Início » Celular » Vivo Apex 2019 é celular conceito com 5G e leitor de digitais em toda a tela

Vivo Apex 2019 é celular conceito com 5G e leitor de digitais em toda a tela

O celular experimental será mostrado com detalhes na MWC e não deverá chegar ao mercado

Victor Hugo Silva Por

A chinesa Vivo anunciou nesta quinta-feira (24) o Apex 2019, seu smartphone conceito que deve servir de base para outros lançamentos da companhia. Ele é o primeiro da empresa a suportar 5G e apresenta algumas mudanças no design em relação ao Apex FullView, apresentado em 2018.

Entre elas, estão as ausências de botões físicos, da entrada de fones de ouvido e de um conector USB-C. O Apex 2019 não possui nem mesmo os furos para alto-falantes. Em vez disso, o aparelho emite sons a partir da tela.

Vivo Apex 2019

Segundo o The Verge, o celular é capaz de fazer a tela vibrar e atuar como um alto-falante, dispensando os furos como conhecemos. A solução é semelhante à Sound on Display, um modelo de tela que está sendo desenvolvido pela Samsung.

Para ser carregado, o Apex 2019 possui um conector magnético na parte traseira. Além de oferecer energia, ele também pode ser usado para transferir dados. O acabamento em vidro do smartphone foi batizado pela Vivo de “Super Unibody”.

Vivo Apex 2019

O Apex 2019 conta com Snapdragon 855, 256 GB de armazenamento e 12 GB de RAM. A Vivo afirma ter usado uma nova técnica de empilhamento para liberar mais espaço e evitar que os componentes do 5G prejudicassem o design do aparelho.

A empresa também realizou mudanças no leitor de impressões digitais. No Apex 2019, ele fica sob a tela e consegue reconhecer toques em toda a área frontal. É possível ainda configurar o sensor para somente desbloquear o celular quando dois dedos tocarem na tela.

Vivo Apex 2019

O visor, aliás, é AMOLED e possui 6,39 polegadas. A câmera traseira dupla oferece 12 megapixels e 13 megapixels e, pelo visto, não há uma câmera frontal. Segundo a Vivo, o objetivo é fazer as pessoas se concentrarem em outras inovações do modelo.

Como o Apex FullView, o Apex 2019 não deve chegar ao mercado. Ele é um modelo experimental e será apresentado com detalhes na MWC (Mobile World Congress), que ocorre em fevereiro. Ainda assim, o modelo deve adiantar algumas das características de uma segunda geração do Vivo Nex.

Veja mais sobre o Apex 2019 em vídeo:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sid

Olha aí Samsung. Vê se aprende como se projeta smartphone, porque aquele fiofó que colocou na tela do S10 é pior do que o que foi feito com o S6. As vendas vão cair vertiginosamente. Só vejo gente criticando, e com razão. Que besteira, hein Samsung!

Maicon Bruisma

De fato, não podemos esquecer de quem implantou. Mas as pessoas esquecem, vide que os primeiros aparelhos com dual câmera cuja meta era mexer no foco foram a HTC e a Huawei, principalmente a Huawei com a linha Ascend que atualmente é só P.

Breno Ribeiro

Foi descontinuado porque foi integrado ao Lumia Camera. E aqui funcionava muito bem com pessoas, tive um 720 e um 830 e ambos funcionavam corretamente. Nunca testei com animais. E mesmo que não funcionasse, o pioneirismo é também um mérito.

Maicon Bruisma

Mas a meta é virar o aparelho

Lucas Vasconcelos

Sou usuário Huawei mesmo

Marcos Vinícius

Cara, essa empresa é muito ousada, faz o que a Apple parou de fazer faz tempo: inovar.

Kodos Otros

Sim. Mas aí pra quem está acostumado a usar a digital pra tirar foto, ou oa botões de volume, tem que ficar "procurando" os botões, pq está acostumado do outro jeito. Talvez quem tire muita selfie acostume logo, mas eu achei bem ruim.

Kodos Otros

É terrível sim, tenho um.
Eu raramente uso aquela câmera, mas quando uso, sempre fica o dedo na frente e tem que virar o aparelho.

Maicon Bruisma

Concordo com a coloração seletiva e o Here Lens, de fato vieram primeiro, eu usava bastante. Mas ainda falo que o Refocus não chegava perto do modo retrato, tanto é que foi descontinuado depois. Usei no 920, 925 e 930, até não poder mais usar depois de algumas atts. Para objetos perto era ok, mas para pessoas e animais, não chegava perto do que temos hoje em dia

Breno Ribeiro

Cara, tantas coisas personalizáveis surgiram como novidade nos Lumia, apareceram depois em outros aparelhos e a mídia especializada esqueceu de suas origens. Mesma coisa com a coloração seletiva e o Here Lens.

E, bem, o Refocus tirava várias fotos com profundidades diferentes para chegar num resultado final, veja só, personalizável. Não era tão point-and-click como um simples "modo retrato". De fato, era melhor do que isso. E alguns celulares Android incorporaram isso anos mais tarde.

Franco Luiz

Ate nisso xiaomi copia XD

hopæja

bordas quadradas daria mais personalidade, mas não tá na moda pelo visto.
parece que a tela vai transbordar de mais, como uma bolha d'água.

Comentário Mil Grau℗

Carregador proprietário é uma merda, pois além de encarecer o produto faz com que reposição de peças sejam caras tmb. Fora o fato de não sabermos se esse conector transfere arquivos para o PC ou é necessário Bluetooth. Outro erro é a câmera frontal, o que mais o povo gosta de fazer é tirar selfie, vc tira essa opção o tesão pelo consumidor mais popular cai (para os entusiastas é legal). Sabemos que é conceito, mas o Nex não fugiu mto do que foi o Apex anterior.

Maicon Bruisma

Diferente, a solução da Xiaomi era mais rústica, não vibrava a tela necessariamente e não era direcional por causa disso. Tive o Mix 1 e muito melhor colocar o auto falante igual no 2

Maicon Bruisma

E desculpe pela bíblia para quem ler

Exibir mais comentários