Início » Celular » Este pode ser o design do Motorola Razr com tela dobrável

Este pode ser o design do Motorola Razr com tela dobrável

Motorola Razr deve voltar em breve: Lenovo vai lançar celular dobrável de US$ 1.500 nos EUA

Por
21 semanas atrás

Rumores dizem que a marca Motorola Razr deve voltar em breve na forma de um celular dobrável de US$ 1.500. Um registro de design na WIPO (Organização Mundial da Propriedade Intelectual) mostra como deve ser esse smartphone — e ele se parece bastante com o V3 de antigamente.

O design foi descoberto pelo 91Mobiles e registrado em 19 de dezembro de 2018. Ele mostra um aparelho que dobra ao meio, e que parece ter duas telas — uma interna maior, e outra externa próxima a uma câmera. Ele tem o mesmo “queixo” do Motorola Razr V3.

As linhas pontilhadas servem para ilustrar uma ou mais partes que não fazem parte do design. Ou seja, a parte interna talvez não seja uma tela com notch: ela poderia ter bordas maiores ou até mesmo botões físicos.

No entanto, é quase certo que a Motorola está trabalhando em telas dobráveis: uma patente

concedida à empresa em 2018 mostra um smartphone que se dobra ao meio.

Registro de design da Motorola na WIPO

Patente da Motorola para celular dobrável

Motorola Razr com tela dobrável deve custar US$ 1.500

Segundo o Wall Street Journal, a Lenovo vai lançar um celular dobrável com a marca Motorola Razr. Ele deve ser anunciado em fevereiro como um aparelho exclusivo da operadora Verizon nos EUA, custando aproximadamente US$ 1.500.

É um preço alto, mas acredita-se que o Samsung Galaxy F custará isso ou mais. Segundo o WSJ, ele deve “facilmente ultrapassar US$ 1.500”. A agência coreana de notícias Yonhap estima que ele custará tanto quanto o iPhone XS Max de 512 GB. O aparelho deve ser anunciado oficialmente em 20 de fevereiro.

Paul Pierce, co-designer do Razr V3 original, diz em entrevista à CNET que a Motorola quer reviver a experiência de celulares flip, mas que isso “não pode ser feito apenas como um truque ou algo dessa natureza; temos que descobrir como entregar um avanço de verdade”.

Com informações: WIPO (1), (2)The Verge.

Mais sobre: , ,