Início » Celular » Apple voltou a vender iPhone SE temporariamente nos EUA

Apple voltou a vender iPhone SE temporariamente nos EUA

Apple fez queima de estoque do iPhone SE por US$ 299 no modelo de 128 GB; ele deixou de ser vendido em setembro de 2018

Felipe Ventura Por
46 semanas atrás

A Apple fez uma queima de estoque do iPhone SE a preços bem atraentes nos EUA. O celular com tela de 4 polegadas custava US$ 249 na versão de 32 GB (normalmente US$ 349) e US$ 299 no modelo de 128 GB (normalmente US$ 449). Será que a empresa estava testando a demanda por modelos mais baratos, ou só quis se livrar de algumas unidades não-vendidas?

Foto por Andri Koolme/Flickr

O iPhone SE não era recondicionado (refurbished): ele estava novo na caixa, mas os estoques já esgotaram. O aparelho roda iOS 12, versão mais recente do sistema operacional, e deve receber atualizações nos próximos anos. Seu lançamento ocorreu no início de 2016.

A Apple deixou de vender o iPhone SE em setembro de 2018, assim como o iPhone 6s e iPhone X. Eles foram descontinuados após o lançamento do iPhone XS, XS Max e XR. Isso significa que a empresa parou de oferecer celulares com entrada para fone de ouvido.

Apple lançou iPhones com displays (e preços) maiores

Rumores diziam que a Apple estava preparando um sucessor do iPhone SE, uma alternativa mais acessível com processador do iPhone 7 e tela menor sem notch. Em vez disso, ela lançou aparelhos com displays — e preços — cada vez maiores.

A estratégia deu certo para o iPhone X, mas não para o iPhone XS. O CEO Tim Cook avisou que as vendas no final do ano ficaram abaixo do esperado, e culpou uma série de fatores: a desaceleração econômica da China, o programa de substituição de baterias por R$ 149, e "aumentos de preço devido ao dólar forte" — ou seja, porque cobrou muito caro.

Uma possível solução seria cobrar menos pelo iPhone, talvez lançando um modelo menor e mais acessível como o iPhone SE. Pode ser também que a Apple só estivesse limpando o estoque, mesmo.

Com informações: Engadget.