Início » Celular » Meizu Zero é um celular que não traz USB, alto-falantes ou botões

Meizu Zero é um celular que não traz USB, alto-falantes ou botões

Nada de slots e botões: Meizu Zero é um smartphone que traz carregamento sem fio, áudio integrado à tela e eSIM (chip virtual)

Por
21 semanas atrás

A gente até consegue se virar bem com celulares que não trazem conexão para fones de ouvido, mas e se, além disso, o aparelho não tiver porta USB, gaveta para SIM card, botões físicos e nem mesmo alto-falantes? Acredite, essa é a peculiar proposta do Meizu Zero.

Meizu Zero

Na primeira olhada, o dispositivo não passa de um smartphone com características atuais. A tela, por exemplo, é um painel AMOLED de 5,99 polegadas com resolução de 2540×1440 pixels, bordas finas e uma leve curvatura nas laterais (e nenhum notch, veja só).

Olhando para a traseira, a gente se depara com uma câmera dupla de 12 + 20 megapixels, consistindo nos sensores Sony IMX 380 e IMX 350 AI, respectivamente. Não parece, mas ali na frente existe uma câmera para selfies com 20 megapixels.

Mas logo percebemos que muita coisa aqui foge do comum. Para começar, o Meizu Zero tem leitor de impressões digitais integrado à tela (não é novidade, mas ainda é um recurso pouco comum) — o círculo logo abaixo da dupla câmera traseira é um flash LED em formato de anel.

Depois vem a ausência de porta USB. Para alimentar a bateria, cuja capacidade ainda não foi revelada, o smartphone utiliza um carregador sem fio Super mCharge de 18 W. O Meizu Zero tem estrutura unibody de cerâmica, característica que deve facilitar a recarga.

Meizu Zero

Nas laterais, os botões foram substituídos por sensores de pressão integrados às bordas da tela que permitem ligar ou desligar o aparelho, bem como controlar o volume do áudio, uma tecnologia que a Meizu chama de mEngine 2.0.

Falando em áudio, as tradicionais saídas de som foram substituídas por uma tecnologia chamada mSound 2.0, basicamente, um tipo de transdutor piezoelétrico posicionado sob a tela — é como se o som fosse emitido pelo visor. Fones de ouvido? Só via Bluetooth.

Em vez de SIM card, o Meizu Zero permite apenas o uso de eSIM (uma espécie de chip virtual). Isso também significa que não há suporte a cartões microSD. O usuário vai ter que se contentar com a capacidade interna de armazenamento do aparelho.

No resumo da ópera, a ideia é oferecer um celular que não tem “buracos”. Ou quase isso: o modelo possui apenas dois diminutos orifícios, um para o microfone, outro para um hard reset, quando necessário. Certamente, isso ajudou o Meizu Zero a ter certificação IP68: dá para deixá-lo submerso na água por até duas horas e meia.

Pelo menos o processador não foi substituído por nenhum “mProcessor”: o Meizu Zero conta com o Snapdragon 845. No entanto, as demais especificações básicas, como quantidade de memória RAM e capacidade de armazenamento, ainda são desconhecidas.

Data de lançamento e preço são outros detalhes que a Meizu ficou devendo. Mas, provavelmente, o smartphone terá distribuição limitada: a sua disponibilização deverá depender de parcerias com operadoras que suportam eSIM.

Com informações: GSMArena.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.