won (US$ 1.770), assim como o iPhone XS Max de 512 GB.

O celular dobrável da Samsung possui uma tela de 7,4 polegadas quando aberto, e um display externo de 4,6 polegadas para ser usado em modo smartphone. A coreana planeja vender pelo menos 1 milhão de unidades desse aparelho.

Motorola Razr já voltou antes como smartphone Android

A história do Motorola Razr começa em 2004 com o celular ultrafino V3. Ele se tornou um símbolo de status e alcançou uma popularidade enorme — mais de 130 milhões de unidades foram vendidas em todo o mundo. Com o passar do tempo, os dumbphones em geral perderam espaço para o iPhone e aparelhos com Android.

Por isso, em 2011, a Motorola trouxe de volta a marca Razr na forma de diversos smartphones com Android. Alguns tinham traseira com fibra de Kevlar; os modelos Maxx traziam bateria grande; e vimos até aparelhos com processador da Intel (lembra?).

Depois que a Motorola foi comprada pelo Google, a marca Razr foi lentamente deixada de lado, e não foi utilizada pela Lenovo — pelo menos, até agora.

Motorola Razr D3

Com informações: WSJ.

Mais sobre: , ,